dias melhores

SP contemporânea: as principais galerias de arte da capital dos Jardins ao centro

Quais são os nomes por trás da arte no Brasil e no mundo?

Visite as galerias da cidade e descubra.

Fortes D'Aloia e Gabriel
Perfil: representa artistas brasileiros e estrangeiros, jovens e consagrados. Antiga Galeria Fortes Vilaça, tem dois espaços, um na Barra Funda e outro na Vila Madalena.

O que ver: mostras solo de Luiz Zerbini (em cartaz) e Lucia Laguna (em setembro) e uma coletiva de Alair Gomes (1921-1992) e Robert Mapplethorpe (1946-1989), em agosto.

R. Fradique Coutinho, 1.500, Pinheiros, região oeste, tel. 3032-7066. Ter. a sex.: 10h às 19h. Sáb.: 10h às 18h. Livre Ingr. p/ fdag.com.br. Estac. (grátis).

*

Galeria Jaqueline Martins
Perfil: investiga o que foi feito artisticamente no país durante o período da ditadura militar (1964-1985). Funciona em um prédio construído originalmente como armazém industrial.

O que ver: está em cartaz uma retrospectiva sobre a pioneira da videoarte no país, Letícia Parente (1930-1991).

R. Dr. Cesário Mota Jr., 443, Vila Buarque, região central, tel. 2628-1943. Ter. a sex.: 10h às 19h. Sáb.: 12h às 17h. Livre Ingr. p/ galeriajaquelinemartins.com.br.

*

Casa Triângulo

Perfil: revelar artistas brasileiros e ajudá-los na consolidação de suas carreiras. No Jardim América, a construção moderna, uma caixa branca com fachada translúcida, não passa despercebida.

O que ver: a exposição em cartaz de Nino Cais, na qual ele aborda o caráter imaterial da obra de arte, e de Stephen Dean (julho).

R. Estados Unidos, 1.324, Jardim América, tel. 3167-5621. Seg. a sáb.: 10h às 19h. Ingr. p/ casatriangulo.com. Estac. (grátis).

*

Galeria Lume
Perfil: ligar o trabalho de quem produz a curadores. Representa artistas que se expressam por meio da fotografia, da arte digital, de intervenções urbanas, da pintura e da escultura.

O que ver: a mostra em cartaz "A Experiência Geográfica" do desenhista, escultor e multimídia Nazareno, cuja proposta é investigar a relação entre o homem e o ambiente que o cerca.

R. Gumercindo Saraiva, 54, Jardim Europa, tel. 4883-0351. Seg. a sex.: 10h às 19h. Sáb.: 11h às 15h. Livre Ingr. p/ galerialume.com.

*

Galeria Millan
Perfil: é uma das instituições de arte mais conceituadas de SP. Representa nomes como Bob Wolfenson.

O que ver: em julho, a exposição que abrange a produção poética e artística de Décio Pignatari (1927-2012).

R. Fradique Coutinho, 1.360, Pinheiros, região oeste, tel. 3031-6007. Seg. a sex.: 10h às 19h. Sáb.: 11h às 18h. Livre Ingr. p/ galeriamillan.com.br.

*

Galeria Nara Roesler
Perfil: o destaque aqui são artistas brasileiros e latino-americanos relevantes da década de 1950.

O que ver: neste mês, estrearam mostras do artista conceitual francês Daniel Buren e do pintor brasileiro Daniel Senise.

Av. Europa, 655, Jardim Europa, região oeste, tel. 2039-5454. Seg. a sex.: 10h às 19h. Sáb.: 11h às 15h. Livre Ingr. p/ nararoesler.com.br. Estac. (grátis).

*

Galeria Pivô
Perfil: o espaço é de investigação e estudo de variadas manifestações artísticas do nosso tempo.

O que ver: o artista Alexandre da Cunha com a mostra "Boom". Ele, que costuma resignificar objetos cotidianos, como vassouras e roupas, apresentará algumas obras inéditas.

Edifício Copan - Galeria Pivô - Av. Ipiranga, 200, loja 54, República, região central, tel. 3255-8703. Ter. a sáb.: 13h às 19h. Livre Ingr. p/ pivo.org.br.

*

Galeria Vermelho
Perfil: multimídia. Lá, a arte não se limita ao ambiente interno. Até a fachada do prédio principal é usada para apresentar colagens, projeções e instalações. Está ligada também à Tijuana, editora que publica livros de artistas e abriga uma sala de cinema.

