dias melhores

Ibirapuera, Jardim Botânico, quadras e cachoeira para se divertir em São Paulo

Verde, espaços para relaxar, pistas e quadras para praticar esportes e até museus fazem parte das atrações de parques e refúgios urbanos.

*

ÁGUA BRANCA
Vale a pena: visitar o parque às terças, sábados ou domingos de manhã, quando uma feirinha de orgânicos é realizada no espaço (das 7h às 12h; às terças, também das 16h às 19h30).
Ambiente: tem clima de fazenda em plena avenida Francisco Matarazzo. Pavões, galinhas e pintinhos vivem soltos pelo parque e não raro cruzam com os visitantes. É ótima opção de passeio para a família porque, além dos animais, tem aquário, espaço de leitura, a casa do caboclo (como aquelas de interior) e arena que sedia cursos de equitação.

Av. Francisco Matarazzo, 455, Água Branca, região oeste, s/ tel. Seg. a dom.: 6h às 20h. Estac. (grátis, r. Dona Ana Pimentel, s/nº). Aquário: R$ 2.

*

CARMO
Vale a pena: conhecer o bosque das cerejeiras. Você já deve ter ouvido falar (ou visto fotos) da festa de floração dessas árvores realizada entre os meses julho e agosto. O evento, que costuma lotar o parque, é um passeio para quem é da cidade ou está só de passagem.
Ambiente: independentemente das cerejeiras, o parque reúne outros motivos para ser visitado. Ele é especialmente rico em flora e fauna: entre eucaliptos, ipês, jacarandás e paus-brasil, passeiam garças, gaviões e papagaios. Uma pista de cooper, com trechos de mata fechada, é bastante usada por corredores de rua. E, assim como o Ibirapuera, o parque do Carmo possui um planetário, que foi reaberto em 2016.

Av. Afonso de Sampaio e Sousa, 951, Jd. N. Sra. do Carmo, região leste, tel. 2746-5001. Seg. a dom.: 5h30 às 20h. Estac. (grátis).

*

IBIRAPUERA
Vale a pena: passear pelos museus -o Afro Brasil, o de Arte Moderna e o de Arte Contemporânea. Imperdível também é uma ida ao planetário.
Ambiente: é um oásis verde em plena capital. Lá, há áreas para atividades físicas, ciclovia, quadras poliesportivas e playground. Uma boa dica para conhecer o parque todo é caminhar -ou correr- pela pista de 2,7 km que o circunda.

Av. Pedro Álvares Cabral, s/ nº, Parque Ibirapuera, tel. 4324-0050. Seg. a sex.: 5h às 24h. Sáb.: a partir das 5h. Dom.: 0h01 às 23h59. Estac. (sistema Zona Azul).

*

JARDIM BOTÂNICO DE SÃO PAULO
Vale a pena: começar a "expedição" pelo local com uma trilha que leva a uma das nascentes do histórico riacho Ipiranga, em cujas margens foi proclamada a independência da República. Depois, visite o Jardim dos Sentidos, onde é possível experimentar diferentes aromas e texturas de flores e plantas. Não vá embora sem passar pelo Museu Botânico e pelas estufas, com exemplares de plantas do cerrado e de mata atlântica.
Ambiente: não é tão famoso quanto seu xará carioca, mas é tão rico quanto. Longe do centro de São Paulo, tem vegetação nativa, um lago e animais, com diferentes aves e até macacos bugios.

Av. Miguel Estefano, 3.031, Saúde, região sul, tel. 5067-6000. Ter. a dom.: 9h às 17h. Estac. a partir de R$ 10. Ingresso: R$ 6. Menores de 4 e maiores de 60 anos: grátis.

*

VILLA-LOBOS
Vale a pena: andar de bike, de patins e de skate, jogar futebol e correr. O parque também é conhecido por acompanhar tendências esportivas, caso do slackline (modalidade que consiste em andar sobre uma corda suspensa). Outra atração é visitar o Orquidário Ruth Cardoso, com cerca de cem espécies. A Adidas inaugurou recentemente uma base de esportes na qual empresta de equipamentos e promove treinos de corrida, ioga e alongamento gratuitos.
Ambiente:tem bosques, um "circuito das árvores" e o Ouvillas, espaço ao ar livre cheio de espreguiçadeiras para o público se aconchegar e ouvir música à vontade.

