Baco Exu do Blues e Iza concorrem a prêmio de melhor videoclipe do ano

Conheça os finalistas do Music Video Festival, que acontece em São Paulo em dezembro

São Paulo

O Music Video Festival revelou nesta quarta (6) os finalistas de todas as 14 categorias da premiação, que reconhece os melhores videoclipes lançados no último ano.

O festival, que em 2019 chega à sua sétima edição, vai anunciar os vencedores durante uma cerimônia para convidados no MIS (Museu da Imagem e do Som de São Paulo), no dia 12 de dezembro.

Entre os indicados para a principal categoria, melhor videoclipe nacional, estão Iza, Baco Exu do Blues, BaianaSystem, Emicida, Xênia França, Thiago Pethit, Criolo e Céu.

homem com os braços abertos
Cena do clipe de 'Bluesman', do rapper Baco Exu do Blues - Divulgação

O vídeo de “Bluesman”, um curta que acompanha o disco de Baco de mesmo nome, já chegou a ganhar prêmio no festival Cannes Lions, um dos mais importantes do mercado publicitário.

A lista de clipes internacionais inclui o hit “Old Town Road”, do jovem rapper americano Lil Nas X, além de vídeos de Madonna, LCD Soundsystem, FKA Twigs, Tierra Whack e Mitski.

Os melhores figurinos, coreografias, diretores e fotografia de videoclipes no Brasil também serão premiados.

No site do Music Video Festival, o público já pode votar nas categorias de melhor videoclipe nacional e melhor videoclipe internacional, além de melhor vídeo com mensagem social.

Os demais vencedores serão escolhidos pelo júri do festival, que este ano conta com João Wainer, Marcelo D2, Laís Bodansky, Ricardo Laganaro e Aisha Mbikila.

O Music Video Festival recebeu cerca de 700 clipes para chegar nos finalistas. O período considerado foi do começo de agosto de 2018 até o fim de setembro de 2019.

Veja a lista de indicados nas principais categorias

MELHOR VIDEOCLIPE NACIONAL
Baco Exu do Blues (“Bluesman”)
Xênia França (“Nave”)
Thiago Pethit (“Orfeu”)
Jeremaia (“No Que Vai Dar”)
Criolo (“Boca de Lobo”)
Iza (“Brisa”)
BaianaSystem ft. Tropkillaz (“Saci (remix)”)
Céu (“Coreto”)
Edgar (“Print”)
Marrakesh (“Defectively”)
Johnny Franco (“Immediate Love”)
Pxrtela (“Vazio”)
The Baggios feat. Céu (“Bem-te-vi”)
Hot e Oreia (“Eu Vou”)
Emicida (“AmarELO”)

MELHOR VIDEOCLIPE INTERNACIONAL
Lil Nas X feat. Billy Ray Cyurs (“Old Town Road”)
FKA Twigs (“Cellophane”)
Tierra Whack (“Unemployed”)
Benny Blanco, Calvin Harris & Miguel (“I Found You / Nilda’s Story”)
Tove Lo (“Glad He's Gone”)
LCD Soundsystem (“Oh Baby”)
Mitski (“A Pearl”)
Sam Tudor (“Joseph in the Bathroom”)
James Massiah (“Natural Born Killers - Ride for me”)
Dillon Francis (“GO OFF (Nuthin' 2 It)”)
Rosalía (“Aute Cuture”)
JJ Cale (“Go Downtown”)
Madonna (“Dark Ballet”)
Kaskade ft. Madge (“Tight”)
Miya Folick  (“STOP TALKING”)

MELHOR DIREÇÃO NACIONAL
Douglas Bernardt (“Bluesman”, de Baco Exu do Blues)
Fred Ouro Preto (“Pra Que Me Chamas?”, de Xênia França)
Camila Cornelsen (“Orfeu”, de Thiago Pethit)
Cisma (“Boca de Lobo”, de Criolo)
Rafael Kent (“Saci (remix)”, de Baiana System ft. Tropkillaz)

MELHOR COREOGRAFIA EM VIDEOCLIPE NACIONAL
Iza (“Brisa”)
Marrakesh (“Defectively”)
Gloria Groove feat. Iza (“YoYo”)
Criolo (“Etérea”)
Heavy Baile (“Ciranda”)

MELHOR VIDEOCLIPE DE ANIMAÇÃO NACIONAL
Baapz (“Nervoso”)
G T'AIME (“Forest”)
Glue Trip (“Fancy”)
Orquestra Jabaquara (“Lado Animal”)
Ponto de Equilíbrio part. André Sampaio (“Já Basta”)

MELHOR FOTOGRAFIA EM VIDEOCLIPE NACIONAL
Baco Exu do Blues (“Bluesman”)
Neptunea (“Aum”)
Xênia França (“Nave”)
Marrakesh (“Defectively”)
Tulipa Ruiz (“Pedrinho”)

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE EM VIDEOCLIPE NACIONAL
Xênia França (“Nave”)
Jeremaia (“No Que Vai Dar”)
Marrakesh (“Defectively”)
O Terno (“Pegando Leve” )
Urias (“Diaba”)

MELHOR FIGURINO EM VIDEOCLIPE NACIONAL
Criolo (“Etérea”)
Teto Preto (“Pedra Preta”)
Urias (“Diaba”)
Kasper (“Papoula”)
Isis Broken (“O Clã”)

MELHOR EDIÇÃO EM VIDEOCLIPE NACIONAL
Criolo (‘Boca de Lobo”)
Edgar (“Print”)
Pxrtela (“Vazio”)
Heavy Baile (“Maconha e Pente”)
Cronista do Morro (“Terror da Leste”)

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.