dias melhores

Festas itinerantes como a Selvagem e a Venga, Venga! ajudam a descobrir a noite paulistana

Festas itinerantes, realizadas em galpões e espaços abandonados da cidade, propõem uma experiência diferente e mais intensa do que aquelas típicas de clubes e ganham cada vez mais força na noite paulistana. Conheça algumas delas.

*

Carlos Capslock
Fervida, costuma receber mais de 1.500 pessoas em locais como fábricas e galpões desativados. A aura é hedonista e o clima, democrático. O local de realização é divulgado no dia.
O que toca: eletrônico experimental.
Quem vai: mauricinhos, gays e moderninhos.

Veja a programação atualizada em facebook.com/carloscapslock.

*

Gop Tun
Trintões bem nascidos fãs de disco e house music se deleitam na festa, sempre com bela cenografia e DJs internacionais. Em 2017, a Fabriketa, no Brás, vai sediar todas as edições, em esquema de "minifestival".
O que toca: eletrônica.
Quem vai: moderninhos.

Veja a programação atualizada em facebook.com/goptun.

*

Odd
Mesmo bem underground, a festa reúne público arrumadinho e tem organização impecável –normalmente, é realizada em fábricas ou galpões desativados. Nas caixas de som, o que toca é techno e house.
O que toca: eletrônica.
Quem vai: moderninhos.

Veja a programação atualizada no perfil da rede social da festa: facebook.com/ODD-756280497816696.

*

Selvagem
Grande parte do sucesso da balada itinerante se dá graças à dupla de DJs que a criou: Milos Kaiser e Trepanado. O duo tem repertório criativo e dançante. O público sem preconceitos é outra marca registrada.
O que toca: brasilidades.
Quem vai: alternativos, moderninhos e gays.

Veja a programação atualizada em facebook.com/festaselvagem.

*

Venga, Venga!
A festa nômade é marcada pelas performances e pelo convite à "montação" (vestir-se como bem entender). O som é uma mistura de estilos: música eletrônica, ritmos ciganos, batidas do Leste Europeu e até vestígios de trance.
O que toca: música latina e cigana.
Quem vai: alternativos.

Veja a programação atualizada em facebook.com/festavengavenga.

*

APOSTAS QUE NÃO FALHAM

Projeto Autobahn
Festa mais antiga da cidade, ocorre há mais de 25 anos, sempre aos sábados. O repertório atrai jovens e tiozões nostálgicos fãs de rock da década de 1980.

O que toca: rock.
Quem vai: alternativos.

Veja a programação atualizada em facebook.com/festaanos80.

*

Gambiarra
Clássica domingueira paulistana, a festa reúne um público jovem para descarregar a energia em uma pista com hits do pop ao axé.
O que toca: brasilidades.
Quem vai: jovens.

Veja a programação atualizada em facebook.com/gambiarraafesta.

*

Pilantragi
Festa de brasilidades do DJ Rodrigo Bento, tem sempre uma seleção de hits que vão de Clara Nunes a Caetano Veloso.

O que toca: brasilidades.
Quem vai: jovens.

Veja a programação atualizada em facebook.com/Pilantragi

*

Trash 80's
Desde 2002, a festa faz a alegria de um público nostálgico, que ama ouvir hits "trash" das décadas de 1980 e 1990. De Gretchen a Balão Mágico, a mistura é sempre engraçada.
O que toca: brega.
Quem vai: trintões.

Veja a programação atualizada em facebook.com/festatrash80s

SEM PERDER O CHARME

D-Edge
É a melhor combinação de sistema de som e luz. A casa tem duas pistas futuristas, lounge e terraço. O público é bem democrático.
O que toca: eletrônica.
Quem vai: moderninhos e mauricinhos.

Al. Olga, 170, B. Funda, região central, tel. 3665-9500. 900 pessoas. Seg. e qui. a sáb.: 23h. Dom.: 5h. Estac. R$ 25 (nº 170). Ingr.: R$ 30 a R$ 120 a

*

Funhouse
Boa escolha se a pegada for balançar ao som de rock. Funciona em um sobrado intimista, com pista apertadinha e lotada de jovens na faixa dos 25 anos.
O que toca: indie e electro rock.
Quem vai: jovens.

R. Bela Cintra, 567, Consolação, região oeste, tel. 3854-6522. 100 pessoas. Qui. a sáb.: 20h. Estac. R$ 14 (nº 521). Ingr.: R$ 15 a R$ 40 a w

*

Clash
Há dez anos na ativa, o galpão tem clima que lembra a atmosfera de raves (sem o psytrance). A noite mais famosa é a Circuito, de techno.
O que toca: eletrônica.
Quem vai: jovens.

