Leitor elogia fotos de Raul Spinassé

Decisão do STF sobre Moro é tema de comentários dos leitores

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Fala por si

Bolsonaro tenta colocar máscara durante anúncio de investimentos para o programa Águas Brasileiras, no Palácio do Planalto - Raul Spinassé/Folhapress

Parabéns ao fotógrafo Raul Spinassé. A sequência de imagens de Bolsonaro tentando colocar sua máscara, na página A6 da edição desta terça (23/3), é primorosa e fala por si. Não precisamos de outra evidência para ressaltar a torpeza e ignorância deste presidente negacionista e incapaz.
Maurice Politi (São Paulo, SP)

A carta do PIB
A recente carta dos banqueiros me lembrou os memes do Rubinho Barrichello: "Vocês estão sabendo da pandemia?". Devo dizer que acho injustas as gozações com o Rubinho, mas essa reação dos banqueiros está para lá de atrasada. Onde estavam? Onde viviam? O que comiam?
Márcio d'Avila Ribeiro (Ribeirão Preto, SP)

Excelente o artigo de Cristina Serra sobre a carta tardia do PIB em relação ao negacionismo do genocida que ocupa a Presidência ("A carta tardia do PIB", Opinião, 23/3). A "elite do atraso", que ainda apoia o desgoverno ("55% do empresariado aprova Bolsonaro", Painel S.A., 20/3), é também responsável pela barbárie e pelas centenas de milhares de mortes ocorridas no país.
Marcus Flávio Medeiros Mussi (São Paulo, SP)

Centrão
"Líder do centrão diz que Bolsonaro 'perdeu narrativa' na pandemia, mas descarta desembarque" (Poder, 23/3) Parece que para alguns tem que piorar mais, tem que descer mais na lama. E as instituições tolerando, tolerando, no máximo uma notinha mixuruca de desagravo. Nem CPI tem, o que dirá impeachment.
Lourenço Faria Costa (Quirinópolis, GO)

Não está num bom momento? Quando elogiava milícias, tortura e destruição ambiental estava? Ah, tá! Vocês ecoam a voz da nossa elite financeira nefasta, querem lucro e poder. Quando pudermos tomar as ruas todos serão citados e vamos exigir a tributação das fortunas, imposto sobre lucros e dividendos e educação política do povo!
Andréia Chaieb (Porto Alegre, RS)


Moro
"Cármen Lúcia muda voto, e Supremo declara Moro parcial em caso de Lula" (Poder, 23/3). A verdade venceu! Os golpistas estão se remoendo, mas todos têm direito ao justo julgamento.
Luciana Aparecida de Carvalho (Votuporanga, SP)

A ministra do STF Cármen Lúcia - STF

A ministra Carmen Lúcia tem razão. De fato, não é necessária nenhuma conversa da Vaza Jato para atestar a imparcialidade do ex-juiz. Ele mesmo a revelou ao tentar influenciar o processo eleitoral com a divulgação de um depoimento desfavorável ao réu às vésperas do pleito e em seguida se tornar ministro de governo do adversário que o derrotou.
Leonardo dos Reis Gama (São Paulo, SP)

Orgulho da nossa ministra mineira do STF Cármen Lúcia. Foi corajosa em mudar seu voto. Que grande dia!
Rachel Matos (Belo Horizonte, MG)

Como ficam agora os desembargadores que coonestaram toda esta farsa? Que liam 4.000 páginas do processo em poucas horas? Poderiam agora fazer "cara de Kassio" quando era desancado e tinha sua ignorância exposta por Gilmar Mendes.
Tadeu Roberto Corbi (São Bernardo do Campo, SP)

Agora ou você é um bolsominion ou é um lulopetista, não temos mais opções. Parece que estão dizendo: "senhores, escolham o seu lado!". Uma nação sem povo, uma nação com torcidas, ou você é Flamengo ou é Corinthians.
Milton Nauata (Campinas, SP)


Bolsonaro
A Folha precisa usar todo o seu prestígio e influência no sentido de iniciar uma ampla campanha para que seja aberto um processo de impeachment de Bolsonaro. E isso agora é uma urgência. Que o jornal, do alto de seus 100 anos de existência, assuma a liderança e deflagre essa campanha! Já!
Domingos Sávio de Campos Rosa (Ibiúna, SP)

Hélio Schwartsman volta ao assunto da morte do presidente ("Se o vírus tivesse me ouvido...", Opinião, 23/3). Pessoalmente, não gostaria que isso acontecesse. Somos ensinados que, com a morte, cessa todo o sofrimento. E essa moleza Bolsonaro não merece não.
Flávio Madureira Padula (São Paulo, SP)


Folha
Comprei a recente edição do "Manual da Redação" da Folha. No capítulo "Conduta", há uma frase norteadora: "Conquistar a confiança do leitor constitui tarefa árdua, perdê-la é fácil". O que a Folha tem feito no processo de condenação de Lula é próprio de quem mente para o leitor. Minha confiança já se foi, há tempos. Quanto ao manual, joguei-o no lixo. Se nem o jornal o leva a sério, por que eu?
Dejalci Eduardo Fontana Martins (Bauru, SP)


Carvalhosa
Em resposta às cartas dos leitores Sérgio F. M. Morel e Emerson L. de Moraes (Painel do Leitor, 22/3), referente à entrevista concedida por mim à Folha, venho informar que são falsas as notícias de que eu teria qualquer interesse ou benefício na chamada "Fundação do MPF", sendo que já processei na Justiça os responsáveis pela veiculação dessa fake news.
Modesto Carvalhosa (São Paulo, SP)

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.