Livro percorre o desenvolvimento do universo em poemas; leia

"O Eclipse da Melancolia: Pseudo-Sonetos de Matiz Simbolista" será lançado pela Editora Patuá neste mês

Marcio Aquiles

[SOBRE O TEXTO] Os textos nesta página integram "O Eclipse da Melancolia: Pseudo-Sonetos de Matiz Simbolista", que a Editora Patuá lança neste mês. Os 79 poemas temáticos fazem um percurso desde a criação do universo e desenvolvimento dos seres vivos, abordando reflexões sobre a entropia, a ciência, a arte e a natureza do pensamento.

 

criaturas aporéticas

deslizam as categorias contingentes contra

os movimentos fixos da onda essencialista

ao passo que relativismo percorre mutante

pelos veios críticos androgênicos vulgares

.

a verdade é provisional, natureza humana

mito, refletia o paleontólogo especialista

nas taxonomias da semiótica peirceana

acostumado à reverberação dos verbos

.

soam sinos de mentira em televisores

disfarçados de rádios sintonizados

em canais altamente problemáticos

.

ao início da leitura imposta

a síntese do volume se expande

pelos olhos zoomórficos antitéticos

homem laranja trumpista de costas
Ilustração para Imaginação - Rodrigo Visca

criaturas reminiscentes

escondida na floresta incerta

a lesma cibernética exorbita

suando gotículas de astúcia

versúcia contrária à quimera

.

induzir ao erro ótico tipográfico

tem sua função em deslize ideal

névoas ilógicas em fluxo apócrifo

deus herético em revisão demente

.

descortina vaidades o horizonte vesgo

véu flâmeo das escamas abscônditas

o desenlace proclamado aos bordos

.

balançando probativo o olhar em xeque

ataca afoito o marsupial de furor interino

tentando defender sua cria proxenética

 

criaturas aéreas

suba atmosfera ilustre

eleve-me aos hálitos de ozônio

onde a cosmonauta de sorriso

velado me espera em nave

.

com ferramentas isobáricas

e um aneroide magnético

feitos para apaziguar

o suplício de Tântalo

.

a esplendecência do vácuo

oculta o impulso que gravita

a órbita do sol intermitente

.

dispersam-se em devaneios

e sonhos metafóricos

duas criaturas aéreas 


Marcio Aquiles, 39, crítico e pesquisador, é autor de "O Amor e Outras Figuras de Linguagem" (Giostri) e "Delírios Metapoéticos Neodadaístas" (7 Letras) e coordenador de projetos internacionais na SP Escola de Teatro.

Rodrigo Visca, 37, é artista plástico.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.