CPI da Covid continua a atrair comentários dos leitores

Supremo atingiu fundo do poço, diz leitor sobre Cabral citar Toffoli em delação

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Bolsonaro e a CPI
"Bolsonaro reage a CPI, faz menção homofóbica contra senador e diz que comissão teme Malafaia" (Poder, 27/5). Falando sério, essa CPI é um espetáculo dantesco, um palanque eleitoral. Já imaginaram o Renan Calheiros? Nove processos no STJ.
Izidoro Carlos Casagrande (Linhares, ES)


O problema do capitão não é tanto ideológico, pois existem conservadores lúcidos. A questão é o orgulho da própria ignorância. E ainda usa de sua boçalidade para comparar a medicina tradicional indígena ao uso de cloroquina contra a Covid.
Henrique Cavalleiro (Brasília, DF)

Reparem esta frase "lapidar" do sujeito: "A morte é uma coisa que todo mundo, o óbvio, todo mundo vai passar por ela e não vai sentir". Mas é verdade mesmo. Se ele morrer eu não vou sentir nada.
Fábio Nogueira (Itajubá, MG)



Graças ao bom Deus nosso pesadelo com esse que comanda o governo federal tem data para acabar: 2023. Será atropelado nas urnas.
Bruno Silva (São Paulo, SP)

Jair Bolsonaro se encontra com apoiadores em praia na Baixada Santista em dezembro de 2020 - Jair Bolsonaro no Facebook

A que ponto chegamos... Temos um moleque na Presidência da República que comete crimes todos os dias e ainda acha quem o defenda, como aqueles quatro senadores patéticos de sua tropa de choque na CPI. Mais de uma centena de pedidos de impeachment sobre os quais está sentado Arthur Lira. E inúmeras denúncias de crimes ignoradas pelo cúmplice Augusto Aras. A quem recorrer?
José Eduardo Sá Silva (João Pessoa, PB)

Agronegócio


As reportagens do caderno Agronegócio Sustentável (25/5) ampliaram o debate sobre o cerrado, bioma que demanda soluções inteligentes para a sua conservação. Mais da metade de sua vegetação nativa foi destruída, e estudos apontam que sem ações de conservação até 2050 o bioma pode ficar reduzido a 20% de sua paisagem original.
Michael Becker, do Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos - Cerrado (São Paulo, SP)


STF
"Com voto de Toffoli, STF decide anular delação de Sérgio Cabral que cita Toffoli" (Poder, 28/5). O Supremo Tribunal Federal atingiu o fundo do poço. Seus membros, reputando-se acima do bem e do mal, não têm pejo de julgar em causa própria. Fiquem cientes os delatores que não incriminem, jamais, os membros do STF, sob pena de terem suas delações anuladas.
Américo Utumi (São Paulo, SP)


Bota
"Zambelli diz que engraxa a bota do marido e Doria acusa Bolsonaro de genocida em bate-boca em SP" (Mônica Bergamo, 28/5). Nós, brasileiros, devemos agradecer ao Instituto Butantan, na pessoa de João Doria. Sem sua determinação, a tragédia brasileira seria mais profunda. Enfrentou o boicote irresponsável dos bolsonaristas, inclusive dessa débil parlamentar.
Francisco Bezerra de Menezes (Fortaleza, CE)

Madame sem noção, avalizando este governo nocivo à população.
Flávio Fernandes Marinho (Curitiba, PR)

Zambelli deve dar continuidade ao engraxamento de botas de militares, como disse em sua locução. Porém deve atentar para as responsabilidades dos que ignoraram os malefícios da pandemia, a negaram e empurraram as pessoas à morte pelo vírus. Nós, que já tivemos a Águia de Haia, teremos os "julgados" de Haia num futuro próximo.
Orlando Gomes de Freitas (São Paulo, SP)


Mundo paralelo
"Documentos do Planalto entregues à CPI mostram 24 reuniões com atuação de 'ministério paralelo' na gestão da pandemia" (Poder, 28/5). Não sou petista, mas farei de tudo, inclusive votar em Lula se preciso for, para livrar o país dos antipetistas, pois no fim são eles os responsáveis por todas essas mazelas que vemos diariamente.
Felipe José Fernandes Macedo (São João del-Rei, MG)

Os que votaram em Bolsonaro votaram no candidato, não na sua família. Nada justifica que ele coloque sua família no centro do poder. Depois, quando criticam seus filhos, covardemente o presidente afirma que estão atacando sua família. Por que ele não começa por separar o poder de suas relações familiares?
Hernandez Piras Batista (São Paulo, SP)

A pergunta que não poderá faltar no depoimento da doutora Nise Yamaguchi: o que ela estava fazendo na reunião com o chanceler França e o embaixador chinês? O fato foi revelado pelo senhor Dimas Covas em seu depoimento na CPI.
Ricardo Fernandes (Salvador, BA)


2022
"Ciro tem que criticar Bolsonaro e parar de atacar Lula, diz deputado Túlio Gadêlha, do PDT" (Poder, 28/5). É fácil falar antes. Nunca o PT quis se juntar com ninguém. Eles querem que os outros se juntem a eles; sempre sendo eles os chefes. Para mim, Ciro está na estratégia certa, tem que descer a lenha em Lula mesmo. Só falta essa, um condenado em duas instâncias ganhar mais votos mesmo com outro candidato de esquerda no páreo.
Gustavo Fialho (Brasília, DF)

Deputado federal Túlio Gadêlha (PDT-PE) durante sessão na Câmara dos Deputados, em Brasília.
Deputado federal Túlio Gadêlha (PDT-PE) durante sessão na Câmara dos Deputados, em Brasília, maio de 2019. - Reila Maria/Câmara dos Deputados

Ciro Gomes não tem votos para se viabilizar, nunca passou dos 12%. Não faz nenhum sentido o seu comportamento, parece que tem um direito divino a ser presidente. Primeiro tem que ter voto, mas pelas pesquisas atuais perde até para Sergio Moro.
Luiz Claudio Teixeira Souza (Rio de Janeiro, RJ)

A verdade é uma só. Se Lula concorrer, não terá para ninguém. Até eu, que praticamente jurei nunca votar no PT, votarei nele. Os bolsonaristas sabem muito bem que essa é a real e é por isso que eles andam todos mais atormentados do que o usual.
Henrique Oliveira (Cascavel, PR)

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.