230 fundos que administram R$ 65 trilhões pedem ao Brasil que proteja Amazônia

Grupo inclui gestores ligados a grandes instituições como grupo Mitsubishi, HSBC e BNP Paribas

Fabiano Maisonnave Arthur Cagliari
Manaus e São Paulo

Em comunicado conjunto, 230 fundos de investimento, que juntos administram US$ 16 trilhões (R$ 65 trilhões), pedem ao Brasil que adote medidas eficazes para proteger a floresta amazônica contra o desmatamento e as queimadas.

“Estamos preocupados com o impacto financeiro que o desmatamento pode ter sobre as empresas investidas, aumentando potencialmente os riscos de reputação, operacionais e regulatórios. Considerando o aumento das taxas de desmatamento e os recentes incêndios na Amazônia, estamos preocupados com o fato de as empresas expostas a desmatamento potencial em suas operações e cadeias de suprimentos brasileiras enfrentarem uma dificuldade crescente para acessar os mercados internacionais”,  diz a nota divulgada nesta quarta-feira (18).

Integrantes do setor de fundos, que falaram com a Folha na condição de anonimato, consideraram a iniciativa atípica, mas relevante –uma espécie de alerta para o Brasil por causa da dimensão de muitos dos fundos envolvidos. 

As carteiras sob a gestão do grupo somam um volume de recursos que supera o PIB da China, por exemplo, que está na casa de US$ 13 trilhões (R$ 58 trilhões). O maior da lista é o francês Amundi, principal fundo da Europa e o nono na lista dos maiores do mundo. O Amundi  administra € 1,4 trilhão (R$ 6,34 trilhões), montante que praticamente equivale ao PIB do Brasil.   

Também assinam o manifestado a gestora britânica Aberdeen, que adminsitra € 562 bilhões (R$ 2,52 trilhões), o Macquarie Asset Management, da Austrália, com carteira de € 306 bilhões (R$ 1,38 trilhão) e o canadense CDPQ (Caisse de dépôt et placement du Québec), que tem € 198 bilhões (R$ 896 bilhões), segundo publicação da empresa europeia IPE, de junho deste ano.

O Aberdeen possui participação na BRF, dona das marcas Sadia e Perdigão, e detém ações de muitas outras empresas do Brasil. O australiano Macquarie criou um fundo focado em negócios de infraestrutura para Brasil e América Latina. O CDPQ é sócio da Engie no TAG (Transportadora Associada de Gás), ativo que foi comprado da Petrobras em abril deste ano.

O manifesto também tem apoio de fundos ligados a instituições de ensino, bem como de fundos de pensões de países como Noruega, Suécia e Suiça. O destaque nessa categoria de investidores que pede mais cuidado com a floresta brasileira é o Capers, fundo de pensão dos funcionários da Califórnia, que administra US$ 363 milhões (R$ 1,46 trilhão).

Os fundos brasileiros SulAmérica e Fama, que administram respectivamente R$ 374 bilhões e R$ 2 bilhões, também assinaram o manifesto.

Para Fabio Alperowitch, diretor financeiro da Fama, a preocupação dos investidores com o meio ambiente sempre existiu, mas que o tema ganhou mais relevância com o aumento dos incêndios e com a inabilidade do governo ao tratar do tema. 

"O que aconteceu é que a discussão ganhou intensidade. As queimadas sempre existiram, mas aumentaram muito. O governo também não apenas foi inábil para lidar com o tema como fomentou a questão, ao tomar iniciativas contrárias ao combate do desmatamento e das queimadas. O investidor estrangeiro começou e reagir", disse.

"Eles ficam assustados até pelo o que aconteceu com a Vale. São assuntos distintos, mas nenhum investidor estrangeiro gostou de ter seu nome associado a uma empresa que foi negligente. Então esse cuidado que eles já tinham fica agora redobrado."

No final do dia, o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros fez um pronunciamento oficial em resposta aos fundos. Disse que o governo está adotando "todos os esforços" para fazer frente à crise ambiental. 

"Estamos, por meio das gestões do ministério da Defesa e do ministério do Meio Ambiente, sob a coordenação do presidente da República, colocando todos os esforços do nosso país para atender esta crise referente às queimadas e desmatamentos", declarou Rêgo Barros. 

"Sempre no entendimento de que o trabalho realizado pelo governo federal é de alto gabarito e que tem como objetivo final debelar essa crise, que é momentânea. E muito mais do que isso: reativar a narrativa de que é necessário a proteção ambiental com desenvolvimento sustentável e atenção à sociedade", concluiu o porta-voz. 

A iniciativa da carta das 230 gestoras surgiu dos grupos sem fins lucrativos PRI (sigla em inglês para Princípios para Investimento Responsável) e Ceres. Na linha do que defendem as entidades, o documento reforça o discurso da importância do investidor ao olhar para o futuro, observando o ambiente e a emissão de carbono.

