Descrição de chapéu Eleições 2020

Vice de Covas volta a fugir de sabatina Folha/UOL após mentir sobre convite

Ricardo Nunes disse na Câmara dos Vereadores que não havia sido procurado pelo portal

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo | UOL

O vereador Ricardo Nunes (MDB), vice na chapa com Bruno Covas (PSDB) na disputa pela Prefeitura de São Paulo, voltou a recusar a participação na sabatina da Folha em parceria com o UOL.

Após declinar o primeiro convite para a sabatina no começo da semana, a assessoria de Nunes procurou o UOL nesta quinta-feira (26) para alinhar uma entrevista para esta sexta. Foram oferecidos dois horários (13h e 14h) e explicado o funcionamento do evento.

No entanto, Nunes voltou a recusar o convite alegando "agenda com Marta Suplicy". O UOL, então, perguntou se havia algum horário que o candidato pudesse participar, mas ele não respondeu.

O vice de Covas virou um dos principais temas da campanha. A esposa de Nunes registrou um boletim de ocorrência contra o marido por ameaças em 2011 —hoje ela nega agressões— e também há indícios de que o candidato a vice estaria envolvido na máfia das creches na capital paulista.

Na quarta-feira (25), Nunes subiu na tribuna da Câmara dos Vereadores e mentiu sobre não ter sido convidado a ser sabatinado pelo UOL.

A reportagem, então, entrou em contato com Nunes, pela terceira vez, para convida-lo à sabatina, sem sucesso.

Na segunda-feira, o UOL procurou a campanha de Covas e a de seu adversário, Guilherme Boulos (PSOL), para sugerir o formato de sabatina após ter sido negado que fosse feito um debate entre os vices nas chapas.

A campanha de Bruno Covas negou os dois convites, alegando incompatibilidade com a agenda, que estaria "totalmente comprometida com reuniões, encontros e visitas aos bairros". A reportagem optou por borrar os nomes para não expor os envolvidos.

No pronunciamento na Câmara, Nunes mentiu ao dizer: "Eu vi o senador Suplicy falando com relação a uma sabatina do UOL, eu não recebi nenhum convite", disse em resposta ao vereador Eduardo Suplicy (PT).

"Com relação a falar com a Luiza Erundina, não teria problema nenhum em falar. Não teria nenhum problema. A minha vida é totalmente aberta", discursou.

A equipe de Erundina aceitou participar da sabatina, que ocorreu nesta quarta-feira (25).

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.