Descrição de chapéu Televisão

Série documental brasileira investiga relação entre comida, arte e território

Apresentado pelo crítico da Folha Josimar Melo, Comida É Arte - Terroir Brasil estreia no próximo dia 3

São Paulo

As refeições postas à mesa passam por diversos processos. Alguns deles são artesanais, outros, industrializados; e o resultado reflete, além de características territoriais, traços sócio-culturais e a expressão da criatividade do cozinheiro.

Filosofar sobre o assunto pode suscitar a questão: gastronomia é arte? A pergunta, uma provocação acerca daquilo que comemos, tornou-se a linha que costura a série documental Comida É Arte - Terroir Brasil, que estreia em 3 de julho no canal por assinatura Travel Box Brazil.

Apresentado pelo crítico de gastronomia da Folha Josimar Melo, o programa também investiga se existe uma cozinha brasileira a partir do nosso terroir —as áreas específicas do território que reúnem solo, clima, produtos típicos e a mão do homem, ou “a metafísica do território”, como definiu o sociólogo Carlos Alberto Dória no primeiro episódio.

O cineasta Paulo Caldas, diretor do projeto junto a Bárbara Cunha, conta que a ideia de guiar a série por meio destes dois temas —arte e terroir— surgiu do desejo de criar algo diferente do que já está no ar. “A gente não queria fazer mais um programa sobre comida que fosse competitivo, ensinasse receitas ou falasse só de turismo.”

Nos 13 episódios desta primeira temporada, Melo transita entre Pernambuco e São Paulo conversando com chefs, produtores e estudiosos para entender a importância do terroir na culinária nacional. Para isso, cada capítulo aborda um ingrediente, como mandioca, milho ou taioba. E todos são permeados por conversas com artistas, que enriquecem a discussão à sua maneira.

“A gente tentou buscar nomes que não fossem óbvios, como escolher alguém que use comida para criar suas obras”, conta Melo. “Convidamos gente como o pernambucano José Patrício, que faz trabalhos abstratos, por causa da relação dele com as regiões dos produtos.” Além de Patrício, artistas como Rosana Paulo, Jorge Menna Barreto, a bailarina Inaê Silva e o músico Renato Teixeira dão seus pitacos sobre a relação entre comida e arte.

“Não é uma série que procura responder a questão da relação da arte e comida do ponto de vista sociológico ou histórico”, explica o crítico. A relação com os artistas durante a produção, conta, ajudou a cimentar as convicções que eu tenho sobre criação de cardápios, além de ter aberto espaço para outras reflexões.

Dividir a produção entre Pernambuco e São Paulo foi uma escolha antes de mais nada afetiva. “Somos pernambucanos e trabalhamos em São Paulo. Por isso, escolhemos começar pelos locais que temos pertencimento”, explica Bárbara Cunha. A ideia é expandir a investigação em futuras temporadas. “Depois que a gente terminar o território brasileiro, gostaríamos de ir para a América Latina”, conta.

Comida é Arte - Terroir Brasil

  • Quando Estreia dia 3/7 (sexta), às 20h30. Reprises aos sábados, às 14h; segundas, às 4h30; terças, às 8h30 e às 16h.
  • Onde Travel Box Brazil
  • Classificação Livre

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.