Descrição de chapéu Televisão Maratona

'5x Comédia' sai dos palcos e vira seriado que brinca com as aflições da pandemia

Produção do Amazon Prime Video reúne nomes do humor para alfinetar quem não segue recomendações da Covid-19

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Medo de ir ao mercado, preocupação com os familiares mais velhos e inúmeras compras de máscaras são sintomas da crise sanitária na qual estamos há mais de um ano. Também são essas as ações e sentimentos que arrebatam os personagens de “5x Comédia”, primeira série brasileira original do Amazon Prime Video, que estreia na plataforma nesta semana.

Como o nome denuncia, a trama passa longe do drama e da tragédia de outras séries pandêmicas, como “Sob Pressão - Plantão Covid” ou, agora, “Amor de Mãe”, e prefere tomar um caminho mais bem-humorado para retratar as situações antes absurdas, mas agora já normalizadas, que inundaram nossa rotina.

Criada por Monique Gardenberg, diretora dos filmes “Ó Paí, Ó” e "Paraíso Perdido", a série é uma releitura da peça homônima concebida por sua irmã, Sylvia Gardenberg, em 1995. O formato é o mesmo, mas a história, nem tanto. A produção é dividida em cinco episódios, cada um com seus personagens. Todos retratam alguma faceta da pandemia por meio de tipos diversos que emergiram na crise.

“Nós não rimos deles, nós rimos com esses personagens. Rimos da situação que nós todos estamos vivendo”, diz a diretora. “Eu acredito que a comédia tem essa função de nos pôr diante de algo trágico e nos fazer refletir por meio do humor. Mas não foi fácil encontrar um equilíbrio.”

Segundo ela, os episódios apresentam, de forma sutil, críticas à maneira como a pandemia vem sendo enfrentada pelas autoridades e também por muitos brasileiros. Essas alfinetadas integram um “repertório de pequenas indignações” do dia a dia que ela resolveu emprestar à série.

Em “Hipocondríaco”, Gregorio Duvivier, colunista deste jornal, vive um homem cujos cuidados beiram a paranoia e que decide isolar cada um de seus familiares num cômodo diferente. Quando vai à varanda tomar sol, mesmo sozinho, usa máscara e face shield. E ai de seu filho se quiser ligar para um delivery de pizza.

Antes otimista em relação ao arrefecimento da crise, o humorista pensou, no ano passado, que talvez “5x Comédia” estreasse num momento de imunização generalizada no Brasil. Se fosse o caso, ele temia que a série não encontraria público, por estar descolada da realidade. Mas o boom de infecções nas últimas semanas apontou para outro caminho.

“O Brasil trabalha para que a ficção não envelheça. Os nossos governantes trabalham para não sublimar essas histórias”, afirma Duvivier, que diz também ter vivido seus momentos pessoais de hipocondria ao longo do último ano.

Já no episódio “Colapso”, um rapaz que mora num prédio de luxo usa e abusa da boa vontade de seu porteiro —papel de Rafael Portugal, famoso pelas esquetes no Big Brother Brasil—, que recebe encomendas e vai ao mercado por ele, escancarando a desigualdade com a qual os brasileiros se expõem à Covid-19.

Nos quase românticos “Sem Saída” e “Sexo Online”, acompanhamos, nesta ordem, namorados que decidem morar juntos, mas não aguentam a convivência intensa da quarentena, e um casal que, após perder o emprego com os inúmeros fechamentos país afora, decide que a melhor saída é se exibir na webcam e fazer sexo virtual com os solitários do isolamento social.

“Cinderela”, por sua vez, retrata os impactos do coronavírus nas periferias, ao acompanhar um jovem que divide a casa com uma família numerosa e que tem dificuldade para entrar na rotina de home office.

Além do desafio de equilibrar o senso de humor com a tragicidade da situação, Monique Gardenberg se deparou com um outro problema na hora de gravar as cenas. Todas foram dirigidas remotamente —e os atores, com exceção dos que moram juntos, estavam em lugares diferentes.

No episódio com Duvivier, por exemplo, ele faz o marido da personagem de Katiuscia Canoro. Nas telas, todos moram na mesma casa, mas, na vida real, nunca estiveram no mesmo imóvel. Truques de câmera, uma direção de arte atenta e a montagem proporcionaram o que a diretora chama de uma grande mentira. Familiares dos atores foram essenciais, já que eles empunharam equipamentos como câmeras e microfones.

“Foi uma delícia brincar que estavam todos na mesma casa sem nem sequer estarem na mesma cidade”, diz a diretora.

5x Comédia

  • Quando Estreia nesta sexta (26), no Amazon Prime Video
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.