"Como investidores, que têm o dever fiduciário de agir no melhor interesse de longo prazo de nossos beneficiários, reconhecemos o papel crucial que as florestas tropicais desempenham no combate às mudanças climáticas, na proteção da biodiversidade e na manutenção dos serviços ecossistêmicos”, diz o texto, subscrito por fundos de 30 países.

“O desmatamento na região pode potencialmente aproximar perigosamente todo o ecossistema de um ponto de inflexão, após o qual a floresta tropical não será capaz de se manter, gradualmente se transformando em um sistema mais parecido com a savana, muito mais seca, menos biodiversa e que armazena significativamente menos carbono.”

Ao pontuar os impactos naturais que o desmatamento na região pode causar, o texto apresenta links que levam a pesquisas que corroboram suas teses. No primeiro estudo, por exemplo, há dados sobre a importância da Amazônia como um ponto de inflexão para o clima.

"Se a área de floresta tropical diminuir, a umidade subindo da floresta tropical também diminuirá, o que restringirá o resultado das chuvas na Amazônia e promoverá o desaparecimento da floresta tropical", diz a pesquisa.

Embora faça o alerta, o documento dos fundos de investimento também elogia duas iniciativas do setor privado brasileiro, o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) e a Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura. Em comunicados recentes, ambos criticaram o desmatamento sem controle.

Na avaliação da ONG norueguesa Rainforest Foundation Norway (RFN, na sigla em inglês), o comunicado conjunto de um grupo tão grande de fundos de investimento em defesa da Amazônia é uma ação sem precedentes.

“Esse documento deveria ser um alerta definitivo para os negócios cúmplices do desmatamento. Caso percam o capital dos investidores, eles se arriscam a quebrar”, diz Vemund Olsen, conselheiro da RFN, em nota.

Em declarações recentes, o governo Jair Bolsonaro (PSL) tem refutado ou minimizado as mudanças climáticas e o desmatamento ilegal, além de rechaçar críticas vindas de países como França e Alemanha.

Leia a íntegra íntegra do manifesto. 

Veja lista dos fundos:

