Descrição de chapéu Café da Manhã

O impacto das investigações contra Wilson Witzel; ouça podcast

Governador do RJ foi afastado do cargo e viu processo de impeachment caminhar na Alerj

São Paulo

Desde a redemocratização, o Rio de Janeiro elegeu oito governadores. Desses, seis estão vivos e em todos respingou algum escândalo de corrupção: cinco chegaram a ser presos e um deles, Sérgio Cabral, cumpre pena de quase 300 anos.

Sob a gestão do atual chefe do executivo no estado, Wilson Witzel (PSC), investigadores voltaram a bater à porta do Palácio Laranjeiras. O governador, que enfrenta processo de impeachment na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, foi afastado do cargo por 180 dias na sexta-feira (28).

A decisão monocrática do ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Benedito Gonçalves está relacionada a uma denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República à corte. A PGR acusa Witzel de ter usado o cargo para estruturar uma organização criminosa e de ter recebido mais de R$ 500 mil em propinas.

Witzel nega todas as acusações e afirma ser vítima de uma perseguição política da PGR para beneficiar o presidente Jair Bolsonaro.

No mesmo dia, o ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), revogou decisão do presidente da corte, Dias Toffoli, que suspendia a tramitação do processo de impeachment do agora governador afastado do Rio de Janeiro.

Para entender a situação política de Witzel e os aspectos jurídicos do caso, o Café da Manhã desta segunda-feira (31) conversou com o repórter da Folha Igor Gielow e com o professor da faculdade de direito da USP Rafael Mafei.

O programa de áudio é publicado no Spotify, serviço de streaming parceiro da Folha na iniciativa e que é especializado em música, podcast e vídeo. É possível ouvir o episódio clicando abaixo. Para acessar no aplicativo basta se cadastrar gratuitamente.

Ouça o episódio:

O Café da Manhã é publicado de segunda a sexta-feira, sempre no começo do dia. O episódio é apresentado pelos jornalistas Magê Flores e Maurício Meireles, com produção de Renan Sukevicius e Jéssica Maes e edição de som de Natália Silva e Thomé Granemann.

Imagem de capa do podcast Café da Manhã, com o nome do programa escrito sobre vários recortes de jornais. Logos de de Spotify e Folha de S.Paulo podem ser vistas nos cantos
Podcast Café da Manhã - Reprodução
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.