Descrição de chapéu Governo Bolsonaro

Local de nascimento de ministro é detalhe, indicação é técnica, diz Bolsonaro

Presidente eleito comentou reportagem da Folha sobre origem de ministros

Thais Bilenky
Brasília

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, afirmou que adotou critérios técnicos na escolha de seus ministros. 

Ele criticou a Folha por publicar reportagem relatando que, pela primeira vez na história da República do Brasil, não haverá representante nascido no Norte ou Nordeste no primeiro escalão quando ele tomar posse, dia 1º.

"A Folha de S. Paulo continua a fazer um jornalismo sujo e baixo nível. Agora insinuam falta de representatividade das regiões Norte e Nordeste nos ministérios, como se nascer em uma região se traduzisse em competência e não nascer significasse descaso e abandono. Vão quebrar a cara!", afirmou nas redes.

"Divulguei as indicações de ministros em minhas redes e ficou bem claro que o critério para as escolhas foi técnico. Não saí perguntando a região de nascimento, cor da pele ou sexualidade de cada um, já que isso é irrelevante para as demandas de nosso país", prosseguiu.

"Também não perguntei o local de nascimento para minha esposa, filha de nordestino, nem para os nordestinos que trabalham e trabalharão diretamente comigo na Presidência. Se defendemos igualdade, esses detalhes são completamente ínfimos." 

Para concluir, o presidente eleito afirmou "que as regiões Norte e Nordeste terão olhar especial do nosso governo, principalmente pelo grande potencial econômico que possuem".

Jair Bolsonaro (PSL) já comentou (e criticou) várias reportagens da Folha. Relembre cada uma delas e o que o presidente eleito disse a respeito.

Posição sobre aborto

8.ago.2018
REPORTAGEM
Homem não deve intervir na decisão da mulher sobre aborto, diz Bolsonaro

O QUE BOLSONARO DISSE
"Mentira, nunca falei isso! Mais uma covardia dessa imprensa suja. Eles querem com isso me jogar contra determinados grupos de pessoas."

CONTEXTO
Na entrevista, o jornal o questionou sobre uma declaração que ele deu à revista IstoÉ Gente em 2000. Na época, a repórter perguntou o que ele achava da legalização do aborto. Disse Bolsonaro: “Tem de ser uma decisão do casal”. Foi questionado, então, se “já viveu tal situação”. “Já. Passei para a companheira. E a decisão dela foi manter. Está ali”, afirmou apontando para uma foto do quarto filho, Jair Renan, com um ano e meio.

WhatsApp

21.out.2018
REPORTAGEM
Empresários bancam campanha contra o PT pelo WhatsApp

O QUE BOLSONARO DISSE 
"A Folha de S.Paulo é a maior fake news do Brasil. Vocês não terão mais verba publicitária do governo. Imprensa vendida, meus pêsames."

CONTEXTO
Uma semana antes do 2º turno das eleições, Jair Bolsonaro fez um pronunciamento na avenida Paulista em que criticou a imprensa e prometeu "uma limpeza nunca vista na história desse Brasil". As críticas foram em resposta a publicação da reportagem Empresários bancam campanha contra o PT pelo WhatsApp.


Wal do Açaí

29.out.2018
REPORTAGENS
Bolsonaro emprega servidora fantasma que vende açaí em Angra
Assessora fantasma de Bolsonaro continua vendendo açaí em horário de expediente

O QUE BOLSONARO DISSE 
“Aproveito o momento para que nós realmente venhamos fazer justiça aqui no Brasil. Tem uma senhora de nome Walderice, minha funcionária, que trabalhava na Vila Histórica de Mambucaba e tinha uma lojinha de açaí. O jornal Folha de S. Paulo foi lá, nesse dia, 10 de janeiro, e fez uma matéria e a rotulou de forma injusta como fantasma. É uma senhora, mulher, negra e pobre. Só que nesse dia 10 de janeiro, segundo boletim A iniciativa da Câmara, de 19 de dezembro, ela estava de férias. Então, ações como essa por parte de uma imprensa, que mesmo a gente mostrando a injustiça que cometeu com uma senhora, ao não voltar atrás, logicamente que eu não posso considerar essa imprensa digna. Não quero que [a Folha] acabe. Mas, no que depender de mim, imprensa que se comportar dessa maneira indigna não terá recursos do governo federal. Por si só esse jornal se acabou." 

CONTEXTO
Após ser eleito, Bolsonaro deu uma entrevista ao Jornal Nacional em que criticou série de reportagens da Folha que revelaram que ele usava dinheiro público para pagar uma servidora fantasma. Walderice Santos da Conceição vendia açaí na região de Angra dos Reis no horário de expediente. Após reportagens, ela foi demitida.


Irregularidades em licitações

28.nov.2018
O QUE BOLSONARO DISSE 
"[Reportagem] da Folha de S. Paulo? Outra pergunta, por favor" 
REPORTAGEM
Ex-nº 2 da Integração levanta irregularidades em licitações

CONTEXTO
Bolsonaro anunciou Gustavo Canuto para comandar Ministério do Desenvolvimento Regional.  Ele foi chefe de gabinete do ex-ministro Helder Barbalho (MDB), filho do senado Jader Barbalho e governador eleito do Pará. Ao ser questionado sobre uma suposta omissão de Canuto em licitações irregulares, Jair Bolsonaro respondeu uma repórter do UOL: "[Reportagem] da Folha de S. Paulo? Outra pergunta, por favor".

Retirada de obras sacras do Palácio da Alvorada

18.dez.2018
REPORTAGEM
Obras sacras serão retiradas do Palácio da Alvorada, onde Bolsonaro irá morar 

O QUE BOLSONARO DISSE
"Fui surpreendido com a notícia que minha esposa retiraria imagens católicas da futura residência oficial devido sua religião. Ela evangélica e eu católico, ambos temos objetos que lembram nossa fé em nossa casa! Não por acaso, criam narrativas para nos desgastar a todo custo!"

CONTEXTO
Funcionários do Palácio do Alvorada revelaram à Folha que obras sacras seriam retiradas a pedido de Michelle Bolsonaro, que é evangélica. Ficou decidido que as obras seriam transferidas para o Palácio do Jaburu, onde residirá o vice-presidente eleito general Hamilton Mourão. O futuro vice-presidente confirmou que receberia as obras. "[Santa Bárbara, umas das esculturas,] ela é, inclusive, padroeira da artilharia", afirmou Mourão.

Ausência de ministros do Norte e do Nordeste

21.dez.2018
REPORTAGEM
Pela primeira vez na República, ministério que toma posse excluirá Norte e Nordeste

O QUE BOLSONARO DISSE
"A Folha de S. Paulo continua a fazer um jornalismo sujo e baixo nível. Agora insinuam falta de representatividade das regiões Norte e Nordeste nos ministérios, como se nascer em uma região se traduzisse em competência e não nascer significasse descaso e abandono. Vão quebrar a cara!"

CONTEXTO
Após reportagem constatar ausência de representantes do Norte e do Nordeste entre os ministros que começam a gestão de Bolsonaro, o presidente eleito criticou a Folha por considerar que esse não é um quesito importante para a escolha de ministros.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.