Descrição de chapéu Coronavírus

Presidente da Palmares diz que isolamento é 'maior imbecilidade da história'

Medida decretada por governos de todo o Brasil é considerada uma das mais eficazes na contenção do coronavírus

São Paulo

O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, chamou o distanciamento social decretado por governos estaduais e municipais para conter o avanço do novo coronavírus de "a maior imbecilidade da história da humanidade" no seu Twitter, na noite desta segunda (23).

Homem negro de terno tira selfie; ao fundo, bandeira do Brasil
O jornalista Sérgio Camargo, presidente da Fundação Palmares - Reprodução/Twitter

No tuíte, Camargo comenta uma postagem de Jair Bolsonaro (sem partido). Nela, o presidente se opõe ao que chama de "medidas extremas sem planejamento e racionalidade" no combate à pandemia.

O presidente da Fundação Palmares então pede que o confinamento seja imediatamente suspenso e limitado aos que pertencem ao grupo de risco, isto é, pessoas com mais de 60 anos, com doenças crônicas e transplantados. "Ao trabalho, brasileiros!", conclui Camargo.

A medida de isolamento social da população é uma das mais recomendadas pelos especialistas para conter a disseminação da doença até a criação de uma vacina. É ela que vem guiando a ação de uma série de governos no país e internacionalmente.


TUDO SOBRE A COVID-19


Nomeado pelo ex-secretário da Cultura Roberto Alvim em novembro, Camargo ficou conhecido por ter sido uma escolha controversa para o cargo que agora ocupa por suas opiniões sobre o racismo no país e sobre o ativismo negro.

Autodefinido como "negro de direita”, ele já afirmou, nas redes sociais, que o Brasil tem “racismo Nutella” e que “racismo real existe nos EUA”. Também escreveu que a escravidão foi terrível “mas benéfica para os descendentes” e que “negros do Brasil vivem melhor que os negros da África”.

As opiniões de Camargo geraram reação da comunidade negra e mesmo dentro da ala mais moderada da Secretaria Especial da Cultura.

Em dezembro, a Justiça acatou uma ação civil que pedia a suspensão de sua nomeação, mas a decisão foi revertida pelo Superior Tribunal de Justiça.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.