Garotos da base dão vitória ao São Paulo e fôlego a Fernando Diniz

Já o Palmeiras perde invencibilidade no Campeonato Brasileiro e cai para quinto

São Paulo

Dois jovens formados nas categorias de base do São Paulo conseguiram fazer o técnico Fernando Diniz respirar mais aliviado nesta quarta-feira (7). Com dois gols de Brenner, 20, e um de Gabriel Sara, 21, o time tricolor fez 3 a 0 no Atlético-GO, no Morumbi, e voltou a vencer uma partida após um mês de jejum.

O resultado faz a equipe chegar aos 23 pontos na tabela, na terceira posição, e deu sobrevida ao pressionado treinador são-paulino, ameaçado pelo desempenho ruim no ano, que inclui a eliminação para o Mirassol no Campeonato Paulista e o fim precoce das pretensões do time na Libertadores –eliminado ainda na fase de grupos da competição, algo que não acontecia desde 1987.

Antes do triunfo sobre o time goiano, o São Paulo vinha de uma sequência de sete jogos sem vitórias, com cinco empates e duas derrotas nesse período. A última havia sido contra o Fluminense, no dia 6 de setembro, por 3 a 1.

Brenner comemora gol pelo São Paulo contra o Atlético-GO
Brenner comemora gol pelo São Paulo contra o Atlético-GO - Rubens Chiri/Saopaulofc

O resultado veio às vésperas de um importante clássico com o Palmeiras, no próximo sábado (10), na casa do adversário, onde o time tricolor nunca venceu.

Diniz tinha a exata dimensão de quanto uma vitória sobre o Atlético-GO poderia alivar a pressão causada pela série de fracassos da equipe sob o seu comando. Mais do que tudo, a conquista na noite desta quarta veio com um futebol mais bem jogado, de um time que teve mais atitude.

Para vencer a equipe de Goiás, o São Paulo precisou apresentar mais volume ofensivo do que havia conseguido fazer nos últimos jogos. Papel que coube aos garotos da base.

No primeiro tempo, Brenner abriu o placar aos 26 minutos, aproveitando um cruzamento de Gabriel Sara. Na etapa final, a dupla voltaria a mostrar entrosamento. Primeiro, Gabriel Sara marcou o dele, aos 19 da segunda etapa, com um belo chute da entrada da área. Depois, ele mesmo deu nova assistência para Brenner fechar a conta, aos 25.

Nas últimas semanas, Fernando Diniz tem convivido com uma série de protestos dos torcedores, que pedem a sua demissão. A insatisfação com a falta de desempenho também gera cobranças internas. O técnico, porém, conta com o apoio do diretor de futebol Raí.

O clássico do próximo fim de semana contra o Palmeiras será mais um teste para o treinador, principalmente porque o time do Morumbi precisa quebrar a escrita de nunca ter vencido o Palmeiras no Allianz Parque.

Foram nove duelos disputados na arena alviverde, com oito vitórias dos mandantes e apenas um empate. Esse último, porém, na semifinal do Paulista de 2019, quando os visitantes ganharam nos pênaltis.

Para o duelo, apesar da motivação pela vitória desta quarta, Fernando Diniz terá um importante desfalque com a ausência de Juanfran, que deixou o jogo desta quarta com uma suspeita de torção no joelho esquerdo. Por outro lado, o atacante Luciano voltará ao time após cumprir suspensão.​

Palmeiras perde invencibilidade no Brasileiro e cai para quinto

A longa sequência de jogos invictos do Palmeiras teve fim nesta quarta-feira (7) no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, com a derrota do time alviverde para o Botafogo por 2 a 1.

Com o resultado, o time estacionou nos 22 pontos e caiu da terceira para a quinta posição na classificação.

A equipe comandada por Vanderlei Luxemburgo chegou a ficar 20 jogos consecutivos sem ser batida. A última derrota havia sido para o Corinthians, no dia 22 de julho, ainda pela primeira fase do Campeonato Paulista.

Willian lamenta pênalti perdido em jogo entre Palmeiras e Botafogo
Willian lamenta pênalti perdido em jogo entre Palmeiras e Botafogo - Sergio Moraes/Reuters

Contra o Botafogo, que não vencia havia dez jogos no Brasileiro, o Palmeiras sentiu os desfalques que teve em seu sistema defensivo, com as ausências do zagueiro Gustavo Gómez e do lateral esquerdo Viña, convocados por Paraguai e Uruguai, respectivamente.

Sem eles, o time alviverde voltou a sofrer dois gols numa mesma partida, algo que não acontecia desde o empate por 2 a 2 com o Sport, pela 10ª rodada.

Pedro Raúl, logo no primeiro minuto do segundo tempo, e Caio Alexandre, aos 7, fizeram os gols do time carioca. Willian descontou aos 31 e teve a chance de empatar, aos 39, mas perdeu um pênalti, defendido por Diego Cavalieri.

O Botafogo tem agora 15 pontos e deixa a zona de rebaixamento. É o 15º colocado do Nacional.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.