Trump prevê acordo comercial rápido com China

Presidente americano também afirmou que vai se encontrar com o presidente Xi Jinping na reunião do G20

Washington | Reuters

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, previu nesta quinta-feira (23) um rápido final para a guerra comercial com a China, mesmo sem conversas marcadas entre o alto escalão dos dois países desde que a última rodada de negociações acabou em Washington, há duas semanas.

"Está acontecendo, está acontecendo rápido e eu acho que as coisas provavelmente irão acontecer rápido com a China porque eu não posso imaginar que eles fiquem assustados com milhões de companhias deixando seu país para outros lugares", disse Trump durante discurso na Casa Branca.

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump
Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump - Carlos Barria/Reuters

Trump também afirmou que vai se encontrar com o presidente chinês, Xi Jinping, na reunião do G20 no próximo mês no Japão.

China e EUA têm culpado um ao outro por interromper conversas que visavam a encerrar as tensões comerciais entre as duas maiores economias globais, marcadas por guerra de tarifas.

Trump disse que costurou um plano desenvolvido pela sua administração para promover ajuda a fazendeiros afetados pela guerra comercial, que foram atingidos particurlamente mais forte.

Após Trump impor tarifas em produtos chineses no ano passado, a China cortou as compras de soja do país, deixando os produtores com os estoques lotados da commotidy. Os chineses também retaliaram com tarifas no milho, carne de porco e outro produtos dos EUA.

"Os 16 bilhões de dólares vão ajudar a manter nossos fazendeiros prosperando e deixar claro que nenhum país tem veto na economia e segurança nacional da América", disse Trump.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.