Descrição de chapéu
Claudia Rossi

Carta aberta ao meu pai, Clóvis Rossi

Papito, cadê você para nos explicar essa confusão toda?

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Claudia Rossi

Pedagoga e jornalista, é diretora do programa de formação de correspondentes do Jornalismo sem Fronteiras, presta consultoria para a implantação de projetos de tecnologia na educação e desenvolve programas para o aprimoramento de professores; é a filha “preferida” de Clóvis Rossi

Quando seus netos ainda eram pequenos e íamos para a chácara, você saía cedo para comprar o jornal. Se não fosse, ficava com um humor insuportável! Quando voltava, as crianças já estavam na casinha da árvore esperando você subir. As conversas eram cheias de perguntas, histórias reais (e inventadas) e muito amor. Várias das lembranças que tenho de você estão relacionadas a nos provocar, trazer elementos para ampliar o nosso olhar para as coisas.

Clóvis Rossi
Jornalista Clóvis Rossi, decano da Redação da Folha, que morreu aos 76 anos em 14 de junho de 2019 - Eduardo Knapp - 19.FEV.2019/Folhapress

Sinto falta do seu jeito de olhar as mil facetas de tudo. Às vezes me pego querendo mandar mensagem para pedir sua opinião sobre alguma coisa. Todo jogo do Palmeiras ou do Barça me lembro de você esbravejando no sofá a cada erro dos jogadores. Ligo na operadora de internet, quando ela deixa de funcionar, e o escuto xingando por estar privado de um dos seus maiores prazeres: trabalhar.

Você estaria enlouquecendo com o que vem acontecendo nestes dois últimos anos. Sua forma de explicar a realidade e sua opinião crítica, cirúrgica e provocadora fazem uma falta imensa diante deste desgoverno.

Justo você, que amava ser testemunha ocular da história do seu tempo e que registrou um monte de episódios marcantes dos últimos 50 anos, está perdendo essa baderna. Mais do que nunca precisamos das histórias “com alma e cor”, daquele seu jeito de contar com as entranhas, com o corpo, com o coração.

Fico imaginando você trabalhando sem parar, lendo os jornais de diversos países, ligando, mandando e-mails e mensagens de WhatsApp para fontes, fazendo conexões entre as questões políticas, econômicas e sociais de diferentes países e questionando tudo. Só assim você chegava “à melhor versão da verdade possível de obter” para nos fazer pensar, entender.

Tenho saudades de viajar com você e ouvir suas histórias sobre o G20, a cúpula X, o presidente Y, das risadas, dos cafés. Como será que você estaria lidando com não poder viajar pelo mundo para ver ao vivo o que está acontecendo e contar o pulso das ruas? Na volta dessas viagens você trazia na bagagem “cantitos” que aprendia nas manifestações. Suas reproduções desafinadas eram um jeito de fazer a gente “viver o que você tinha vivido”. “El pueblo unido jamás será vencido” é a campeã!

SÃO PAULO, SP, BRASIL, 15.11.1989: O jornalista Clovis Rossi na redação jo jornal Folha de S.Paulo, em São Paulo (SP). (Foto: Homero Sergio/Folhapress. Negativo: 08649/1989)
O jornalista Clóvis Rossi na redação da Folha - Homero Sergio/Folhapress

O seu olhar curioso brilhando com as descobertas me inspira. Sinto falta do seu jeito generoso de compartilhar as informações, dos e-mails que você me mandava dizendo: “Filha, acho que isso pode te interessar”.

Detestava procurar respostas com você. Em vez de um conselho objetivo, você usava a sua visão do jornalismo para apenas me dar “uma visão do quadro para eu tomar a decisão”. Reconheço que esse é o caminho. É o que nos permite viver numa democracia. Não é o mais fácil, mas é o correto, o justo. E você sempre fez o que era certo, mesmo que o custo fosse muito alto.

Ainda que provavelmente eu saiba o que você diria sobre quase tudo, eu queria você aqui.
Sempre soube que você faria uma falta danada. Só não sabia que “danada” era um instrumento de medida tão grande.

TENDÊNCIAS / DEBATES
Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do jornal. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate dos problemas brasileiros e mundiais e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.