Descrição de chapéu Livros

Ruy Castro ganha o prêmio Machado de Assis, da ABL, pelo conjunto da obra

Colunista da Folha recebe um dos mais importantes troféus da literatura brasileira

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O escritor Ruy Castro, colunista da Folha, é o vencedor deste ano do prêmio Machado de Assis, em que a Academia Brasileira de Letras destaca o conjunto da obra de um autor nacional.

Castro, de 73 anos, se notabilizou como um dos principais biógrafos do país, tendo escrito sobre a vida do dramaturgo Nelson Rodrigues em "O Anjo Pornográfico", da cantora Carmen Miranda em "Carmen" e do jogador Garrincha em "Estrela Solitária", pelo qual venceu o Jabuti.

Jornalista com mais de 50 anos de carreira e autor de quatro colunas por semana neste jornal, Castro também se dedicou a esquadrinhar o Rio de Janeiro, em livros como "Ela É Carioca" e "Metrópole à Beira-Mar", e a história musical brasileira, em obras como "A Noite do Meu Bem" e "Chega de Saudade".

O prêmio Machado de Assis, um dos principais troféus da literatura brasileira, é escolhido pelos imortais da Academia desde 1941, mas estava suspenso desde 2017 devido à crise econômica. Foi retomado agora com patrocínio da Light, que garante sua existência por mais dez anos.

Já foram agraciados com o prêmio, que oscila entre intelectuais e escritores de ficção, autores como Cecília Meireles, Guimarães Rosa, Rubem Fonseca, Silviano Santiago, Ferreira Gullar, Ana Maria Machado e Antonio Candido. O mais recente foi o historiador baiano João José Reis.

Erramos: o texto foi alterado

Versão anterior deste texto afirmava que Ruy Castro é carioca, mas ele nasceu em Caratinga, em Minas Gerais

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.