Descrição de chapéu clima chuva

Leitor fala da violência contra negros no Brasil

Plágio de chefe da Capes motiva cartas de leitores

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Racismo e violência, lá e cá

Mulher festeja em Washington a condenação de policial que matou George Floyd - Evelyn Hockstein/Reuters


Enquanto finalmente um branco é condenado nos EUA por matar covardemente um negro ("Ex-policial Derek Chauvin é condenado pela morte de George Floyd", Mundo, 20/4), aqui no Brasil a farra continua. Além da matança nas favelas e nos becos, como ficaram os que mataram por espancamento e asfixia, devidamente filmados, o coitado no Carrefour?
Carlos Brisola Marcondes (Florianópolis, SC)


A PF contra Boulos
"PF diz que Boulos ameaçou Bolsonaro, abre investigação e marca depoimento" (Mônica Bergamo, 21/4). Bolsonaro deve ter tirado zero na prova da Revolução Francesa, por isso não entendeu a piada de Boulos.
Gilmar Pereira de Oliveira (Blumenau, SC)


Garganta Rasa
Boa, Juca Kfouri, você marcou um gol de letra ao falar do bola quadrada presidente do Brasil ("Garganta Rasa", Tendências / Debates, 21/4).
Mariza Bacci Zago (Atibaia, SP)

Bolsonaro muda cinicamente de discurso quando percebe que suas falas e práticas passam a soar desfavoráveis para suas pretensões eleitorais. Assim é agora em relação à vacina e às questões ambientais, coisas das quais sempre desdenhou. Bolsonaro não tem projeto nenhum para o país, em nenhum tema. Suas preocupações são apenas com suas possibilidades de reeleição e com as regalias que o estado lhe proporciona.
Paulo R. Oliveira (São Paulo, SP)


Clima
"Bolsonaro convida Biden para desmatar" (Poder, 21/4). Mais um texto preciso de Conrado Hübner sobre o desmanche do país e a construção de uma ditadura. Estamos sitiados por uma quadrilha de gente sádica a serviço dos interesses predatórios do capital nacional e internacional. O plano é bem urdido —como descreveu o colunista—, os executores parecem caricatos —apenas parecem—, há método e ele tem sido executado todos os dias, desgastando, cansando, deprimindo quem ainda tem algum apreço pelo país e por seu povo.
Ana Ferraz (Vitória, ES)

Trabalho
"Direito ao trabalho ou direito do trabalho?" (Tendências / Debates, 21/4). Parabéns às autoras Andréia Galvão e Renata Dutra. Foi uma aula de direito. Uma aula clara, sucinta, irretocável. Tudo está dito. Que todos os Poderes a leiam.
Miguel Buelta (São Paulo, SP)


Quando, o que, qual, como?
"Bolsonaro ouvirá empresários antes de Cúpula do Clima", segundo Gustavo Uribe e Ricardo Della Coletta (Mundo, 21/4). E quando Bolsonaro ouvirá as famílias dos 378.530 mortos por sua ignorância, negacionismo, brutalidade e inadequação para o cargo de presidente da República? O que Bolsonaro falará na Cúpula do Clima? Qual é o planejamento de seu governo para o pós-pandemia de Covid- 19? Como Jair Bolsonaro pretende coordenar o Orçamento para 2020?
Francisco Cláudio Tavares (Mogi das Cruzes, SP)


Folha
"Líder no país, Folha passa marca de 350 mil em circulação paga" (Poder, 21/4). Parabéns. Leio a Folha há algumas décadas. É imprescindível. Não concordo com tudo que ela publica, ainda bem, um jornal não é uma seita, é apenas um divulgador de notícias e opiniões, pode ser útil ou nocivo, depende de quem lê.
José Oliveira (Patos de Minas, MG)


Plágio na Capes
Mantendo a coerência da onda de mediocridade, incompetência e desonestidade que inundou o país, nomeia-se a presidente da Capes, pessoa com currículo que seria descartado automaticamente em qualquer departamento de uma universidade de nível médio no país. Assim fica difícil não passar vergonha ao mostrar o passaporte brasileiro em qualquer país mais sério. Felizmente estamos livres dessa exposição, pois estamos barrados de entrar no mundo civilizado ("Nova presidente da Capes admite cópia, mas nega plágio em dissertação", Ciência, 21/4).
Octavio Henrique Pavan, professor aposentado da Unicamp (Campinas, SP)

Que falta faz um bibliotecário. Tivesse essa senhora consultado tal profissional teria aprendido a fazer a citação no texto de acordo com a ABNT e não estaria passando vergonha na frente de todo mundo.
Dina Elisabete Uliana, bibliotecária (São Paulo, SP)

Milton Ribeiro, Bolsonaro e Claudia Mansani de Toledo - Milton Ribeiro no Twitter

Não há novidade nas nomeações estapafúrdias para a Capes e outros órgãos da educação, pois vivemos numa caquistocracia —ou seja, o governo feito pelos piores. Aquilo que era referência para o aprimoramento da pós-graduação brasileira, com balizadores interessantes e importantes, está sendo jogado no lixo, como todo o resto neste desgoverno. E o Parlamento, conivente, segue em suas digressões remotas.
Adilson Roberto Gonçalves, pesquisador da Unesp (Campinas, SP)

Penso que a PUC deveria receber essa notícia como denúncia de irregularidades na dissertação da nova presidente da Capes e não ficar esperando uma provocação externa. É do seu ofício investigá-la.
Derocy Giacomo Cirillo Silva (São Paulo, SP)


Brasil real
Diferentemente do que diz Ruy Castro ("Bilhete a um jovem bolsonarista", Opinião, 21/4) e do que parecem pensar outros membros de algumas elites, o Brasil real não é o dos que podem passar um ano isolados em suas casas, lendo e ouvindo entrevistas de epidemiologistas. O Brasil real é o das pessoas que precisam exercer suas atividades para não perecer, do mesmo modo que o é o dos vitimados pela pandemia. Daí a necessidade de equilíbrio entre as duas situações.
João Paulo Zizas (São Bernardo do Campo, SP)

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.