Descrição de chapéu Coronavírus Textos liberados

Conheça as condições para remarcação e cancelamento de viagens por causa do coronavírus

Empresas flexibilizam mudança de data nas passagens e cancelamento de diárias

São Paulo

A pandemia de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, está provocando o fechamento de atrações turísticas e de fronteiras em diversos países. A orientação médica para que a população evite sair de casa faz com que passageiros repensem suas viagens, e muitos voos e diárias de hotéis estão sendo cancelados.

Diante desse cenário, as empresas de hospedagem, aviação e pacotes turísticos estão divulgando novas condições para remarcação e reembolso das compras. Veja abaixo.

Airbnb

Qualquer reserva que tenha sido feita na plataforma de aluguel de temporada até o dia 14 de março, para hospedagem que se inicie até 14 de abril, pode ser cancelada sem custos, com devolução integral do valor. A mesma condição se aplica para a reserva de experiências, aulas e passeios vendidos no Airbnb

Booking

A plataforma de reserva de hospedagens oferece cancelamento gratuito ou modificação da reserva para as pessoas oriundas de áreas afetadas pela pandemia e que foram impactadas pelas restrições de viagem. O mesmo vale para quem tem esses locais como destino.

Caso o local da hospedagem não tenha sido afetado, os cancelamentos e alterações seguem o que está descrito na reserva

CVC

Os consumidores que compraram pacotes para locais com restrições a viagens por causa da pandemia ou que tenham tido serviços cancelados devido a ela —como voos, acomodações e passeios-- podem mudar a viagem para outros destinos ou datas. Segundo a empresa, a maioria dos pacotes permite a alteração sem multas, mas isso depende da política dos fornecedores utilizados no pacote.

Casal com máscara cirúrgica empurra malas em saguão de aeroporto
Passageiros usam máscaras de proteção no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, em 26 de fevereiro - Zanone Fraissat/Folhapress

Decolar

A agência virtual de viagens afirma que está priorizando o atendimento aos clientes que estão em viagem neste momento ou que estejam a menos de três dias do embarque planejado.

Não há uma regra geral para cancelamentos e remarcações, e as solicitações são tratadas individualmente. A Decolar afirma que vai entrar em contato com os fornecedores das viagens contratadas, como companhias aéreas e hotéis, para encontrar uma solução.

A empresa recomenda que o cliente acesse a seção “Minhas Viagens” no site ou aplicativo para verificar as condições de remarcação e cancelamento que já estão incluídas no serviço comprado. Se o destino da viagem tiver sido afetado pela pandemia, haverá um aviso com as condições específicas para o seu caso.

Gol

A Gol anunciou nesta terça (17) a interrupção dos seus voos internacionais, a partir do dia 23, até o final de junho, mas as condições de remarcação e cancelamento valem para todos os voos que estavam marcados para até 30 de setembro. As medidas valem ainda para todas as compras feitas até essa data.

O Cliente poderá cancelar sua viagem e manter o valor em crédito, para usar em voos que ocorram em até um ano a partir da data da compra da passagem. Outra opção é remarcar sua viagem para qualquer período dentro de um ano, também a contar da data da compra. A taxa de remarcação não será cobrada, incidindo apenas a diferença entre as tarifas, se houver.

Por último, é possível pedir o cancelamento das passagens e reembolso, sem taxa de cancelamento —nesse caso, o viajante poderá ter que pagar uma taxa de reembolso, dependendo da tarifa escolhida.

LATAM

Na Latam, quem tem passagem marcada para um voo internacional até 31 de maio, que foi afetado por cancelamentos, fechamento de fronteiras e estados de emergência, poderá alterar a data da viagem, para o mesmo destino, até o dia 31 de dezembro. Não haverá cobrança de multa ou de diferença tarifária.

No caso de voos que não foram afetados por essas circunstâncias —quando é uma escolha do passageiro não embarcar— a empresa oferece, para quem comprar seu bilhete até 31 de março, uma alteração da passagem sem multa, mas com a diferença tarifária, para partidas até 31 de dezembro.

Quem preferir esperar para decidir a nova data da viagem, também terá esse direito. Basta entrar em contato com a Latam e pedir que o valor da passagem seja convertido em créditos, que poderão ser usados em voos até o final do ano.

AZUL

Na Azul, passageiros de voos domésticos com data de embarque até 30 de setembro podem alterar a passagem sem multa, mas pagando a diferença de tarifa. O novo voo deverá ocorrer também até 30 de setembro.

Outra opção é pedir o cancelamento dos bilhetes. Nesse caso, o valor fica como crédito para viagens futuras com a Azul, para voar até um ano após a data de emissão das passagens que foram canceladas.

As mesmas opções incidem sobre os consumidores que tiverem comprado voos com embarque até setembro para Lisboa e Porto (Portugal), Estados Unidos e países da América do Sul.

TAP

A companhia aérea portuguesa interrompeu três rotas para o Brasil. Os voos de Porto para São Paulo e Porto Alegre estão suspensos até 16 de junho, enquanto o de Lisboa para Porto Alegre está suspenso até 30 de junho.

Para todos os passageiros, mesmo aqueles que compraram rotas que não foram canceladas, a empresa está oferecendo a remarcação sem pagamento de multa. As novas passagens podem ser para qualquer destino, com embarque até 31 de dezembro. É preciso pedir a remarcação com até 24 horas de antecedência do voo.

Também é possível pedir a conversão do valor das passagens em um voucher da companhia, que terá validade de um ano.

Para quem tem viagem marcada a partir de junho, a TAP aconselha não fazer a remarcação neste momento, mas aguardar para ver como a pandemia se comporta.

AMERICAN AIRLINES

A empresa americana suspendeu até maio os seus voos para o Brasil. Para quem for atingido pelos cancelamentos, a companhia está permitindo a remarcação das passagens, sem multas. A medida vale para passagens compradas até 15 de março, para embarcar até 31 de maio.

A companhia afirma ainda que seu time de reservas vai contatar por telefone ou email os passageiros afetados pelos cancelamentos. ​

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.