Quadro de Monet é arrematado por R$ 440 milhões em Nova York

Valor é um recorde para o artista francês

Quadro da série "Les Meules", do pintor francês Claude Monet, em exposição na casa de leilões Sotheby's, em Nova York, nos EUA - Lucas Jackson - 3.mai.2019/Reuters
Nova York | AFP

Uma pintura da série "Meules" do pintor francês Claude Monet (1840-1926) foi leiloada nesta terça-feira (14), pela casa Sotheby's de Nova York, por U$ 110,7 milhões (R$ 440,21 milhões).

O valor é um recorde para o artista francês e um dos dez preços mais altos já registrados em um leilão de arte.

O quadro de 72 cm por 92 cm faz parte da série pintada por Monet durante o inverno de 1890 e 1891 em sua casa em Giverny, na Normandia.

Outra obra da série "Meules" foi leiloada em novembro de 2016 pela Christie's em Nova York por 81,4 milhões de dólares.

As duas obras mostram um campo com montes de feno ao entardecer.

O antigo proprietário, um colecionador anônimo, adquiriu a obra em 1986 em outro leilão da Christie's, também em Nova York, por apenas U$ 2,5 milhões (R$ 9,94 milhões). 

O recorde precedente para uma pintura de Monet remontava a maio de 2018: "Nymphéas en Fleurs", adquirida por U$ 84,6 milhões (R$ 336,42 milhões) em um leilão da Christie's.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.