UE tem lista de R$ 146,8 bi em produtos pronta se EUA tarifarem carros

Parlamento Europeu afirmou que não aceitará restrições de exportação

Reuters

A União Europeia retaliará com taxas extras sobre 35 bilhões de euros (R$ 146,8 bilhões) em mercadorias norte-americanas se os Estados Unidos seguirem adiante com tarifas sobre carros da UE, disse a líder do bloco nesta terça-feira (23).

​"Não vamos aceitar nenhuma negociação administrada, cotas ou restrições voluntárias de exportação e, se houver tarifas, temos uma lista de rebalanceamento", disse a comissária europeia de Comércio, Cecilia Malmstrom, a uma comissão do Parlamento Europeu.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump - Leah Millis/Reuters

"Já está basicamente preparada, no valor de 35 bilhões de euros. Espero que não tenhamos que usá-la", continuou ela.

A disputa entre os Estados Unidos e a União Europeia podem se transformar em uma guerra comercial em larga escala, especialmente se o presidente Donald Trump cumprir sua ameaça de taxar carros europeus.  

No ano passado, a Comissão Europeia já adotou formalmente a medida que estabelece as tarifas sobre € 2,8 bilhões (R$ 12,2 bilhões) em mercadorias dos EUA, incluindo uísque, jeans, motos Harley Davidson e suco de laranja. Os 28 países do bloco aprovaram a retaliação por unanimidade.  

O imbróglio teve início em março de 2018, quando o governo Trump decidiu impor alíquotas de 25% e 10% sobre o aço e o alumínio importados da União Europeia, Canadá, México, Japão e outros países —incluindo o Brasil— alegando segurança nacional, a fim de proteger a indústria siderúrgica americana.

O republicano se queixava que os EUA acumularam déficits comerciais com a maior parte dos países e que é preciso revertê-los para proteger empregos e indústrias locais. Além da União Europeia, Trump também acirrou uma disputa comercial com a China.

Recentemente, os presidentes dos Estados Unidos e da China, Donald Trump e Xi Jinping, respectivamente, concordaram em retomar negociações comerciais depois de reunião no G20, em Osaka, no Japão.




 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.