Descrição de chapéu Livros

Saraiva anuncia fechamento de 20 unidades no país em meio a crise das livrarias

Rede centenária continua com 84 lojas no Brasil, além do serviço de vendas online

São Paulo

A rede de livrarias Saraiva anunciou o fechamento de 20 lojas nesta segunda (29). Restarão ainda 84 unidades no Brasil.

Em comunicado à imprensa, a rede diz que a causa da medida tem a ver com “desafios econômicos e operacionais do mercado”, além de uma mudança na “dinâmica do varejo”.

Segundo a rede, trata-se de uma adequação a um nova estratégia de negócios, mais enxuta e voltada para o digital, que inclui fechamentos, reformas e aberturas de novas lojas.

Fachada da Livraria Saraiva em 1967
Fachada da Livraria Saraiva em 1967 - Acervo/Folhapress

As vendas pela internet tiveram crescimento “significativo” e representaram 38,2% do total de vendas da rede no segundo trimestre de 2018.

“A empresa focará seu negócio no mercado de livros, que representa a essência da companhia”, diz o comunicado. No entanto, continuará a vender material de papelaria, games, filmes, música, telefonia e informática.

A Saraiva foi fundada há 104 anos e está presente em 17 estados brasileiros e no Distrito Federal.

O setor de livrarias passa por um momento de crise. Na última quarta (24), a Livraria Cultura entrou com um pedido de recuperação judicial, depois de dois anos com atrasos sucessivos de pagamento a editores.

A Cultura assumiu a operação brasileira da Fnac em 2017. A empresa fechou todas as lojas da rede francesa no país —ex-funcionários protestaram por falta de pagamento.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.