Marcos Cintra foi demitido porque não impediu o Coaf de investigar Flávio Bolsonaro, diz leitor

Para Paulo Henrique de Mello, o demitido deveria ter sido Paulo Guedes

CPMF
São todos incompetentes neste desgoverno perdidinho ("Paulo Guedes demite Marcos Cintra da Receita por divergências com nova CPMF"). As coisas só piorando, e a tática da cortina de fumaça já já ficará sem função. Daí vão inventar o quê?
Carlos Henrique Lima de Melo (Fortaleza, CE)

O ex-secretário da Receita Federal Marcos Cintra - Pedro Ladeira - 25.abr.2019/Folhapress

Os que defendiam a permanência do imposto são os mesmos que agora consideram a sua reintrodução inviável, ou seja, são movidos por motivos políticos. A oposição acredita que a melhor maneira de atingir o governo seja pelo estrangulamento fiscal. Sem crescimento robusto, a tendência é que os serviços de saúde continuem piorando.
Cloves Oliveira (Valinhos, SP)

Demitir Marcos Cintra foi a melhor decisão. Resgatar a CPMF seria o maior estelionato eleitoral dos últimos anos. Ninguém quer mais imposto.
Isaías Lobão (Palmas, TO)

O secretário é um bode expiatório e foi demitido por não ter impedido o Coaf de investigar Flávio Bolsonaro. Paulo Guedes, autor da ideia, é que deveria ter sido demitido.
Paulo Henrique de Mello (Campinas, SP)


Coaf
Muito boa a ação do Coaf ("Coaf relata movimentação atípica de R$ 2,5 milhões em conta de David Miranda"). Cabe ao deputado, ainda não acusado de nada, explicar o que houve. Agora vamos investigar o Flávio Bolsonaro.
Boni Miranda (Bonito, MS)

Não acredito que David Miranda tenha tido coragem de cometer alguma irregularidade enquanto o site The Intercept faz o trabalho da Vaza Jato. Fez bem o juiz em ouvir o deputado antes de pedir a quebra de sigilo. Aliás, esse deveria ser o comportamento-padrão, mas a Lava Jato fez a esculhambação de primeiro expor o assunto para depois ver se havia crime.
Vicente Ferreira (Goiânia, GO)

David Miranda chama de crime o vazamento das informações contra si. Mas o vazamento usado pelo site de seu marido é legal? Pau que bate em Chico bate em Francisco.
Carlos Sidnay V. Lins (Manaus, AM)

O deputado federal David Miranda - Ricardo Borges - 25.jan.2019/Folhapress

Ancine
("Em ofensiva contra Ancine, Bolsonaro corta 43% de fundo do audiovisual"). Para Bolsonaro aceitar a produção de filmes nacionais, sugiro os títulos citados por José Simão: "Bruna Pastorinha", "Templo é Dinheiro", "A Dentadura do Pastor" e "Querida, Eu Converti as Crianças" (Ilustrada, 7/9).
José Roberto X. de Oliveira (São Paulo, SP)

O centro
Muito bom, direto, claro e corajoso o artigo de Gregorio Duvivier desta quarta-feira ("O centro foi parar na puta que o pariu"). O centro sempre foi uma grande panaceia, e com ele o Brasil foi à extrema direita.
Maria Alice Paes (São Paulo, SP)
 

Duvivier é o melhor colunista da Folha. Aquele que realmente vê a gravidade do que está acontecendo e os enormes riscos que se avizinham. É tempo de tratar dessa loucura coletiva com termos fortes.
Felipe Rubio Poli (São Paulo, SP)

Ilustração de Catarina Bessel para coluna de Gregório Duvivier de 11.set.2019.
Ilustração para coluna de Gregorio Duvivier - Catarina Bessel

Violência contra a mulher
A violência contra a mulher cresceu nos últimos dois anos ("Brasil registra 1 caso de agressão a mulher a cada 4 minutos, mostra levantamento", Cotidiano, 9/9). Em 2018, deu um salto, foi como uma licença para matar, estuprar, bater, fenômeno similar às queimadas na floresta. Quando diz que a violência contra a mulher é mi-mi-mi, Bolsonaro autoriza o abuso. Quando diz "não te estupro porque você é feia", autoriza o estupro. As unidades da saúde perceberam o aumento, que é real. Saúde não é delegacia, vêm as que estão machucadas.
Fátima Marinho (São Paulo, SP)


Abuso de autoridade
Concordo com Luiz Carlos Bresser-Pereira em "Depois do Pesadelo". Nunca votei no PT, mas nem por isso, como cidadão e, principalmente, como advogado, posso admitir as absurdas ilegalidades cometidas no processo judicial de condenação de Lula, seja pela esperada imparcialidade do juízo, que não se verificou, seja pelo princípio da igualdade entre as partes litigantes de processos judiciais, também, a meu ver, visivelmente desrespeitado.
Fabricio Alves Quirino, advogado (São Paulo, SP)


Colunista
A pergunta que não quer calar: por que a Folha não contrata de vez o astrólogo Olavo de Carvalho como colunista? Não há graça em ler seus discípulos, a exemplo de Hélio Beltrão ("Já deu para o regime mafioso venezuelano"). Prefiro as alucinações do original.
Dejalci Eduardo Fontana Martins (Bauru, SP) 


Crivella
Os eleitores de Crivella são o que são, como o são os de São Paulo e os do Brasil, que elegeram a calamidade que nos abate ("O pior desde 1808", Ruy Castro). Se seremos dominados pela milícia teológico-militar que nos assola, isso é outra coisa.
Marcus Vinícius Xavier de Oliveira (Porto Velho, RO)

0
Charge publicada na página A2 no dia 9.set.2019 - João Montanaro/Folhapress

Fetiche da industrialização
Em relação ao texto "Fetiche da industrialização prejudica a exploração de recursos naturais, diz chefe da Petrobras", é claro que queremos produzir produtos de maior valor agregado e, para isso, cobramos investimentos. Também é óbvio que não somos contra as commodities. Embora estejamos batendo recordes na produção e exportação de petróleo, minério e grãos, temos, por outro lado, 13 milhões de desempregados e renda per capita em queda, além de o PIB ter retroagido a números de 2010.
José Ricardo Roriz Coelho, presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico -- Abiplast (São Paulo, SP)


Estudantes contra a censura
Fizemos uma discussão sobre a censura na Bienal do livro e achamos muito legal a Folha ter publicado na Primeira Página a imagem que causou tanta polêmica, pois todos temos liberdade de escolha para sermos o que quisermos. E o que o prefeito fez foi censura. Um beijo mostra o amor entre duas pessoas. Isso não é nada ofensivo e não vai nos influenciar em nada que já não queiramos ser. Se o prefeito se preocupa com as crianças, deveria melhorar a educação, a segurança e a saúde delas. Gostaríamos de ver sempre o jornal lutando contra a tentativa de censura, o preconceito e a intolerância com tudo o que é diferente.
Patrícia de Lima Scarpa, em nome dos alunos do 5º ano B da E. E. Prof. Bento da Silva César (São Carlos, SP)

PARTICIPAÇÃO

Os leitores podem colaborar com o conteúdo da Folha enviando notícias, fotos e vídeos (de acontecimentos ou comentários) que sejam relevantes no Brasil e no mundo. Para isso, basta acessar Envie sua Notícia ou enviar mensagem para leitor@grupofolha.com.br.​​

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.