O que ver: a já consagrada mostra de performances VERBO. Neste ano, o evento ocorre em julho.

R. Minas Gerais, 350, Higienópolis, região central, tel. 3138-1520. Seg. a sex.: 10h às 19h. Sáb.: 11h às 17h. Livre Ingr. p/ galeriavermelho.com.br. Valet R$ 20.

*

Luciana Brito Galeria
Perfil: artistas de relevância mundial, tanto nacionais quanto estrangeiros, como Marina Abramovic, Alex Katz e Waldemar Cordeiro (1925-1973). Ocupa uma casa modernista projetada por Rino Levi (1901-1965) no Jardim Europa.

O que ver: a primeira mostra solo do mexicano Bosco Sodi no Brasil. Ele explora a relação entre consumo exagerado e natureza.

Av. Nove de Julho, 5.162, Jardim Paulista, tel. 3842-0634. Ter. a sex.: 10h às 19h. Sáb.: 11h às 18h. Livre Ingr. p/ lucianabritogaleria.com.br. Estac. (grátis).

*

Zipper Galeria
Perfil: produção de artistas brasileiros e latino-americanos emergentes, do grafiteiro Zezão a João Castilho, que trabalha com fotografia, vídeo, escultura e instalação.

O que ver: no fim de agosto, a argentina Graciela Sacco apresenta sua primeira mostra individual. Seu trabalho está ligado ao desenvolvimento de novas técnicas de impressão fotossensível.

R. Estados Unidos, 1.494, Jardim América, região oeste, tel. 4306-4306. Seg. a sex.: 10h às 19h. Sáb.: 11h às 17h. Ingr. p/ zippergaleria.com.br.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Últimas

  1. 30/06/2017
    1. Presidente do Instituto Lula diz que não sabia que Odebrecht compraria terreno

      O presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, afirmou nesta sexta (30), em depoimento à Justiça, que visitou o terreno comprado pela Odebrecht na busca de uma nova sede para a entidade, mas disse que nunca soube que a empresa pagaria pelo imóvel.

  2. 08/04/2017
    1. Confira 11 endereços em São Paulo onde provar culinárias de diferentes países

    2. Prefeito João Doria, Tom Zé e mais 20 personalidades indicam seus lugares favoritos em SP

      O Descubra sãopaulo convidou 22 personalidades paulistanas a indicar seus lugares preferidos na cidade. Confira as sugestões:

    3. Rock e rap se misturam a roupas e cabelos black e fazem da Galeria do Rock a 'meca' da diversidade

      No entra e sai de uma galera majoritariamente jovem e com estilo, uma lojinha no segundo andar guarda, entre tantas preciosidades, um disco raro: o primeiro LP do baiano Tom Zé, "Grande Liquidação", gravado em 1968.

    4. Festas itinerantes como a Selvagem e a Venga, Venga! ajudam a descobrir a noite paulistana

      Festas itinerantes, realizadas em galpões e espaços abandonados da cidade, propõem uma experiência diferente e mais intensa do que aquelas típicas de clubes e ganham cada vez mais força na noite paulistana. Conheça algumas delas.

    5. 25 de Março: saiba o que encontrar no centro de compras mais movimentado de SP

      Parece uma grande bagunça, mas a região da 25 de março tem lá a sua organização. Siga o nosso guia de ruas e não se perca

    6. Hotéis cinco estrelas e hostels em São Paulo: hospedagens para todos os bolsos

      Hotel é lugar para cair no sono? Só se for, é claro, depois daquela massagem caprichada. Dê uma espiada nas terapias de spas de oito cinco estrelas.

    7. Câmara Fria, Brewdog Bar e outras novas cervejarias em SP têm boa oferta de chopes

      Pelo menos cinco grandes cervejarias instalaram seus bares na cidade, fermentando o cenário etílico da capital —se na garrafa ela já é boa, imagine a cerveja fresca.

    8. Bacio Di Latte, Diletto e mais sorveterias em SP para se deliciar em qualquer estação

      No palito, com receita italiana ou ingredientes brasileiros, sorveterias atraem público do outono ao verão.

    9. Roteiro em 48h mostra como curtir o que São Paulo tem de melhor

      Clássico é clássico. Quando se tem apenas 48h para descobrir (ou redescobrir) São Paulo é preciso montar um roteiro inteligente, com atrações imperdíveis, que são a cara da cidade.

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
Publicidade