CPMI das Fake News analisa quase 90 convocações de políticos, jornalistas e empresários

Comissão tem de apresentar o resultado final dos trabalhos até 13 de abril, mas relatora articula prorrogação por mais dois meses

Brasília

Os integrantes da CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) das Fake News podem votar na próxima quarta-feira (4) propostas de convocação de 89 pessoas para depor do Congresso. Outras dez podem ainda ser convidadas. 

Ao contrário de um convite, a pessoa convocada é obrigada a comparecer se a audiência for marcada.

A lista de convocação inclui o ex-funcionário da Yacows Hans River do Rio Nascimento, as jornalistas da Folha Patrícia Campos Mello e Mônica Bergamo, o filho do presidente e vereador no Rio Carlos Bolsonaro (PSC). Entre os alvos dos requerimentos de convidados estão um dos proprietários do Grupo Globo, Roberto Irineu Marinho, e o governador do Rio, Wilson Witzel (PSC).

Ex-funcionário de empresa de disparos em massa, Hans Nascimento (à dir.) presta depoimento nesta terça (11) na CPMI das Fake News
Ex-funcionário de empresa de disparos em massa, Hans Nascimento (à dir.) presta depoimento nesta terça (11) na CPMI das Fake News - Jane de Araújo/Agência Senado

Se aprovar e realizar os depoimentos de convocações e convites pedidos pelos congressistas, o colegiado terá de trabalhar todos os dias (incluindo sábado, domingo e feriados) até o fim da data-limite da CPMI, 13 de abril, ouvindo pelo menos duas pessoas por dia para zerar a lista.

Além desses requerimentos, 153 pessoas tiveram convites ou convocações já aprovados pela CPMI.

Dessas, 57 pessoas tiveram convocação aprovada —nove já foram ouvidas, entre elas, o sócio da Yacows, Lindolfo Alves Neto, e seu ex-funcionário Hans River. 

A CPMI ainda aprovou o convite de outras 96 pessoas. Dessas, 25 prestaram esclarecimentos ou participaram de audiências públicas. 

O presidente da CPMI, senador Ângelo Coronel (PSD-BA), já avisou aos colegas que não há condição técnica para votar todos os pedidos.

"Espero que as lideranças tanto de situação quanto de oposição façam um acordo para que possamos deliberar apenas requerimentos que venham a somar a CPMI. Não podemos ficar só no embate, no Fla-Flu, e a CPMI não chegar a lugar nenhum", afirmou o senador. 

Os deputados da oposição analisam ainda se vão manter o pedido para uma convocação de Hans River, que mentiu em depoimento à CPMI e insultou a repórter Patrícia Campos Mello, da Folha. Há dois pedidos envolvendo ele na fila de requerimentos não votados.

Um grupo de congressistas ligados ao presidente Jair Bolsonaro diz que aceita a convocação do ex-funcionário da Yacows se houver uma acareação entre ele e a jornalista.

De acordo com Ângelo Coronel, os pedidos de convocação só irão voltar à pauta após acordo entre base e oposição. Um dos requerimentos que deve causar maior embate é o de Carlos Bolsonaro. 

A relatora da comissão, Lídice da Mata (PSB-BA), tem dito que o depoimento do filho do presidente é fundamental para os trabalhos, uma vez que ele "foi citado diversas vezes como alguém que participou do disparo de notícias" nas eleições de 2018. 

Além das convocações, os deputados e senadores também devem analisar pedidos de quebras de sigilo bancários e telemáticos de Hans River e dos sócios da Yacows.

A disputa entre congressistas bolsonaristas e a oposição transformou a CPMI em uma guerra de convocações. 

A cada pedido feito por oposicionistas para esclarecer o uso ilegal de agências no disparo em massa durante as eleições, os apoiadores do presidente protocolam uma série de solicitações contra ex-integrantes dos governos Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, ambos do PT, além de jornalistas. 

O ex-ministros petistas Antônio Palocci e Franklin Martins têm três pedidos de convocação cada um.

