Confira 11 endereços em São Paulo onde provar culinárias de diferentes países

São Paulo reúne uma diversidade de casas de culinária típica —tem representante libanês, africano, chinês, grego, coreano.

A pluralidade impressiona e faz jus à fama que a cidade carrega de ser o polo gastronômico do país. Afinal de contas, como cantou Caetano Veloso, "São Paulo é como o mundo todo".

*

México
La Central
Dentro do icônico edifício Copan (o maior edifício residencial da América Latina), oferece receitas verdadeiramente mexicanas —esqueça o popular tex-mex. Compartilhe uma porção de guacamole e complemente a refeição com o fideos al mar, cabelinho-de-anjo, tomate, lula, polvo, camarão e alho-poró.

Av. Ipiranga, 200, República, região central, tel. 3214-5360. Seg. a sex.: 12h às 15h30 e 19h às 24h. Sáb.: 12h às 24h. Dom.: 12h às 17h30.

*

Colômbia
Sabores de Mi Tierra
Num gostoso clima de improviso —mesinhas foram distribuídas onde seria a garagem do sobrado—, oferece quitutes tipicamente colombianos. A arepa, massa de milho branco assada, pode vir recheada com costela bovina desfiada. Já o patacone, disco frito de banana-da-terra, é coberto por pancetta e guacamole.

R. Lisboa, 971, Cerqueira César, região oeste, tel. 3083-3114. Ter. a sex.: 19h às 23h. Sáb.: 14h às 23h. Dom.: 13h às 16h30.

*

Peru
Rinconcito Peruano
Tome nota do endereço: quem passa em frente à portinha do 451 da rua Aurora nem desconfia que o local abriga um autêntico restaurante peruano. A clientela, que não liga para a simplicidade do salão, vai em busca do ceviche e do arroz chaufa, com carne, frango, camarão e tirinhas de omelete.
É bom e barato.

R. Aurora, 451, Santa Efigênia, região central, tel. 3361-2400. Seg.: 12h às 17h. Ter. a sáb.: 12h às 22h. Dom. e feriado.: 12h às 21h.

*

Camarões
Biyou'z
Vá sem medo: ao contrário de outras casas africanas no entorno, no Biyou'z, brasileiros são muito bem-vindos (o cardápio, inclusive, está traduzido para o português). Aponte sua escolha na carta se não souber pronunciar o nome do prato. O "attieke" combina cuscuz de mandioca, peixe frito, vinagrete, refogado de tomate e ovo cozido.

Al. Barão de Limeira, 19, Santa Efigênia, tel. 3221-6806. Seg. a dom.: 12h às 22h.

*

Grécia
Acrópoles
Coma e libere a mesa, como a fila é grande, quem fica enrolando pode ser convidado a se apressar. A casa de cozinha grega opera sem formalidades: o cliente vai até a cozinha envidraçada para escolher o prato que vai comer. Entre as opções, a mousaka (fatias de berinjelas entremeadas com batatas e carne moída) está entre as mais pedidas.

R. da Graça, 364, Bom Retiro, tel. 3223-4386. Seg. a dom.: 7h às 20h.

*

Bulgária
Casa Búlgara
A bureka é a estrela da casa tocada por Lina Levi e Shoshana Baruch, mãe e filha de uma família búlgara. Típico do Leste Europeu, o salgado lembra uma rosquinha de massa folhada com diferentes recheios —prove a de queijo búlgaro. Para adoçar, strudel de maçã com nozes.

R. Silva Pinto, 356, Bom Retiro, região central, tel. 3222-9849. Seg. a sex.: 9h15 às 18h. Sáb.: 9h30 às 14h.

*

Síria
Talal Culinária Síria
Quando chegou ao Brasil em 2013, Talal Al-Tinawi, refugiado sírio, trouxe debaixo do braço o caderno de receitas de sua f-amília —e agora, reproduz esses pratos no restaurante. O cardápio lista opções à la carte, mas a melhor opção é o bufê, que aos domingos inclui churrasco de cordeiro, esfirras e quibe.

R. das Margaridas, 59, Jardim das Acácias, região sul, tel. 3360-2595. Ter. a dom.: 9h às 22h.

*

Líbano
Monte Líbano
Quem for às compras na 25 de Março pode emendar um programa gastronômico. Sob a batuta da família Maatouk, o restaurante oferece estandartes da cozinha libanesa. Para provar um pouco de tudo, aposte no rodízio, que inclui esfirras, quibe cru, tabule, pastas, charutos, arroz de lentilhas e outros quitutes típicos.

