Torcedor do São Paulo terá metrô à disposição para jogo contra o Flamengo

Inaugurada há uma semana, estação fica a 1,4 km do estádio do Morumbi

Operários fazem últimos retoques para inauguração da estação São Paulo-Morumbi, da linha 4-amarela, em funcionamento desde 27 de outubro
Operários fazem últimos retoques para inauguração da estação São Paulo-Morumbi, da linha 4-amarela, em funcionamento desde 27 de outubro - Rivaldo Gomes/Folhapress
Luiz Cosenzo
São Paulo

​A maior novidade para o torcedor são-paulino no duelo contra o Flamengo não estará dentro das quatro linhas e tampouco no Morumbi, local do confronto deste domingo (4), pelo Brasileiro.

Após dez anos de espera, os torcedores poderão ir para o estádio de metrô. A estação São Paulo-Morumbi da linha 4-amarela, inaugurada no último dia 27, funcionará pela primeira vez em um dia de jogo.

O local fica a 1,4 quilômetro do estádio (aproximadamente 20 minutos a pé). Antes, a mais próxima era a Butantã, inaugurada em 2011, que fica a 4,2 quilômetros. 

A estação São Paulo-Morumbi do metrô estava prevista para ser inaugurada em 2008. Anos depois, o prazo foi prorrogado para 2012, 2014, até que, no início deste ano, foi firmado acordo para entrega da estação em setembro de 2018. A inauguração, porém, só aconteceu um mês depois, no sábado (27), ainda com horário reduzido de funcionamento, das 10h às 15h. 

Neste domingo, o horário será estendido. A estação funcionará até às 21h —duas horas após o término da partida.

Com a estação, o São Paulo espera que o torcedor tenha mais comodidade para ir aos jogos e que favoreça a realização de mais shows no Morumbi. 

Até 2014, o estádio abrigava os principais eventos musicais da cidade. Hoje tem o Allianz Parque como concorrente. Remodelada, a arena palmeirense fica a apenas 1,2 quilômetro da estação mais próxima de metrô, a Palmeiras-Barra Funda. O Itaquerão, estádio do rival Corinthians, fica a cerca de 500 metros da estação mais próxima.

“Sabemos que muitas vezes o torcedor deixava de vir pelas restrições de locomoção e acesso ao entorno. Era necessário um planejamento prévio para saber onde parar o carro e quanto pagar pelo estacionamento. O metrô agora é uma alternativa extremamente valiosa”, disse Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, presidente do São Paulo.

A polícia militar informou que espera que o fluxo de carros na região em dias de jogos diminua com o tempo. 

Neste domingo, o São Paulo não terá Jean e Hudson, suspensos, além de Rojas, Everton Felipe e Everton, lesionados. Aguirre fez mistério e não revelou o time que jogará.

SÃO PAULO
FLAMENGO

17h, Morumbi
Na TV: Pay-per-view

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.