  • A.S.R. asset management 
  • Aberdeen Standard Investments
  • ACTIAM 
  • Aegon Asset Management
  • Aktia
  • Allegra Wealth
  • AMF 
  • Amundi
  • AP Funds' Council on Ethics
  • AP2
  • AP3 Third Swedish National Pension Fund
  • AP4 - Fourth Swedish National Pension Fund
  • APG Asset Management 
  • Apis Partners LLP
  • Arisaig Partners 
  • As You Sow
  • Ashmore Group 
  • Atkinson Foundation
  • Aurum Fund Management Ltd. 
  • Australian Ethical Investment
  • Aviva Investors
  • B & Capital
  • B&I Capital
  • Baillie Gifford
  • BaltCap AS
  • Bâtirente
  • BayernInvest Kapitalverwaltungsgesellschaft mbH
  • BCEE Asset Management S.A
  • Blue Oceans Capital
  • BMO Global Asset Management
  • BNP Paribas Asset Management 
  • Boston Common Asset Management
  • Brunel Pension Partnership 
  • Caisse des Depots
  • CaixaBank Asset Management
  • California Public Employees' Retirement System
  • CANDRIAM 
  • CCLA Investment Management
  • CCOO, FP 
  • Charles Stanley
  • China Alliance of Social Value Investment (Shenzhen) 
  • China Asset Management Co., Ltd.
  • Christian Brothers Investment Services, Inc. (CBIS) 
  • Christian Super
  • Church Commissioners for England
  • Church of England Pensions Board
  • Circularity Capital LLP 
  • Cliens Kapitalförvaltning AB
  • COMGEST 
  • Conser Invest
  • Coöperatie DELA
  • CREA Asset Management Trust Reg
  • CreditValue-Partners GmbH
  • CRF for Local Government
  • Daintree Capital 
  • Deka Investment GmbH
  • Devon Funds Management
  • DNB Asset Management
  • Domini Impact Investments LLC
  • DPAM
  • ECOFI Investissements 
  • Econopolis
  • EFG AM 
  • EQ Investors Limited
  • ERAFP 
  • Erste Asset Management GmbH
  • ESG Moneta Co., Ltd. 
  • ESG Portfolio Management
  • Environment Agency Pension Fund 
  • Ethos Fund3
  • Evenlode Investments 
  • Everence and the Praxis Mutual Funds
  • Evli Bank
  • FAMA Investimentos
  • Fidra
  • Figure 8 Investment Strategies
  • FiNet Asset Management AG 
  • First Affirmative Financial Network
  • First State Investments 
  • Folksam
  • Fondo de Pensiones de Empleados de Telefonica 
  • Forbion
  • Forsta AP-fonden Friends FIduciary Corporation
  • Friends Provident Foundation
  • Geroa Pentsioak EPSV de Empleo
  • Gjensidigestiftelsen 
  • Glennmont Partners
  • Green Century Capital Management 
  • Guardian Media Group
  • GW&K Investment Management
  • Hancock Natural Resource Group, a Manulife Investment Management Company
  • Handelsbanken Asset Management
  • Hermes Investment Management
  • HESTA
  • Hexavest
  • HSBC Global Asset Management 
  • Impact Investors
  • Impact Shares 
  • Impax Asset Management
  • Impax Asset Management LLC
  • Indép'AM
  • Insight Investment
  • Institute of Green Investment, Hangzhou
  • Integral Group 
  • Interfaith Center on Corporate Responsibility
  • Invest in Visions GmbH
  • ISGAM AG
  • JLens Investor Network
  • Joseph Rowntree Charitable Trust
  • KBIGI
  • Khumo Capital (Pty) Ltd
  • KLP 
  • La Financiere de L’Echiquier
  • La Française Group
  • Länsförsäkringar AB
  • Länsförsäkringar AB
  • Legal & General Investment Management 
  • LGPS Central
  • Liontrust Investment Partners LLP 
  • LocalTapiola Asset Management Ltd
  • Lothian Pension Fund LUCRF Super
  • Macquarie Investment Management Europe S.A., ValueInvest 
  • MAIF
  • Maitri Asset Management Man Group
  • Manulife Investment Management
  • Mayar Capital
  • Mercy Investment Services, Inc.
  • Merian Global Investors
  • Merseyside Pension Fund 
  • Midat Cyclops, FP
  • Middletown Works Hourly and Salaried Union Retirees Health Care Fund
  • Mirova
  • Mitsubishi UFJ Trust and Banking Corporation 
  • MN
  • Montrusco Bolton Investments Inc.
  • MP Pension
  • Muzinich & Co 
  • NEI Investments
  • Neumeier Poma Investment Counsel, LLC 
  • New Forests
  • New Zealand Funds Management Limited 
  • NewAlpha Asset Management
  • Niederösterreichische Vorsorgekasse AG
  • NN Investment Partners
  • Nordea Asset management
  • North East Scotland Pension Fund
  • Northern Ireland Local Government Officers'Superannuation Committee (NILGOSC) 
  • ODIN Fund Management
  • OFI AM 
  • Ohman Fonder
  • OPTrust 
  • OREIMA
  • Osmosis Investment Management 
  • OSTRUM Asset Management
  • Ownership Capital
  • P+(DIP/JØP)
  • PCJ Investment Counsel
  • Pensions Caixa 30
  • Picard Angst AG
  • Pictet Asset Management
  • Polden-Puckham Charitable Foundation
  • Principled Investing LLC
  • Raiffeisen Capital Management 
  • RAM Active Investments SA
  • Rathbone Brothers Plc 
  • Remy Brown Investment Group
  • Rivage Investment SAS 
  • River and Mercantile Group Plc
  • Robeco
  • RobecoSAM AG
  • RRSE (Regroupement pour la Responsabilite Sociale des Entreprises)
  • Sanso Investment Solutions
  • SBI Funds Management Private Limited 
  • SDG Invest
  • Seventh Generation Interfaith Inc. 
  • Sindicatum Renewable Energy
  • Skandia
  • Smart Private Managers (Luxemburgo) S.A.
  • Societa Cattolica di Assicurazione - Societa cooperativa
  • Sophia University
  • Sparda-Bank Muenchen eG 
  • Sparebank1 Forsikring
  • Sophia Financial Group
  • Stance Capital, LLC
  • Stephen Whipp Financial, Leede Jones Gable Inc.
  • Stewart Investors
  • Storebrand Asset Management
  • Storm Capital Management AS
  • Strathclyde Pension Fund
  • SulAmérica Investimentos
  • SustFin Swedbank Robur Fonder AB
  • Swisscanto Invest by Zürcher Kantonalbank
  • Tareno AG
  • TD Asset Management 
  • The Episcopal Church (DFMS) and The Episcopal Diocese of New York - Diocesan Investment Trust
  • The Local Authority Pension Fund Forum
  • The Sustainability Group of Loring, Wolcott & Coolidge
  • The Swedish Foundation for Strategic Environmental Research (Mistra) 
  • TOBAM
  • Tradeka Corporation 
  • Transport for London Pension Fund
  • Tressis 
  • Trillium Asset Management
  • Trinetra Investment Management 
  • Triodos Investment Management
  • Triple Jump 
  • Trust Investments Management Limited
  • UBP S.A.
  • Union Investment
  • Unison Staff Pension Scheme
  • University of Toronto Asset Management Corporation
  • USS
  • Vallis Capital Partners
  • Vantage Capital VBV - Vorsorgekasse AG
  • VBV Pensionskasse
  • VidaCaixa
  • VISIO FUND MANAGEMENT
  • Wespath Benefits and Investments
  • Zevin Asset Management
  • Zilliard Capital Partners
     
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.