R. Barra Funda, 969, Barra Funda, região central, tel. 3661-1500. 1.000 pessoas. Qui. a sáb.: a partir das 23h. Ingr.: R$ 20 a R$ 110 a d w

*

Madame
Clássico underground, reúne quem não dispensa roupas pretas e também atrai clubbers fãs de hits dos anos 1980.
O que toca: rock.
Quem vai: góticos e roqueiros.

R. Cons. Ramalho, 873, B. Vista, região central, s/ tel. 450 pessoas. Sex. e sáb.: 23h30. Dom.: 19h. Estac. a partir de R$ 20. Ingr.: R$ 15 a R$ 60 a d l w

*

Traço de União
Com clima despojado, o sambinha é boa sugestão de programa para o sábado à tarde. Também tem festas à noite.
O que toca: samba.
Quem vai: trintões.

R. Cláudio Soares, 73, Pinheiros, região oeste, tel. 3031-8065. 400 pessoas. Sex.: 21h. Sáb.: 13h. Ingr.: R$ 15 a R$ 40. a m

*

Lions
Chique e pretensioso, tem uma das varandas mais gostosas da cidade, com vista para a cúpula da Catedral da Sé. Cada noite tem seu público: sexta é para os gays arrumadinhos. Aos sábados, são os fãs de música eletrônica que batem cartão.
O que toca: de tudo.
Quem vai: variado.

Av. Brig. Luís Antônio, 277, 1º andar, Bela Vista, região central, tel. 3111-6330. 500 pessoas. Qui. a sáb.: 23h30. Valet R$ 30. Ingr.: R$ 30 a R$ 100. a d w

*

Villa Country
A casa sertaneja mais famosa da cidade tem programação intensa de shows –compre ingresso com antecedência.
O que toca: sertanejo e eletrônica.
Quem vai: caubóis e mauricinhos.

Av. Francisco Matarazzo, 774, Água Branca, região oeste, tel. 3868-5858. 3.000 pessoas. Qui. a dom.: 20h. Ingr.: R$ 30 a R$ 70. a d m

*

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Últimas

  1. 30/06/2017
    1. Presidente do Instituto Lula diz que não sabia que Odebrecht compraria terreno

      O presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, afirmou nesta sexta (30), em depoimento à Justiça, que visitou o terreno comprado pela Odebrecht na busca de uma nova sede para a entidade, mas disse que nunca soube que a empresa pagaria pelo imóvel.

  2. 08/04/2017
    1. Confira 11 endereços em São Paulo onde provar culinárias de diferentes países

    2. Prefeito João Doria, Tom Zé e mais 20 personalidades indicam seus lugares favoritos em SP

      O Descubra sãopaulo convidou 22 personalidades paulistanas a indicar seus lugares preferidos na cidade. Confira as sugestões:

    3. Rock e rap se misturam a roupas e cabelos black e fazem da Galeria do Rock a 'meca' da diversidade

      No entra e sai de uma galera majoritariamente jovem e com estilo, uma lojinha no segundo andar guarda, entre tantas preciosidades, um disco raro: o primeiro LP do baiano Tom Zé, "Grande Liquidação", gravado em 1968.

    4. Festas itinerantes como a Selvagem e a Venga, Venga! ajudam a descobrir a noite paulistana

      Festas itinerantes, realizadas em galpões e espaços abandonados da cidade, propõem uma experiência diferente e mais intensa do que aquelas típicas de clubes e ganham cada vez mais força na noite paulistana. Conheça algumas delas.

    5. 25 de Março: saiba o que encontrar no centro de compras mais movimentado de SP

      Parece uma grande bagunça, mas a região da 25 de março tem lá a sua organização. Siga o nosso guia de ruas e não se perca

    6. Hotéis cinco estrelas e hostels em São Paulo: hospedagens para todos os bolsos

      Hotel é lugar para cair no sono? Só se for, é claro, depois daquela massagem caprichada. Dê uma espiada nas terapias de spas de oito cinco estrelas.

    7. Câmara Fria, Brewdog Bar e outras novas cervejarias em SP têm boa oferta de chopes

      Pelo menos cinco grandes cervejarias instalaram seus bares na cidade, fermentando o cenário etílico da capital —se na garrafa ela já é boa, imagine a cerveja fresca.

    8. Bacio Di Latte, Diletto e mais sorveterias em SP para se deliciar em qualquer estação

      No palito, com receita italiana ou ingredientes brasileiros, sorveterias atraem público do outono ao verão.

    9. Roteiro em 48h mostra como curtir o que São Paulo tem de melhor

      Clássico é clássico. Quando se tem apenas 48h para descobrir (ou redescobrir) São Paulo é preciso montar um roteiro inteligente, com atrações imperdíveis, que são a cara da cidade.

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
Publicidade