Entenda a intervenção no Banco Neon

Banco Central encontrou problemas na instituição, associada ao Neon Pagamentos

Pedro Conrade, presidente da Neon Pagamentos
Pedro Conrade, presidente da Neon Pagamentos - Rafael Roncato/Folhapress

O Banco Central decretou liquidação extrajudicial do Banco Neon, com sede em Belo Horizonte (MG), e as contas de clientes da instituição financeira foram bloqueadas até que um levantamento inicial dos saldos seja realizado.

O banco era parceiro da fintech (empresa iniciante de tecnologia financeira) Neon Pagamentos, o que permitia que a empresa mais jovem mantivesse contas digitais para clientes —600 mil, segundo  a companhia.

A liquidação ocorre por problemas na gestão financeira do banco, não do Neon Pagamentos. Mesmo assim, a fintech diz que os cartões de seus clientes poderão ser usados no débito, mas recargas e novas emissões estão suspensas e a fintech depende da integração de suas operações as de um novo banco parceiro para poder oferecer todas as funções das contas.

Entenda a intervenção a seguir:

1. O que foi que aconteceu?

O BC decretou a liquidação extrajudicial do banco. Com isso, a instituição tem suas atividades suspensas, os administradores são afastados e os ativos são vendidos para pagar os passivos

2. A intervenção atinge as contas digitais e os cartões pré-pagos?

Em um primeiro momento, sim. As contas digitais  da Neon Pagamentos, que dependiam da parceria com o Banco Neon para serem movimentadas, estão com funções bloqueadas até que a fintech encontre novo banco parceiro e integre suas operações a dele

3. Os correntistas do Banco Neon serão ressarcidos?

Sim. Segundo o BC, a expectativa é que o FGC (Fundo Garantidor de Créditos) leve entre 7 e 10 dias para ressarcir os correntistas após a verificação inicial, sem prazo definido.

Dúvidas pelo telefone (11) 3543-7000 ou pelo e-mail credores.neon@fgc.org.br

4. As contas digitais serão suspensas?

Se a Neon Pagamentos fechar parceria com um outro banco, poderão ser reativadas. A Neon Pagamentos anunciou acordo com o Banco Votorantim nesta segunda-feira (7)

5. E os cartões pré-pagos?

Podem continuar a ser usados. Recargas e emissões de novos cartões ficam suspensas

6. O Banco Neon opera somente contas digitais?

Não. A atividade do banco, segundo o BC, se concentra em financiamentos a pequenas e médias empresas. O banco tem menos de mil contas digitais, que são intermediadas pela fintech Neon Pagamentos

7. A Neon Pagamentos também está sob intervenção?

Não. O BC não detectou irregularidade na Neon Pagamentos. O Banco Neon possui uma participação minoritária na empresa, com a qual se associou em 2016

8. Por que a liquidação extrajudicial foi decretada?

Desde 2016, o banco apresentava prejuízos e tem patrimônio líquido negativo. O BC detectou irregularidades nas operações, com violações a normas da CVM, como contabilização incorreta de ativos e não reconhecimento adequado de passivos

10. É a primeira intervenção em um banco que opera contas digitais?

Sim. Mas o BC não encontrou irregularidades nas contas digitais, e sim na operação tradicional do banco.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.