Vitória de Bolsonaro é o feito mais impressionante das eleições no Brasil, diz pesquisador

No podcast Ilustríssima Conversa, o cientista político Jairo Nicolau fala a respeito dos eleitores do atual presidente

São Paulo

O novo episódio do Ilustríssima Conversa, podcast da Folha em parceria com o Itaú Cultural, trata do pleito presidencial de 2018, cujo resultado surpreendeu a imensa maioria dos analistas políticos e rompeu padrões.

O convidado é o cientista político Jairo Nicolau, que está lançando o livro “O Brasil Dobrou à Direita", pela editora Zahar.

A vitória de Bolsonaro é o feito mais impressionante das eleições no Brasil, comenta Nicolau. No livro ele faz uma radiografia da disputa de 2018 por meio de muitos gráficos e dados comparativos.

Bolsonaro quebrou uma série de regras antes tidas como essenciais para ser eleito, como força partidária, grandes somas de dinheiro na campanha, tempo razoável de propaganda no horário eleitoral e apoios expressivos nos estados.

Sem contar com nenhum desses fatores, foi eleito no segundo turno com 55% dos votos.

Em seu livro Jairo Nicolau tenta entender esse furacão que varreu o país e busca identificar quem votou em Bolsonaro. Para isso analisa dados de escolaridade, idade, gênero e religião dos eleitores.

O cientista político Jairo Nicolau
O cientista político Jairo Nicolau - Ricardo Borges/Folhapress

O cientista político também comenta se a onda bolsonarista pode se repetir ou não nas eleições municipais deste ano.


O Ilustríssima Conversa, realizado em parceria com o Itaú Cultural, está disponível nos principais aplicativos, como Apple Podcasts, Spotify e Stitcher. Ouvintes podem assinar gratuitamente o podcast nos aplicativos para receber notificações de novos episódios.

O podcast entrevista, a cada duas semanas, autores de livros de não ficção e intelectuais para discutir suas obras e seus temas de pesquisa.

Já participaram do Ilustríssima Conversa Muryatan Barbosa, autor de livro sobre a história do pensamento africano; Júlio Delmanto, que discutiu os primeiros usos do LSD e a repressão à substância; Elena Brugioni, que tratou de literaturas africanas e descolonização do imaginário; Marta Arretche, que debateu as desigualdades e as políticas sociais no Brasil; Sérgio Augusto, que discutiu os rumos do cinema em meio à pandemia de coronavírus; Sidney Chalhoub, que lembrou a politização de epidemias ao longo da história; Gilberto Nascimento, que abordou o crescimento da Igreja Universal e a ascensão política de Edir Macedo; Eliane Robert Moraes, que discutiu a censura ao sexo nas artes; Sueli Carneiro, que falou sobre a relação entre as questões de raça e gênero no Brasil; Sérgio Adorno, que tratou do surgimento do liberalismo no Brasil, entre outros.

A lista completa de episódios está disponível no índice do podcast.

O feed RSS é https://folha.libsyn.com/rss​. ​

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.