R. Cav. Basílio Jafet, 38, 1º andar, Centro, região central, tel. 3326-3544. Seg. a sex.: 11h às 15h30.

*

Índia
Samosa & Company
O segredo da cozinha indiana de Deepali Bavaskar fica escondido numa caixinha de- metal —é ali que ela acomoda as especiarias que temperam sua comida. As samosas (pastéis típicos de batata, ervilha, caju e uva passa) abrem alas para o roghan josh, "o mais pedido", um cozido de cabrito ao molho de iogurte, cravo, cardamomo e canela.

R. Pe. Machado, 137, Bosque da Saúde, região sul, tel. 4301-7001. Ter. a dom.: 12h às 15h e 19h às 22h30.

*

China
Rong He
O cardápio reserva uma seção inteira ao macarrão, que é preparado à vista dos clientes: atrás de um balcão envidraçado, o cozinheiro estica, puxa e corta a massa até transformá-la em espaguete. Quem é fã de picância pode experimentar a versão com frutos do mar e porco.

R. da Glória, 622A, Liberdade, região central, tel. 3275-1986. Seg. a sex.: 11h30 às 15h e 18h às 22h30. Sáb. e dom.: 11h30 às 22h30.

*

Coreia do Sul
Komah
No térreo de sobrado na Barra Funda (próximo aos trilhos do trem), o chef Paulo Shin dá nova roupagem às receitas coreanas de sua mãe. Destaque para a versão de steak tartare, com pera e gema curada, e para o arroz salteado com kimchi e pimenta vermelha, guarnecido de omelete cremoso.

R. Con. Vicente Miguel Marino, 378, Barra Funda, região central, tel. 3569-7956. Seg. a sáb.: 18h30 às 23h30.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Últimas

  1. 30/06/2017
    1. Presidente do Instituto Lula diz que não sabia que Odebrecht compraria terreno

      O presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, afirmou nesta sexta (30), em depoimento à Justiça, que visitou o terreno comprado pela Odebrecht na busca de uma nova sede para a entidade, mas disse que nunca soube que a empresa pagaria pelo imóvel.

  2. 08/04/2017
    1. Confira 11 endereços em São Paulo onde provar culinárias de diferentes países

    2. Prefeito João Doria, Tom Zé e mais 20 personalidades indicam seus lugares favoritos em SP

      O Descubra sãopaulo convidou 22 personalidades paulistanas a indicar seus lugares preferidos na cidade. Confira as sugestões:

    3. Rock e rap se misturam a roupas e cabelos black e fazem da Galeria do Rock a 'meca' da diversidade

      No entra e sai de uma galera majoritariamente jovem e com estilo, uma lojinha no segundo andar guarda, entre tantas preciosidades, um disco raro: o primeiro LP do baiano Tom Zé, "Grande Liquidação", gravado em 1968.

    4. Festas itinerantes como a Selvagem e a Venga, Venga! ajudam a descobrir a noite paulistana

      Festas itinerantes, realizadas em galpões e espaços abandonados da cidade, propõem uma experiência diferente e mais intensa do que aquelas típicas de clubes e ganham cada vez mais força na noite paulistana. Conheça algumas delas.

    5. 25 de Março: saiba o que encontrar no centro de compras mais movimentado de SP

      Parece uma grande bagunça, mas a região da 25 de março tem lá a sua organização. Siga o nosso guia de ruas e não se perca

    6. Hotéis cinco estrelas e hostels em São Paulo: hospedagens para todos os bolsos

      Hotel é lugar para cair no sono? Só se for, é claro, depois daquela massagem caprichada. Dê uma espiada nas terapias de spas de oito cinco estrelas.

    7. Câmara Fria, Brewdog Bar e outras novas cervejarias em SP têm boa oferta de chopes

      Pelo menos cinco grandes cervejarias instalaram seus bares na cidade, fermentando o cenário etílico da capital —se na garrafa ela já é boa, imagine a cerveja fresca.

    8. Bacio Di Latte, Diletto e mais sorveterias em SP para se deliciar em qualquer estação

      No palito, com receita italiana ou ingredientes brasileiros, sorveterias atraem público do outono ao verão.

    9. Roteiro em 48h mostra como curtir o que São Paulo tem de melhor

      Clássico é clássico. Quando se tem apenas 48h para descobrir (ou redescobrir) São Paulo é preciso montar um roteiro inteligente, com atrações imperdíveis, que são a cara da cidade.

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
Publicidade