Reforma previdenciária é necessária, mas essa é bastante injusta, diz leitor

Governo Bolsonaro enviou a proposta ao Congresso Nacional

Previdência
É vergonhoso ver classes que recebem altos salários —sem contar as benesses não tributáveis— falar que vão à Justiça contra esse, segundo eles, confisco ("Servidores com altos salários ameaçam ir ao Supremo contra alíquota de 22%"). Dói ver salário de R$ 2.400 com alíquota de 14%, enquanto os "reis do salário" questionam 22%. Imoral a atitude deles.

Mariza Bacci Zago (Atibaia, SP)

 

São 500 anos de história de desigualdade. Grande parte do povo sempre esteve na pobreza, quaisquer que fossem as correntes políticas, mas agora o Brasil será outro. O estadista Bolsonaro e seu mago Guedes vão liderar rumo ao futuro. Não precisa fazer grandes planos em educação, tecnologia etc. Basta mexer na Previdência.

Francisco Viola (São José dos Campos, SP)

 

Reinaldo Azevedo escreveu: "A reforma da Previdência é boa. O governo é ruim". Até os leigos em economia já sabem que a reforma previdenciária é necessária, mas essa é bastante injusta com a população menos afortunada.

Ricardo Pedreira Desio (São Paulo, SP)


Ministro do Turismo

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio - Jake Spring/Reuters

Se for para a fornalha do Supremo, vai virar pizza de quatro sabores ("Ministro do Turismo pede para STF suspender apuração em MG de laranjas do PSL").

José Tadeu da Anunciação Silva (Campo Grande, MS)

 

Que romântico. Não era este partido que se elegeu prometendo acabar com a corrupção no país? Milhões de brasileiros já devem estar começando a se arrepender do que fizeram em outubro de 2018.

Marcos Fernando Dauner (Joinville, SC)

 

Sentindo cheiro de laranja passada no ar. Perderam totalmente o decoro. Chamando literalmente o brasileiro de ingênuo. Brasil acima de tudo, laranjal acima de todos.

Lisiane Zeferina Matos (Feira de Santana, BA)

 

Os fatos ocorrem há muito tempo. A materialidade das provas é inconteste. Aí leio "PF decide investigar esquema de laranjas ligado a ministro do Turismo de Bolsonaro". Decide? Só agora? Inconcebível isso.

Romero Melo (Recife, PE)


Paulo Guedes e o Censo

Sobre "Guedes pede redução de questionário do Censo para execução de pesquisa", seria o momento de nos debruçarmos em fazer um Censo exemplar para realmente ter informações para um plano de longo prazo.

Rodrigo Costa (Campinas, SP)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, que sugeriu a redução do questionário do Censo - Carl de Souza/AFP

 

Ele não se interessa pelos problemas do país. Só os que envolvem cobrança de impostos, garantia de operações bancárias, segurança jurídica para grandes investimentos etc. O interessante neste neoliberal é que assalariados devem ser nivelados pelo INSS. E os demais empreendedores pelo que auferem de renda e ganhos de capital.

Dimas Floriani (Curitiba, PR)


Operação Ad Infinitum

Só de não ler que a Lava Jato era só contra petistas me alivia ("Lava Jato dribla Gilmar Mendes ao levar Paulo Preto para Curitiba"). E que continue lavando a jato, ainda que sejam marcianos. Nunca tive corrupto de estimação.

Araguaci Faustino da Silva (Goiânia, GO)


Venezuela

Não se observa manifestação da esquerda brasileira contra os acontecimentos desumanos sofridos pela população da Venezuela ("Militares da Venezuela abrem fogo contra opositores e matam 2 perto da fronteira com o Brasil"), com escassez até de medicamentos. Será que, daqui de Pindorama, são insensíveis ao sofrimento de pessoas, em nome de uma ideologia derrotada que mantém em estado de luxúria uma elite, mas que, em nenhum dos países onde se instalou, ofereceu ao seu povo progresso e bem-estar mínimos?

Paulo Roberto Gotaç (Rio de Janeiro, RJ)

 

O Brasil é um país com 50 milhões passando fome, milhões de desempregados e enorme parcela tentando viver com um salário mínimo. Entretanto sai um governo e entra outro e continuamos a gastar dinheiro alimentando refugiados venezuelanos, prestando assistência médica —assistência já precaríssima aos brasileiros. Os governos sempre alegam déficits financeiros e querem reformar a Previdência.

Heitor Vianna P. Filho (Araruama, RJ)


Cadastro positivo

É óbvio que a inclusão obrigatória em cadastro dos dados da vida financeira das pessoas (se pagam em dia ou atrasam prestações, contas, impostos etc.) visa permitir o acesso de empresas, bancos, financeiras, lojas, crediários e todos que pagarem por essas informações ("Câmara aprova adesão automática ao cadastro positivo"). Dizer que isso reduzirá juros é piada. Hoje já há vazamentos impunes, como os de dados de INSS e IR, vendidos em CDs por camelôs.

Ademir Valezi (São Paulo, SP)


Claudia Costin

Cada vez admiro mais a colunista Claudia Costin. Seu texto "Comissão Arns, para preserva a dignidade humana" revela a grandeza de um ser humano. Necessitamos de muitas pessoas iguais a ela. É uma pena que está difícil encontrá-las.

Antenor Baptista, advogado (São Paulo, SP)

 

Congratulo a colunista Claudia Costin. Diante de tantos retrocessos e tempos sombrios, alvissareira é uma opção altamente simbólica. Creio que sua presença marca a luta complexa ao direito à vida, com dignidade. Parabéns a ela.

José Orlando de Siqueira (Passos, MG)


Inclusão

 

Como cadeirante, percebo a inclusão como tema sensível à Folha. O colunista Jairo Marques trata do assunto de maneira séria e, ao mesmo tempo, bem-humorada. Além disso, o texto "Sem medo, cadeirantes usam esporte radical para ganhar mais autonomia" fez jus à seção Dias Melhores. Ressalto que o projeto Faca na Cadeira atua com diversos tipos de lesões, não somente com paraplegia, e está presente também em São Caetano do Sul (SP).

Leandro Badi, presidente do Instituto Faca na Cadeira (São Paulo, SP)


PARTICIPAÇÃO

Os leitores podem colaborar com o conteúdo da Folha enviando notícias, fotos e vídeos (de acontecimentos ou comentários) que sejam relevantes no Brasil e no mundo. Para isso, basta acessar Envie sua Notícia ou enviar mensagem para leitor@grupofolha.com.br.​​

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.