Descrição de chapéu ilustríssima conversa

Brasil institucional vive em guerra com a brasilidade, diz Luiz Simas

Escritor discute significado da rua na formação da cultura do país e trajetórias do futebol e do samba

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

No último episódio do ano, o Ilustríssima Conversa, podcast da Folha em parceria com o Itaú Cultural, recebe o escritor e historiador Luiz Antonio Simas, que acaba de lançar, em coautoria com Luiz Rufino e Rafael Haddock-Lobo, o livro “Arruaças: uma Filosofia Popular Brasileira” (Bazar do Tempo).

A obra, com 40 ensaios curtos, explora a ideia de que a filosofia se reinventa no cruzamento cotidiano dos saberes populares do país —nas ruas, nos estádios, nos terreiros, no Carnaval.

​Na interpretação de Simas, esses encontros constantes produzem uma brasilidade que recria perspectivas de vida, mas só consegue se afirmar nas brechas do Brasil institucional, que ele qualifica como um projeto bem-sucedido de exclusão.

Na conversa com o repórter Eduardo Sombini, o escritor tratou, entre outros assuntos, do significado histórico da rua na formação da cultura do país e das trajetórias opostas do futebol e do samba ao longo do século 20.

Retrato de Luiz Antonio Simas, autor de 'Arruaças: uma Filosofia Popular Brasileira' - Zô Guimarães - 27.jun.17/Folhapress

Simas defende que é preciso encarar o Brasil sem romantizar os tensionamentos da sua formação cultural, levando em conta tanto as formas surpreendentes de experimentar a vida que o país produziu quanto a violência que estrutura a sociedade brasileira.

O Ilustríssima Conversa está disponível nos principais aplicativos, como Apple Podcasts, Spotify e Stitcher. Ouvintes podem assinar gratuitamente o podcast nos aplicativos para receber notificações de novos episódios.

O podcast entrevista, a cada duas semanas, autores de livros de não ficção e intelectuais para discutir suas obras e seus temas de pesquisa.

Já participaram do Ilustríssima Conversa Malu Gaspar, que descreveu os escândalos de corrupção e a derrocada da Odebrecht, Flavia Rios, coorganizadora de coletânea da intelectual Lélia Gonzalez, Karla Monteiro, biógrafa do jornalista Samuel Wainer, Vinicius Torres Freire​, que tratou de medidas econômicas durante a crise do coronavírus, Muryatan Barbosa, pesquisador da história do pensamento africano, Júlio Delmanto, que discutiu os primeiros usos do LSD e a repressão à substância, Elena Brugioni, que abordou as literaturas africanas e a descolonização do imaginário, Marta Arretche, que debateu as desigualdades e as políticas sociais no Brasil, Sérgio Augusto, que discutiu os rumos do cinema em meio à pandemia de coronavírus, Sidney Chalhoub, que lembrou a politização de epidemias ao longo da história, e Gilberto Nascimento, que abordou o crescimento da Igreja Universal e a ascensão política de Edir Macedo, entre outros.

A lista completa de episódios está disponível no índice do podcast. O feed RSS é https://folha.libsyn.com/rss.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.