Ano terá dez feriados no meio da semana; veja sugestões de viagens

Jornalistas, influenciadores e profissionais do setor indicam lugares pelo Brasil que valem a visita

Barco a vela pequeno na areia, em praia com cidade ao fundo

Barco na praia do Bessa, em João Pessoa, na Paraíba Vinícius Bacarin/Adobe Stock

São Paulo

​Profissionais do setor, influenciadores digitais e jornalistas especializados indicam destinos brasileiros bons para visitar em 2020. O ano terá dez feriados nacionais que caem no meio da semana —incluindo o Réveillon de 2021.

CARNAVAL (25/2, terça-feira) 

João Pessoa (PB)
Fevereiro é um período de poucas chuvas na região, o que deixa o mar com uma tonalidade verde-esmeralda. O Carnaval da cidade é menos famoso do que o de outras capitais do Nordeste, e os preços de hospedagem e passagens podem ser mais baixos. 
Para Magda Nassar, presidente da Abav (Associação Brasileira das Agências de Viagem), a capital paraibana é um destino que surpreende o visitante. "É uma cidade completa, com praias maravilhosas, gastronomia importante e boa oferta hoteleira"

SEXTA-FEIRA SANTA (10/4, sexta-feira )

Florianópolis (SC)
Nessa época, a cidade está menos cheia do que durante o verão e ainda faz calor. A temperatura máxima média no mês de abril é de 27ºC. Em maio, já cai para 24ºC.
Rafael Leick, diretor do site de turismo LGBT ViajaBi, indica a capital catarinense por ter uma vida urbana conectada com a natureza

Tiradentes (21/4, terça-feira ) 

Itaúnas (ES)
Boa opção para quem busca praias mais vazias. A cidade de Conceição da Barra, onde fica o distrito de Itaúnas, tem bom clima o ano todo.
Segundo Roberto de Oliveira, jornalista da Folha, a praia capixaba é a capital das dunas no Sudeste —algumas chegam a 30 metros de altura. A região é famosa pelos forrós que acontecem no fim da tarde

Dia do Trabalho (1º/5, sexta-feira ) 

Nobres (MT)
A duas horas de carro de Cuiabá, a cidade é comparada a Bonito (MS), por ter rios bons para fazer flutuação, nascentes, cachoeiras e grutas. Em maio, ainda é época de estação seca, quando as águas ficam mais claras, ideais para a prática de mergulho e snorkel.
Para a influenciadora Lala Rebelo, vale a pena visitar a cidade matogrossense neste ano por ser um destino ainda vazio. "Os locais costumam brincar que Nobres não é bonito, é lindo", diz.

Corpus Christi (11/6, quinta-feira )

Jalapão (TO)
Junho é período seco no Jalapão, o que garante a transparência das águas e facilita o transporte dos viajantes por suas estradas de terra.
A jornalista Fernanda Ezabella aconselha conhecer o parque nacional no Tocantins por ser um exemplo de "turismo raiz". Já Roberto Nedelciu, presidente da Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Viagem) afirma que o local, famoso por suas dunas alaranjadas, cachoeiras e fervedouros, oferece uma experiência transformadora, com imersão cultural e contato com a natureza

Rev. Constitucionalista (9/7, quinta-feira )

Monte Verde (MG)
O feriado que vale apenas para o estado de São Paulo é ideal para conhecer a cidade na Serra da Mantiqueira
O colunista da Folha Zeca Camargo afirma que só a vista das montanhas esverdeadas já valeria a viagem, mas que seus hotéis de charme —hospedagens que prezam pelo conforto, mas mantêm a simplicidade—, como o Mirante da Colyna e o Roots Resort, tornam a cidade ainda melhor

Independência (7/9, segunda-feira ) 

Fernando de Noronha (PE)
Setembro é uma das melhores épocas do ano para visitar o arquipélago se o objetivo for explorar a vida marinha da região. É a estação seca, quando o mar fica mais calmo e há maior visibilidade para a prática de mergulho. 
"A passagem aérea para Noronha pode ter preço de viagem para a Europa, então vale a pena ficar de olho em promoções", diz o influenciador de viagens Lucas Estevam, do blog Estevam pelo Mundo

Nossa Senhora Aparecida (12/10, segunda-feira ) 

Bonito (MS)
Em outubro, chove pouco na cidade, o que favorece a observação da vida aquática, uma das principais atrações do lugar. 
"É um daqueles destinos em que a natureza se faz presente, ativa e acolhedora", afirma Rafael Leick. Ele recomenda os passeios à gruta do Lago Azul e ao rio Sucuri. Segundo Leick, as agências receptivas da cidade estão investindo no turismo LGBT

Finados (2/11, segunda-feira ) 

