Descrição de chapéu google Internet Facebook

Japão deve juntar forças com EUA e Europa para regular gigantes de tecnologia

Novo chefe do órgão antitruste japonês diz que pode abrir investigação sobre qualquer grande negócio

Tóquio (Japão) | Reuters

O Japão unirá forças com Estados Unidos e Europa para enfrentar abusos de mercado pelas quatro maiores empresas de tecnologia, disse o novo chefe de seu órgão antitruste nesta segunda-feira (19).

Kazuyuki Furuya, presidente da Comissão de Comércio Justo do Japão (FTC), também disse que Tóquio pode abrir uma investigação sobre qualquer fusão ou acordo de negócios, como a que envolve a fabricante de rastreadores de atividade física Fitbit, se o tamanho desses negócios for grande o bastante.

"Se o tamanho de qualquer fusão ou acordo comercial for grande, podemos lançar uma investigação antimonopólio sobre o processo do comprador de comprar uma startup (como a Fitbit). Estamos acompanhando de perto os desenvolvimentos, inclusive na Europa", disse Furuya.

Os reguladores antitruste da União Europeia lançaram em agosto uma investigação sobre a oferta de US$ 2,1 bilhões (R$ 11,7 bilhões) feita pela Alphabet para comprar a Fitbit.

O Japão está preparando as bases para regulamentar os operadores de plataformas de internet. Entre eles estão as gigantes da tecnologia Google, Apple, Amazon e Facebook, que enfrentam várias investigações antitruste nas nações ocidentais.

Empresas multinacionais têm práticas de negócios semelhantes em todo o mundo, o que torna a coordenação global crucial, disse Furuya. "Trabalharemos em estreita colaboração com nossos colegas americanos e europeus e responderemos a quaisquer movimentos que atrapalhem a competição."

"Esta é uma área que vou avançar agressivamente", disse ele, acrescentando que a FTC está pronta para abrir sondagens se os operadores de plataformas digitais abusarem de suas posições dominantes no mercado contra os consumidores.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.