Descrição de chapéu Livros Flip

Marilene Felinto é a décima autora confirmada da Flip

Escritora e jornalista participa do evento, que ocorre em Paraty em julho

São Paulo

A escritora brasileira Marilene Felinto é o décimo nome confirmado na programação deste ano da Flip (Festa Literária Internacional de Paraty), que ocorre em julho no litoral do Rio de Janeiro.

Felinto estreou na literatura em 1982 com "As Mulheres de Tijucopapo", que recebeu o prêmio Jabuti. Fora este, ela tem mais dois romances: "O Lago Encantado de Gorgonzo" (1992) e "Obsceno Abandono: Amor e Perda" (2002), além de contos, ensaios, crônicas e literatura para crianças e jovens.

A escritora Marilene Felinto
A escritora Marilene Felinto, confirmada na programação da Flip - Divulgação

Assim como o autor homenageado desta edição, Euclydes da Cunha, a autora também transita por textos de não ficção. Felinto foi colunista da Folha entre 1990 e 2002, período em que publicou crônicas sobretudo no caderno Cotidiano, com temas que podiam variar do amor às desigualdades sociais, do esporte ao jornalismo. Em comum, o estilo crítico e, por vezes, ácido. 

Em 2001, o livro "Jornalisticamente Incorreto" compilou alguns dos textos publicados no jornal entre 1995 e 1999. Posteriormente, Felinto também escreveu na revista Caros Amigos.

Embora não trabalhe mais na imprensa, a escritora planeja publicar neste ano o livro "Fama e Infâmia: Uma Crítica ao Jornalismo Brasileiro", além de outras duas obras de contos. Todos devem ter edição da autora.

“Considero Marilene Felinto uma grande escritora cuja obra ficcional e jornalística deve ser revisitada e também conhecida por aqueles que não acompanharam sua trajetória até aqui. Em seus textos, Felinto toca em questões de gênero, raça e condição social no Brasil de forma original sem perder atualidade. São histórias ao mesmo tempo líricas e violentas, tristes e cheias de ironia”, afirma Fernanda Diamant, curadora desta edição da Flip. 

A programação, que acontece entre os dias 10 e 14 de julho, já confirmou outros nove nomes: Walnice Nogueira Galvão (Brasil), Kristen Roupenian (EUA), Kalaf Epalanga (Angola), Sheila Heti (Canadá), Grada Kilomba (Portugal), Carmen Maria Machado (EUA), Karina Sainz Borgo (Venezuela), Ismail Xavier (Brasil) e Ayelet Gundar-Goshen (Israel).

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.