Além de jornalistas da Folha, deputados e senadores bolsonaristas querem a convocação ou o convite de profissionais e ex-profissionais de comunicação da Rede Globo, do jornal O Globo, das revistas IstoÉ e Época e das rádios CBN e Jovem Pan. 

A comissão, instalada no dia 4 de setembro de 2019, tem de apresentar o resultado final dos trabalhos no dia 13 de abril. Mas Lídice já articula a extensão dos trabalhos por ao menos dois meses.

Na sexta-feira (21), os técnicos da CPMI fecharam um resumo dos trabalhos do colegiado. O levantamento serviu para guiar as novas convocações e os requerimentos que serão feitos pela relatora. 

Um dos focos daqui para a frente será elucidar a relação entre a Yacows, empresa investigada por disparo em massa na última disputa eleitoral, e a AM4, uma das principais prestadoras de serviço para a campanha de Bolsonaro.

Durante a sessão do dia 19, o principal sócio da Yacows, Lindolfo Alves Neto, não soube explicar o motivo que levou representantes da AM4 a participar da audiência trabalhista que selou o acordo com Hans River.

Em dezembro de 2018, a Folha revelou, com base em documentos e depoimento de Hans River, o uso de nome e CPF de idosos para registrar chips de celular e garantir o disparo de lotes de mensagens em benefício de políticos.

Na ocasião, a Folha conversou diversas vezes com Hans, que também era autor da ação trabalhista. 

Nas primeiras conversas, ocorridas a partir de 19 de novembro e gravadas, ele disse que não sabia quais campanhas se valeram da fraude, mas reafirmou o conteúdo dos autos e respondeu a perguntas feitas pela reportagem. No dia 25, mudou de ideia após fazer acordo com a antiga empregadora, o que foi registrado no processo dois dias depois.

No próximo dia 3, um dos sócios da AM4 Brasil Inteligência Digital, Marcos Aurélio Carvalho, preta depoimento. Os outros dois proprietários da empresa —Magno Carvalho e Alexandre José Martins— devem depôr à CPMI nas semanas seguintes.

AM4 recebeu da campanha de Bolsonaro R$ 650 mil para cuidar das mídias digitais. Marcos Aurélio chegou a integrar por cerca de um mês equipe de transição do presidente eleito.

Em seu pedido, o deputado federal Rui Falcão (PT-SP) citou uma reportagem publicada pela Folha em 18 de outubro de 2018. No texto, afirma-se que a AM4 contratou a empresa Yacows para fazer disparos em massa de mensagens, por meio do sistema Bulk Services.

Os dados do Bulk Services relativos à campanha de Bolsonaro foram apagados horas após a publicação da primeira reportagem sobre o caso, ainda em 2018. Lindolfo, dono da Yacows que desenvolveu o serviço, não soube explicar à CPMI os motivos de os dados terem sido apagados do sistema.

