Leitores comentam CPI da Covid

'Se estiver vivo em 2022, corrigirei o erro de ter posto um psicopata no poder', diz leitor

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

CPI da Covid e Bolsonaro
"Presidente da Anvisa critica na CPI da Covid uso de cloroquina e falas negacionistas de Bolsonaro" (Poder, 11/5). O senhor Barra Torres honrou os princípios hipocráticos, que definem que o bem-estar do paciente deve nortear a conduta médica. Já o senhor Queiroga deu uma aula de submissão e profundo apreço pelo cargo ocupado, pelo qual vendeu sua idoneidade e ética.
Ricardo Fernandes (Conselheiro Lafaiete, MG)

"Querem colocar no presidente o carimbo de culpado, diz aliado de Bolsonaro na CPI da Covid" (Poder, 11/5). Quem colocou carimbo de "culpado" foi o próprio Bolsonaro. Há farto material em vídeo, áudio, papel etc. em que ele evidencia toda a sua ignorância e o seu desapreço pela vida das pessoas.
Alexandre de Castro (São Paulo, SP)

O presidente não é o único culpado. Para chegarmos a mais de 2.000 mortes por milhão de habitante foram necessários muitos cúmplices. Um dia precisaremos ter um tribunal de Nuremberg brasileiro para julgar e condenar os culpados.
Omar Lasso Guevara (Jundiaí, SP)

Com caixa de cloroquina e fazendo um joia, Bolsonaro divulga foto após resultado negativo de PCR para Covid-19
Bolsonaro com caixa de cloroquina - Reprodução/Twitter


As provas da omissão de Bolsonaro estão registradas em suas declarações e ações. Os ministros da Saúde anteriores ficaram de mãos atadas, sem nada poder fazer. As ações deste governo têm o dedo de um ditador; tudo tem que passar pelo seu crivo.
Rubens Gomes Vieira Vieira (São Paulo, SP)

O senador do DEM está certo. Bolsonaro não é culpado. O maior culpado sou eu, que votei errado. Em 2022 eu corrigirei meu erro.
José Walter da Mota Matos (Pouso Alegre, MG)

0
Charge de Laerte publicada em 9 de outubro de 2018 - Laerte/Folhapress


Eu cometi o erro de votar em Bolsonaro e corrigirei isso em 2022; se estiver vivo até lá... Se, nesse meio tempo, for ceifado pela Covid-19, terei recebido uma justa e merecida punição por ter colocado um psicopata no poder.
Eduardo Mantegazza Camargo (Tatuí, SP)

Guedes
"Guedes diz que 'caiu nessa' de confiar em aprovação de reformas e compara servidor a militante" (Mercado, 11/5). Um ser ridículo. Quantos servidores têm 20 carros? Só os comissionados e os que estão no Judiciário. E ele quer acabar com as carreiras que ganham menos. Quer que servidores possam ser demitidos se não fizerem o que o governo da ocasião deseja. Apenas isso.
Jefferson Teixeira Gonçalves (Fortaleza, CE)


Cloroquina
"Nise Yamagushi nega apoio a mudança em bula da cloroquina e diz estar à disposição da CPI" (Mônica Bergamo, 11/5). Que se a coloque para debater com a Natália Pasternak ou com o Atila Iamarino. A coitada vai sair zonza de tanto constrangimento.
Rodrigo Henrique (Ribeirão Preto, SP)

A microbiologista Natalia Pasternak - Karime Xavier-18.out.2018/Folhapress

Toffoli
"PF pede ao STF abertura de inquérito para investigar suspeita de pagamentos a Toffoli por venda de decisões" (Painel, 11/5). A melhor defesa é o ataque! Um escândalo não afasta outro. Que não nos esqueçamos do tratoraço e do bolsolão.
Flavio Faria Beltrão (Belo Horizonte, MG)


2022
"Lula tenta isolar Bolsonaro na direita radical para 2022, e presidente se agarra a anticomunismo" (Poder, 11/5). Não sou por Lula nem por Bolsonaro. Estou à espera de que se viabilize um nome forte como terceira via. Mas é inegável que Lula está ensinando Bolsonaro sobre como fazer politica.
Walter Neto (Barueri, SP)

Os ex-presidentes Lula e José Sarney se cumprimentam durante encontro em Brasília nesta quinta-feira (6)
Os ex-presidentes Lula e José Sarney se cumprimentam durante encontro em Brasília, em 6.mai.2021 - Ricardo Stuckert/Divulgação


Lula tem ido ver tanta gente e não visitou a ex-presidenta? Não vai pedir o apoio dela? Nem de José Dirceu? Entre os empresários que conversou está o Marcelo Odebrecht? Quem mais?
Carlos Guimarães (Curitiba, PR)

Bolsonaro acerta ao dizer que "nós podemos mudar o destino do Brasil". Se ele é o atual presidente, logo, mudar o destino do Brasil, é não reelegê-lo.
Rodrigo Henrique (Ribeirão Preto, SP)

Lula é o candidato de centro-direita; Bolsonaro é o candidato da direita. Comunismo é retórica usada pela direita para manipular os incultos.
Felipe José Fernandes Macedo (São João del-Rei, MG)

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.