São Paulo tenta superar desfalques e o Fluminense para manter liderança

Técnico Aguirre não conta com Jucilei, Hudson e Nenê para a partida no Morumbi

Marcos Guedes
São Paulo | Agora

Uma semana depois de ampliar sua vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro em um Morumbi lotado, o São Paulo tenta repetir a experiência. Desta vez, o desafio é superar o Fluminense e os desfalques.

Com o estádio novamente cheio, o time terá de se virar para não decepcionar a torcida. As baixas são importantes e preocupam o treinador Diego Aguirre.

Torcida são-paulina deve encher novamente o Morumbi no Brasileiro
Torcida são-paulina deve encher novamente o Morumbi no Brasileiro - Rubens Chiri/Divulgação/São Paulo

O meio-campo estará todo remodelado. Jucilei, Hudson e Nenê, por suspensão ou lesão, não estão à disposição e deverão ser substituídos por Luan, Liziero e Shaylon.

Figura tida como valiosa pelo técnico uruguaio, Everton amplia a lista de problemas. O meio-campista se recupera de contusão, o que abrirá espaço a Régis, Edimar ou Everton Felipe na formação do líder.

Nada disso, segundo os próprios atletas, servirá de desculpa para um eventual tropeço. Para eles, mesmo com as baixas, é perfeitamente possível dar sequência à ótima campanha do São Paulo no Brasileiro.

“Quando um jogador entra, ele dá tudo dele. Não muda muito, porque todos aqui têm um alto nível”, afirmou o zagueiro Arboleda, que ganhou descanso na última rodada e está de volta.

“O treinador gosta de que todo o grupo mantenha um ritmo bom. Quem for escolhido vai trabalhar da melhor maneira para dar continuidade ao estamos fazendo”, acrescentou o equatoriano.

Os jogadores apontaram a torcida como fator importante para superar os problemas na 22ª rodada do Brasileiro. De acordo com eles, o apoio das arquibancadas foi decisivo para a vitória do último domingo, sobre o Ceará.

Na ocasião, 57.323 pagantes estiveram no Morumbi. Hoje, a expectativa é que o público volte ao menos a ultrapassar a casa dos 40 mil.

O São Paulo ainda não foi derrotado em casa na competição, algo diretamente ligado à sua condição de líder. Foram dez partidas realizadas na morada tricolor até aqui, com oito triunfos dos comandados de Diego Aguirre e dois empates.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.