PEDIDOS DE CONVOCAÇÃO 

Adriana Steimetz
Agnelo Queiroz
Ana Cristina dos Passos 
Antônio Palocci (3 pedidos)
Armando Schneider da Silva 
Augusto Heleno Ribeiro Pereira 
Ben Supple 
Brunna Rosa
Bruno Sartori 
Carlos Augusto de Moraes Afonso, vulgo Luciano Ayan
Carlos Bolsonaro
Daniel Filho Tupinambá 
Daniela Pinheiro
Dilma Rousseff
Douglas Garcia  
Edinho Silva (2 pedidos)
Edson Pires Salomão 
Emerson Luiz Rodrigues 
Ester Meneguzzi Markus
Fernanda Teixeira Souza Domingos 
Francisco Roberto Emboava Nogueira 
Franklin Martins (3 pedidos)
Gabriel Monteiro
Germano Oliveira 
Gil Diniz 
Gustavo Bebianno (2 pedidos)
Hailor Prediger
Hans River do Rio Nascimento (2 pedidos)
Helena Chagas (2 pedidos)
Heloisa de Carvalho Martin Arribas 
Jaisson Silveira
Janice Spinelli
Jefferson Monteiro
João Bernardo Barbosa 
João Paulo Sacon 
João Santana
Joice Hasselman
Jorge Luiz Giacomo Giordani
José Amilton Moraes Ferreira
Joyce Moreira Falete (2 pedidos)
Kennedy Alencar 
Ladislau de Souza Neto
Laércio Portela
Lauro Jardim 
Letícia Catelani
Luciane Santos Da Silva
Luciano Ledur Persch
Luciano Zucco
Luiz Inácio Lula da Silva
Luiz Eduardo Ramos 
Luiz Gustavo Salatino de Oliveira
Luiz Marinho
Luiz Nassif 
Luiz Tadeu Rigo
Marcelo Coppola 
Marcelo Odebrecht
Marcio Freitas
Marco Feliciano 
Marcos Valério 
Marcos Vinicius Aguilar Meine
Mario Giussepp Santezi Bertotelli Andreuzza
Martha Freire Romano 
Meyer Nigri 
Miguel Corrêa
Miriam Leitão 
Mônica Bergamo 
Mônica Moura
Olavo de Carvalho 
Oscar Aníbal Chiápanno 
Otávio Oscar Fakhoury
Otávio Rego Ramos 
Patrícia Campos Mello 
Paula Holanda
Paulo Guedes 
Paulo Jardim
Plínio Fraga
Políbio Braga 
Randolfe Rodrigues 
Raul Jose Ferreira Dias
Rodrigo Queles Teixeira Cardoso
Romeu Tuma Jr. (2 pedidos)
Rubens Goldenberg
Ubiratan Sanderson
Sandra Poletto 
Simone Linares Zanon
Thomas Traumann (2 pedidos)
Victor Sarfatis Metta
Wellington Dias
Representante da Uber do Brasil Tecnologia Ltda

PEDIDOS DE CONVITES

Ali Kamel
Augusto Nunes 
Carlos Henrique Schoeder
Edilene Lobo 
Magno Malta
Roberto Irineu Marinho
Taiguara Fernandes de Sousa
William Bonner
Wilson Witzel
Fabrício da Mota Alves 

PEDIDOS DE CONVOCAÇÃO JÁ APROVADOS

Alessandro Barreto (Já prestou depoimento)
Alexandre José Martins (Depoimento marcado)
Allan dos Santos (Já prestou depoimento)
André Luiz Almeida Torretta 
Bernardo Pires Kuster 
Dolores Aronovich Aguero 
Eduardo Mufarej 
Fábio Wajngarten 
Filipe G. Martins 
Flávia Alves (Depoimento adiado)
Gleisi Hoffman 
Hans River do Rio Nascimento (Já prestou depoimento)
José Matheus Salles Gomes 
Josias Teófilo 
Jussara Pereira Cunha
Leandro Nunes da Silva
Lindolfo Antônio Alves Neto (Já prestou depoimento)
Luciano Hang
Magno Carvalho (Depoimento marcado)
Marcos Aurélio Carvalho (Depoimento marcado) 
Marcos Petrucelli 
Mário Gazin 
Mateus Matos Diniz 
Mayara Cristina Modesti 
Nicolás Hinojosa 
Otávio Oscar Fakhoury 
Paulo Enéas 
Paulo Marinho (Já prestou depoimento)
Peterson Rosa Querino 
Rebecca Félix da Silva Ribeiro Alves 
Representante da Brasil 247 
Representante da Brasil de Fato  
Representante da Carta Maior 
Representante da Nextel
Representante da Opera Mundi 
representante da Revista Fórum 
Representante da Telefonia Claro (Já prestou depoimento)
Representante da Telefonia Oi (Já prestou depoimento)
Representante da Telefonia Tim (Já prestou depoimento)
Representante da Telefonia Vivo (Já prestou depoimento)
Representante do Diário do Centro do Mundo 
Representante do Facebook
Representante do Google
Representante do Instagram
Representante do Intercept
Representante do Telegram
Representante do Twitter
Representante do Whatsapp
Representante do Youtube
representante legal do jornal brasileiro Correio Braziliense 
Representante legal no Brasil da empresa/site TextNow
Representante legal no Brasil da empresa Enviawhatsapp 
Sérgio Augusto de Queiroz 
Soraya Soares da Nóbrega Escorel 
Taíse de Almeida Feijó 
Tercio Arnaud Tomaz 

