Descrição de chapéu Venezuela

Apagão faz com que venezuelanos busquem lenha para cozinhar

Regime de Maduro anunciou suspensão de aulas na quinta-feira (29)

Caracas | AFP e Reuters

Nesta quarta-feira (27), a Venezuela continuou paralisada devido ao segundo apagão em menos de um mês. 

O ministro das Comunicações, Jorge Rodríguez, disse que uma nova falha no sistema elétrico ocorreu pela manhã, voltando a interromper o fornecimento em partes de Caracas e em outras regiões.

Em Valencia, terceira maior cidade do país, moradores começaram a cortar lenha para cozinhar antes que a comida estrague.

“Estou procurando lenha porque não há gás neste país produtor de petróleo”, afirmou o advogado Morris de Castro. “É impossível viver uma vida normal, estamos andando para trás.”

O regime de Nicolás Maduro decretou mais um dia de suspensão de atividades "trabalhistas e educativas" devido ao apagão —escolas e empresas permanecerão fechadas nesta quinta-feira (29). 

 

No estado de Táchira, mais de 100 mil litros de leite estragaram após passarem 40 horas sem refrigeração, segundo a associação rural estadual. 

O líder da oposição Juan Guaidó convocou para sábado (30) um protesto nacional contra o apagão. “Não é hora de se acostumar com isso, é hora de exigir nossos direitos.”

Segundo relatos em redes sociais, 21 dos 23 estados estão afetados pelo apagão.

Em Caracas, o fornecimento de energia funciona de forma intermitente; o metrô está fechado.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.