'Paguem a mais por queijos brasileiros', diz Alex Atala em evento de chefs da América Latina no Rio

Cozinheiros de países como Espanha, Argentina, Chile, Peru, Guatemala, Bolívia e Panamá estão na capital carioca para o 50 Best

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Rio de Janeiro

O Brasil de 20 anos atrás tinha poucos queijos, azeites e vinhos de produção nacional e, apesar da mudança no mercado, os consumidores ainda não estão dispostos a pagar por eles, disse o chef Alex Atala, do paulistano D.O.M., durante uma palestra que é parte da programação do 50 Best América Latina.

Imagens do livro "Mandioca"
O cozinheiro e apresentador Alex Atala. - Divulgação

Considerado o Oscar da gastronomia, o evento que acontece na capital carioca reúne nesta semana chefs de países como Espanha, Peru, Argentina, Chile, Guatemala, Bolívia e Panamá.

"Vejo muitos consumidores que chegam na prateleira do supermercado e dizem: ‘esse azeite brasileiro é mais caro que o que veio de fora, então vou comprar o importado’, disse Atala, em fala de abertura da programação de palestras.

"Mas, sim, pague mais caro por um queijo brasileiro, por um vinho brasileiro. Grandes ingredientes na Europa não são produzidos por grandes indústrias e sim por pequenos artesãos", continuou.

Atala, conhecido por sua pesquisa de ingredientes nacionais, defende que consumidores apoiem pequenos produtores até que se crie um mercado para viabilizar essa produção.

"Na agricultura de larga escala podem existir sequelas socioambientais que algumas vezes me colocam contra esse sistema. Mas a guerra não é a melhor saída, devemos unir forças", disse, em uma breve fala.

O encontro de palestras, sob o tema "o poder da comida", terá também a presença do espanhol Andoni Luis Aduriz, do Mugaritz, entre outros nomes.

Pela primeira vez, a cerimônia de premiação dos 50 melhores restaurantes da América Latina, um braço regional dos 50 melhores restaurantes do mundo, acontece no Brasil. O anúncio da premiação vai acontecer nesta terça (28), no hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro, em cerimônia para 800 pessoas, com chefs de diferentes partes do mundo –com forte presença da América Latina.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.