PEDIDOS DE CONVITES JÁ APROVADOS

Alexandre Frota (Já compareceu)
Ana Lima 
André Miceli 
Andrew Korybko 
Antônio Dráuzio Varella 
Associação Brasileira de Estudos e Prevenção do Suicídio (Já compareceu)
Bruna Martins dos Santos Martins 
Bruno Gagliasso 
Caetano Veloso 
Carlos Afonso Caldeira Filho 
Carlos Alberto dos Santos Cruz (Já compareceu)
Carolina Dieckmann 
Clair Wardle 
Cláudio Prato 
Claudio Renato do Canto Farag 
Coriolano Aurélio de Almeida Camargo Santos 
Damian Collins 
Daniel Bramatti (Já compareceu)
Delegado Emerson Wendt (Já compareceu)
Delegado Waldir 
Diego Dorgam 
Diogo Rais (Já compareceu)
Diretor-Geral da Polícia Federa 
Edison Lanza 
Eliane Brum 
Elizabeth Warren 
Emanuel Colombié 
Emmanuel Publio Dias 
Responsável pelo serviço de checagem de conteúdos suspeitos FATO OU FAKE do Portal G1 (Já compareceu)
Fábio Malini 
Fabrício Benevenuto 
Felipe Moura Brasil 
Felipe Neto 
Fernando Gallo 
Flávia Lefévre 
Francisco Brito Cruz (Já compareceu)
Giovanna Ewbank 
Helena Martins 
Ivo Correia 
Jaime Bruning 
João Brant 
Joice Hasselmann (Já compareceu)
Leonardo Euler de Morais 
Leonel Azevedo de Aguiar (Já compareceu)
Lillian Jorge Salgado 
Lina Menezes 
Luís Nassif 
Madeleine de Cock Buning 
Manuela D'Ávila
Marcelo Lacerda 
Marco Aurélio Rudiege (Já compareceu)
Maria Julia Coutinho 
Mariana de Siqueira 
Marilena Lazzarini 
Marina Pita 
Marlova Jovchelovitch Noleto 
Maurício Moura 
Miguel de Andrade Freitas (Já compareceu)
Ministra Damares Alves 
Monica Guise 
Neide Cardoso de Oliveira 
Pablo Cerdeira 
Patrícia Campos Mello 
Paula Lavigne 
Paulo Jeronimo 
Pedro Mourão 
Rafael Evangelista (Já compareceu)
Raquel Dodge 
Renata Mielli 
Representante da Assespro Nacional (Já compareceu)
Representante da Federação Nacional dos Jornalistas (Já compareceu)
Representante da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef). 
Representante da Safernet Brasil. 
Representante da Sociedade Brasileira de Imunizações (Já compareceu)
Representante do Centro de Valorização da Vida 
Representante do Conselho Federal de Psicologia 
Representante do SINDITELEBRASIL (Já compareceu)
Representantes no Brasil da Organização Mundial da Saúde 
Responsável pela agência de fact-checking AGÊNCIA LUPA (Já compareceu)
Responsável pelo portal AOS FATOS (Já compareceu)
Responsável pelo portal BOATOS.ORG (Já compareceu)
Responsável pelo portal de jornalismo colaborativo contra a desinformação COMPROVA (Já compareceu)
Responsável pelo portal E-FARÇAS.ORG (Já compareceu)
Responsável pelo serviço de checagem de fatos e desmonte de boatos do "Estadão Verifica" 
Ricardo Gutiérrez 
Ronaldo Lemos 
Rosa Weber 
Rubens Valente 
Sergio Amadeu 
Silvia Salek 
Taís Araújo 
Taís Seibt 
Thiago Tavares (Já compareceu)
Veridiana Alimonti 
Walter Capanema (Já compareceu)
Wilson Gomes (Já compareceu)

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.