Entenda os principais pontos do acordo entre o Mercosul e a UE

Acordo ainda precisa de aprovação do parlamento dos 32 países envolvidos

Filipe Oliveira
São Paulo

Após mais de 20 anos de discussões, o Mercosul e a União Europeia fecharam um acordo de livre comércio que, segundo o governo brasileiro, pode gerar incremento de até US$ 125 bilhões (R$ 480 bilhões) para o PIB do país em 15 anos.

O acordo prevê que sejam zeradas uma série de tarifas comerciais entre os blocos, mas ainda depende de aprovação do parlamento dos 32 países envolvidos.

Veja abaixo algumas perguntas e respostas sobre o tema.

Perguntas e respostas

O que é um tratado de livre-comércio?
É um acordo entre países para reduzir ou zerar tarifas e eliminar outras barreiras para importação e exportação.

O que o acordo com a União Europeia prevê?
Para o Mercosul, serão zeradas as tarifas de exportação para a União Europeia de 90% dos produtos no prazo máximo de dez anos.

Para importações de itens vindos da União Europeia, haverá redução de tarifas de carros, peças automotivas, artigos de vestuário, produtos farmacêuticos, chocolates e vinhos. Segundo o Mercosul, haverá espaço temporal dilatado para essa queda para ajuste dos setores mais sensíveis da economia.

O acordo também trata de serviços, investimentos, compras governamentais, medidas sanitárias e propriedade intelectual.

Qual seu impacto para o Brasil?
O Ministério da Economia estima que o acordo deve representar um incremento de US$ 87,5 bilhões (R$ 336 bilhões) em 15 anos para o PIB brasileiro, podendo chegar a US$ 125 bilhões (R$ 480 bilhões).

Segundo a Confederação Nacional da Indústria, ele pode gerar um aumento de 23,6% das exportações brasileiras para o bloco europeu em dez anos, com potencial para criar 778,4 mil empregos.

Qual o tamanho dos mercados?
O Mercosul e a UE representam, somados, PIB de cerca de US$ 20 trilhões, aproximadamente 25% da economia mundial, e um mercado de 780 milhões de pessoas.

Quanto movimenta o comércio entre os blocos? 
Exportações do Mercosul para os 28 países do bloco europeu totalizaram € 42,6 bilhões (R$ 186 bilhões) em 2018. 

A UE vendeu o equivalente a € 45 bilhões (R$ 196,7 bilhões) para o Mercosul no mesmo período.

Quem se beneficia com o acordo?
Segundo o governo, o brasileiro terá acesso a produtos, bens e serviços mais baratos e mais diversificados.

Exportadores também terão sua competitividade ampliada na hora de vender para países da União Europeia.

Quais setores brasileiros são beneficiados? 
Haverá eliminação de tarifas para exportação em 100% dos produtos industriais brasileiros. Também devem se beneficiar produtos agrícolas, peixes, crustáceos e carnes bovina, suína e de aves.

Quais setores da economia brasileira podem ser prejudicados?
Produtores de itens que o Brasil importa da UE, como vinhos, veículos, máquinas, produtos farmacêuticos e químicos, podem enfrentar maior competição.

Que obstáculos o acordo enfrentará?
Ele precisa ser aprovado pelos conselhos do Mercosul e da UE, Pelos parlamentos dos blocos e pelo Legislativo de todos os 32 países envolvidos.

Qual o prazo para que o acordo entre em vigor?
Não é possível afirmar com precisão, mas diplomatas falam em de 2 a 5 anos.
 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.