Descrição de chapéu Governo Bolsonaro Previdência

Ao entregar reforma, Bolsonaro diz que errou no passado ao votar contra mudanças na aposentadoria

Então deputado, Bolsonaro disse que votaria contra proposta de Temer e foi contrário aos projetos de FHC e Lula

Brasília

Ao entregar a proposta da reforma da Previdência ao Congresso Nacional, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que errou no passado ao não apoiar propostas anteriores de reformulação do sistema de aposentadorias.

A reforma da Previdência é considerada fundamental pelo presidente da República e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

A Folha teve acesso ao áudio da fala do presidente no momento em que entregou a proposta.

“Temos que juntos mostrar, não para o mundo, mas para nós mesmos, que erramos no passado. Eu errei no passado e temos a oportunidade ímpar de realmente garantir para as futuras gerações uma previdência onde todos possam receber”, declarou Bolsonaro na reunião privada que manteve com lideranças do Congresso, entre eles os presidentes Rodrigo Maia (Câmara) e Davi Alcolumbre (Senado).

Bolsonaro tem um histórico de posicionamentos contrários às tentativas anteriores de reforma da Previdência. Em janeiro 2018, em entrevista à Rede TV, ele afirmou que votaria contra às mudanças propostas na Previdência pelo então presidente Michel Temer. “Da forma proposta, não votarei favorável”, disse o agora presidente, na ocasião.

Bolsonaro também foi contrário ao projeto de mudança da Previdência do governo Fernando Henrique Cardoso e votou contrário à reforma da Previdência feita no governo Luiz Inácio Lula da Silva.

Em meio a uma crise política causada pela demissão do ministro Gustavo Bebianno e um dia depois de o governo sofrer uma derrota na Câmara com a derrubada do decreto que alterava a Lei de Acesso à Informação, Bolsonaro fez um aceno aos deputados e disse que é “igualzinho” aos parlamentares.

“Sou igualzinho a vocês, somo iguais. Temos o mesmo propósito e o mesmo ideal”, disse o presidente da República.

Ele afirmou ainda saber das dificuldades que a reforma vai enfrentar no Congresso e reconheceu que o texto pode ser aperfeiçoado no Parlamento.

"Contamos com a competência, com o patriotismo e com o compromisso dos senhores de salvar o Brasil economicamente. Nós não temos outra saída, obviamente o projeto vai ser aperfeiçoado pelos senhores e pelas senhoras”, disse Bolsonaro.

“Temos a oportunidade ímpar de realmente garantir para as futuras gerações uma previdência onde todos possam receber”, acrescentou.

“Contamos com os senhores e as senhoras para aperfeiçoar o projeto. O Brasil precisa sair dessa situação crítica que e econômica que nós vivemos no momento”, concluiu o presidente.

O presidente Jair Bolsonaro, com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre
O presidente Jair Bolsonaro chega ao Congresso para entregar proposta de reforma da Previdência - Pedro Ladeira/Folhapress


 

Ricardo Della Coletta, Talita Fernandes , Angela Boldrini e Thais Arbex
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.