Museu do Louvre anuncia restrições de acesso por causa de coronavírus

Poderão visitar o espaço somente aqueles que comprarem o ingresso online ou tenham entrada gratuita

Paris | AFP

O museu do Louvre anunciou nesta segunda-feira (9) que restringirá seu acesso, enquanto a Filarmônica de Paris cancelou todos os seus shows, depois que a França proibiu as reuniões de mais de mil pessoas devido ao coronavírus.

O governo francês estabeleceu no domingo (8) novas medidas para tentar conter a propagação do Covid-19. Até agora, congregações de mais de 5.000 pessoas haviam sido banidas.

A direção do Louvre, o museu mais visitado do mundo, decidiu restringir o acesso a quem tiver comprado um ingresso online ou que tenha entrada gratuita, como menores de 18 anos, pessoas com deficiência e professores franceses.

O museu fechou por dois dias e meio no início do mês, porque sua equipe decidiu não trabalhar para se proteger do risco de contrair o novo coronavírus.

Por sua vez, a Filarmônica anulou todos os seus shows, uma decisão que provavelmente também será adotada por outros grandes salões franceses nas próximas horas.

A França é o segundo país da Europa mais afetado pelo coronavírus, depois da Itália, com 1.126 pessoas infectadas e 19 mortas desde o final de janeiro.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.