Amazônia
A temperatura na região é sempre elevada, sem grandes variações ao longo do ano. O que muda é o volume de chuvas, grande mesmo no período seco, que termina em novembro. A pluviosidade menor favorece as trilhas pela mata.
A floresta foi indicada por Lala Rebelo, Roberto de Oliveira e Simone Scorsato, diretora-executiva da BLTA (associação brasileira de turismo de luxo). 
"Precisamos conhecer esse bioma incrível e vivenciar as experiências na mata para valorizarmos sua riqueza, os saberes das comunidades locais e mantermos a floresta em pé", afirma Scorsato. Segundo ela, há hotéis de selva com serviço "de alta qualidade"

Consciência Negra (20/11, sexta-feira)

Costa dos Corais (AL)
O feriado não tem abrangência nacional, mas quem tiver oportunidade pode aproveitar o tempo firme de Alagoas nessa época do ano, o que ressalta uma das maiores qualidades da região: o mar cor verde-esmeralda. Maragogi, famosa pelas piscinas naturais, fica na Costa dos Corais, mas é vizinha de praias igualmente bonitas e com menos visitantes, como Antunes, Xaréu e Ponta de Mangue.
Para Fernanda Ezabella, as praias desertas são o principal atrativo do litoral alagoano

Natal (25/12, sexta-feira ) 

Soure (PA)
É a cidade mais populosa da Ilha de Marajó e uma das portas de entrada para os barcos que chegam de Belém. Chove muito na região no primeiro semestre, e parte do território fica alagado. Por isso, dezembro é uma boa época para visitar a ilha. O lugar foi indicado por Roberto de Oliveira. Ele afirma que o local tem uma culinária rica, praias com água ora azul, ora verde, e o pôr do sol mais colorido da Amazônia. "Vá antes que tudo ali vire pasto"

Ano-Novo (1º/1, sexta-feira ​)

Natal (RN)
Dezembro e janeiro, fora da estação chuvosa, são um bom momento para aproveitar as praias da cidade. A queima de fogos do Réveillon acontece na ponte Newton Navarro, um dos símbolos de Natal.
Para Mariana Aldrigui, professora de turismo da USP, a capital é uma boa base para conhecer o Rio Grande do Norte, que tem "um pôr do sol inesquecível". Segundo ela, a região tem preços atrativos, esportes de aventura e é uma boa pedida para férias em família

Pacotes

R$ 1.370
3 noites em Florianópolis, na Abreu 
Pacote para uma pessoa, na suíte luxo do hotel Jurerê Beach Village, entre 18 e 21 de abril. Inclui café da manhã e passagens aéreas de São Paulo para Navegantes (SC). 

R$ 1.810
3 noites em Bonito, na Latam Travel 
Pacote para uma pessoa, com passagem aérea de Guarulhos para Campo Grande e hospedagem no Zagaia Eco Resort. A saída é em 30 de abril. 

R$ 1.938
4 noites em Natal, na Top Brasil Tur 
Valor para hospedagem no Yak Beach Hotel, na Semana Santa. Com city tour, passeio para a praia de Porto Mirim, traslados para o hotel e passagem aérea desde São Paulo. 

R$ 2.292
3 noites em Maceió, na Latam Travel 
Com saída em 1º de maio, o pacote para uma pessoa conta com hospedagem no hotel Marinas Maceió, alimentação e passagem aérea de Guarulhos até a capital alagoana.

R$ 2.488
3 noites na Amazônia, na RCA 
O preço é para a estadia de uma pessoa no navio Iberostar Heritage Grand Amazon, que navega pelos rios da floresta, entre 10 e 13 de abril. A alimentação é all inclusive. Sem aéreo. 

R$ 2.885
3 noites em João Pessoa, na New Age 
Preço individual, para hospedagem no hotel Nord Class Cabo Branco, com café da manhã, city tour e traslados para o hotel e passagem aérea. Saída em 30 de abril.

R$ 3.070
5 noites no Jalapão, na Pisa Trekking 
Pacote com duas noites em Palmas, uma em São Félix, uma em Mateiros e outra em Ponte Alta. O regime de alimentação é pensão completa em todos eles, exceto em Palmas. Com passeios para a cachoeira das Araras e da Formiga, fervedouros, dunas e prainha do Rio Novo, entre outros. Sem aéreo. 

R$ 3.204
6 noites em Fernando de Noronha, na Venturas 
Pacote para uma pessoa, com hospedagem na pousada Ilha do Frade. Inclui a trilha Costa dos Mirantes, os circuitos de mar de dentro e de fora e passeio de canoa havaiana e de barco. Com seguro viagem e traslado na ilha, mas sem aéreo. 

R$ 3.860
3 noites na Amazônia, na Pisa Trekking
Pacote para uma pessoa, com hospedagem no Juma Amazon Lodge em regime de pensão completa. Inclui caminhada na selva, pescaria de piranhas, passeio de canoa por igarapés, visita a casa de caboclos, piquenique na floresta e observação noturna de animais. Sem aéreo.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.