Descrição de chapéu Café da Manhã STF

Sérgio Reis e a influência da política na música sertaneja; ouça podcast

Cantor convocou ato de caminhoneiros, pediu queda de ministros do STF e ação militar no país

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Na semana passada, o cantor sertanejo Sérgio Reis publicou um vídeo nas redes sociais no qual convoca um ato de caminhoneiros a favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), com cobranças ao Congresso para derrubar os 11 ministros do STF e pedidos de uma ação militar no país.

O cantor foi desautorizado por caminhoneiros e ruralistas, e, depois da repercussão, gravou um vídeo chorando, dizendo que nunca quis agredir ninguém, mas reforçando o pedido de que famílias fossem às ruas.

Reis não é o único artista sertanejo a manifestar alinhamento a Bolsonaro. Zezé Di Camargo já gravou um vídeo a favor do voto impresso, e estrelas como Bruno e Marrone, Zé Neto e Cristiano e César Menotti e Fabiano já declararam apoio ao presidente.

Mas artistas do gênero também já estiveram ao lado de políticos de esquerda. O próprio Sérgio Reis, depois de uma reunião com Lula em 2004, chegou a dizer que o petista representava "o último suspiro do pobre".

No episódio desta quinta-feira (19), o Café da Manhã analisa como a música sertaneja se relaciona com o contexto político e se o apoio a Bolsonaro é maior entre artistas desse gênero ou não. Para isso, o podcast conversa com o professor da Universidade Federal de Pernambuco Gustavo Alonso, autor do livro "Cowboys do Asfalto: música sertaneja e modernização brasileira".

O programa de áudio é publicado no Spotify, serviço de streaming parceiro da Folha na iniciativa e que é especializado em música, podcast e vídeo. É possível ouvir o episódio clicando abaixo. Para acessar no aplicativo basta se cadastrar gratuitamente.

Ouça o episódio:

O Café da Manhã é publicado de segunda a sexta-feira, sempre no começo do dia. O episódio é apresentado pelos jornalistas Maurício Meireles e Bruno Boghossian, com produção de Laila Mouallem e Victor Lacombe. A edição de som é de Thomé Granemann.

Imagem de capa do podcast Café da Manhã, com o nome do programa escrito sobre vários recortes de jornais. Logos de de Spotify e Folha de S.Paulo podem ser vistas nos cantos
Podcast Café da Manhã - Reprodução
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.