Descrição de chapéu Diplomacia Brasileira

Bolsonaro afirma que jamais pediria a Trump para mudar tratamento dado a deportados brasileiros

Mais cedo, presidente disse que não colocaria algemas em deportados, como EUA fizeram com brasileiros

Déli

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que “jamais” pediria ao presidente Donald Trump para mudar o tratamento dado pelo governo americano a brasileiros deportados. 

“Jamais pediria. Você acha que vou pedir isso pra ele, pedir para descumprir a lei dele?”, afirmou, questionado se não poderia aproveitar o bom relacionamento com o presidente americano para falar do caso dos brasileiros.

O presidente Jair Bolsonaro participa das comemorações do Dia da República durante visita oficial de três dias à Índia
O presidente Jair Bolsonaro participa das comemorações do Dia da República durante visita oficial de três dias à Índia - AFP/Press Information Bureau

Questionado sobre a necessidade de colocar algemas nos pés e nas mãos dos imigrantes brasileiros deportados, Bolsonaro, que está em visita oficial de três dias à Índia, respondeu: “Tenha santa paciência, a lei americana diz isso, é só você não ir para os Estados Unidos de forma ilegal”.

Um grupo de cerca de 50 brasileiros foi deportado da cidade de El Paso, no Texas, e chegou no início da madrugada de sábado (25) a Belo Horizonte. Os brasileiros relataram o uso de algemas nos pés e nas mãos para viajar.

No meio da manhã, respondendo a pedido de comentário sobre a maneira como os brasileiros foram deportados, Bolsonaro disse que "obviamente nós não faríamos isso com ninguém, saindo do Brasil para qualquer país".
 
Depois, criticou a legislação de imigração brasileira, afirmando que, no Brasil, até pouco tempo havia terroristas a quem foi dado status de refugiado, referindo-se ao italiano Cesare Battisti.

“Eu gostaria que a lei brasileira fosse parecida com a americana e fosse cumprida: no Brasil, o cara é pego com 10 quilos de cocaína e vai pra rua, nos EUA, o cara pega 30 anos de cadeia no mínimo, quem sabe prisão perpétua”, afirmou. 

“Qual país está dando certo, o Brasil ou os EUA?”, questionou, duas vezes.

O governo Trump solicitou formalmente a Brasília a autorização para fretar mais voos com o objetivo de deportar brasileiros por imigração irregular. 

O número de brasileiros apreendidos ao tentar atravessar sem documentos a fronteira dos Estados Unidos bateu o recorde de 18 mil em 2019.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.