Av. Prof. Fonseca Rodrigues, 1.025, próximo a pça. da Vida e ao portão 2, Alto de Pinheiros, tel. 2683-6302. Seg. a dom.: 5h30 às 19h. Estac. a partir de R$ 5. Estac. a partir de R$ 5.

-

REFÚGIOS

PARQUE ESTADUAL DO JARAGUÁ
Vale a pena: encarar os 3,6 km da trilha do Pai Zé para avistar a cidade de cima (a 1.135 metros de altura). Porém, vale o bom senso: se não tiver preparo físico, melhor ir ao topo de carro, pela estrada.
Ambiente: a maior parte do percurso da trilha é feita sob a mata (atlântica) fechada, ao abrigo do sol —faça silêncio para não espantar os saguis. No último trecho, há uma longa escadaria a céu aberto. Dê uma pausa no Pico do Papagaio para recuperar o fôlego.

R. Antônio Cardoso Nogueira, 539. Vila Chica Luisa, tel. 3941-2162. Seg. a dom.: 7h às 17h.

*

NÚCLEO DO ENGORDADOR - SERRA DA CANTAREIRA
Vale a pena: uma vez no parque da Cantareira, vá ao Núcleo do Engordador, que fica "escondido" em uma bifurcação sem placas na altura do número 19.100 da av. Sezefredo Fagundes. Pegue o caminho da esquerda para chegar à bilheteria.
Ambiente: há três opções de trilha por lá: a da Cachoeira (3 km), a do Macuco (646 m), que margeia o córrego do Curupira, e a Mountain Bike (4 km), cujo percurso com obstáculos naturais só pode ser feito de bicicleta.

Serra da Cantareira - Av. Cel. Sezefredo Fagundes, alt. do nº 19.100, Jardim Cachoeira, tel. 2995-3524. Sáb., dom. e feriados: 8h às 17h. Ingresso: R$ 13

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Últimas

  1. 30/06/2017
    1. Presidente do Instituto Lula diz que não sabia que Odebrecht compraria terreno

      O presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, afirmou nesta sexta (30), em depoimento à Justiça, que visitou o terreno comprado pela Odebrecht na busca de uma nova sede para a entidade, mas disse que nunca soube que a empresa pagaria pelo imóvel.

  2. 08/04/2017
    1. Confira 11 endereços em São Paulo onde provar culinárias de diferentes países

    2. Prefeito João Doria, Tom Zé e mais 20 personalidades indicam seus lugares favoritos em SP

      O Descubra sãopaulo convidou 22 personalidades paulistanas a indicar seus lugares preferidos na cidade. Confira as sugestões:

    3. Rock e rap se misturam a roupas e cabelos black e fazem da Galeria do Rock a 'meca' da diversidade

      No entra e sai de uma galera majoritariamente jovem e com estilo, uma lojinha no segundo andar guarda, entre tantas preciosidades, um disco raro: o primeiro LP do baiano Tom Zé, "Grande Liquidação", gravado em 1968.

    4. Festas itinerantes como a Selvagem e a Venga, Venga! ajudam a descobrir a noite paulistana

      Festas itinerantes, realizadas em galpões e espaços abandonados da cidade, propõem uma experiência diferente e mais intensa do que aquelas típicas de clubes e ganham cada vez mais força na noite paulistana. Conheça algumas delas.

    5. 25 de Março: saiba o que encontrar no centro de compras mais movimentado de SP

      Parece uma grande bagunça, mas a região da 25 de março tem lá a sua organização. Siga o nosso guia de ruas e não se perca

    6. Hotéis cinco estrelas e hostels em São Paulo: hospedagens para todos os bolsos

      Hotel é lugar para cair no sono? Só se for, é claro, depois daquela massagem caprichada. Dê uma espiada nas terapias de spas de oito cinco estrelas.

    7. Câmara Fria, Brewdog Bar e outras novas cervejarias em SP têm boa oferta de chopes

      Pelo menos cinco grandes cervejarias instalaram seus bares na cidade, fermentando o cenário etílico da capital —se na garrafa ela já é boa, imagine a cerveja fresca.

    8. Bacio Di Latte, Diletto e mais sorveterias em SP para se deliciar em qualquer estação

      No palito, com receita italiana ou ingredientes brasileiros, sorveterias atraem público do outono ao verão.

    9. Roteiro em 48h mostra como curtir o que São Paulo tem de melhor

      Clássico é clássico. Quando se tem apenas 48h para descobrir (ou redescobrir) São Paulo é preciso montar um roteiro inteligente, com atrações imperdíveis, que são a cara da cidade.

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
Publicidade