Temos um presidente que não respeita limites, diz leitor

Lamento que todas essas lições não sensibilizem quem nos envergonha, completa Gleidson Borges

Bolsonaro
Lamento que todas essas lições não sensibilizem quem nos envergonha ("Presidente do Chile condena falas de Bolsonaro sobre pai de Bachelet",). Temos um presidente que não respeita limites.
Gleidson Borges (Santo André, SP)

Sebastián Piñera e Bolsonaro no Palácio da Alvorada - Adriano Machado - 28.ago.2019/Reuters

A Folha fica criticando algumas supostas atitudes autoritárias de Bolsonaro, porém as que a Folha critica não passam de picuinhas sem maior importância. O que o presidente deveria fazer, mas não faz, é cortar gastos para valer. Mas, em vez disso, fica falando em aprovar CPMF, afrouxar o teto de gastos e dar mumunhas para políticos e para estados deficitários.
Rafael Alberti Cesa (Caxias do Sul, RS)

Nosso país, por muito menos, já teve dois impeachments. Hoje, não respeita o direito internacional nem a ONU, não respeita presidentes de outros países, dá guarida a milícias e criminosos e interfere na Polícia Federal e em outras instituições. Que garantia dá de que vá respeitar aqueles que defendem a democracia, como senadores, deputados ou a imprensa? Isso para não falar do Intercept, que, segundo a ONU, já está sendo ameaçado.
José Alexandre Coelho Silva (Mogi Mirim, SP)

Bolsonaro está fazendo com a mídia internacional o mesmo que faz há décadas com a brasileira. Utiliza-se dela para ganhar notoriedade dizendo barbaridades. 
João Jaime de C. Almeida Filho (Embu-Guaçu, SP)

Espero que o presidente Jair Bolsonaro vá em frente o mais rapidamente possível para realizar as privatizações de tantas estatais monumentais, que temos somente para nos dar prejuízos astronômicos e servir de cabide de empregos para políticos inescrupulosos. As privatizações serão benéficas para a economia do país. Vamos evitar um mal maior e privatizar tudo o que for possível.
Benone Augusto de Paiva (São Paulo, SP)


Lava Jato
"Fundo de R$ 2,6 bilhões da Lava Jato irá para Amazônia e educação". São R$ 2,6 bilhões da Lava Jato, dinheiro recuperado em boa parte devido ao trabalho de Sergio Moro e Deltan Dallagnol. Isso a Folha não mostra.
Alvanir Munaretto (Curitiba, PR)

PGR
O presidente, assim como vem fazendo com outras instituições democráticas, tenta destruir a PGR e transformá-la em novo ministério, indicando como "ministro" alguém que, supõe, se submeterá ao seu comando. 
Delane José de Souza (Belo Horizonte, MG)

Meus amigos, meus pêsames. Agora o PT vai aprender a fazer política. Nada de respeitar lista tríplice, seja para a Procuradoria-Geral da República, seja para universidades, seja para outros cargos. Isso é coisa de comunista.
Alvaro Almeida (Rio de Janeiro, RJ)

Acredito que, em um país normal e decente, o novo procurador-geral da República estaria anunciando uma equipe isenta, e não "conservadora" ou alinhada a esta ou àquela ideologia. Estamos ferrados.
Bruno José Fortes (Teresina, PI)

Cortes em bolsas
Presto minha solidariedade e homenagem aos pesquisadores e bolsistas, heróis que se dedicam a melhorar as condições do nosso país com bolsas de valor irrisório. Que tenham forças para continuar a jornada, mesmo diante da catástrofe anunciada com os cortes no pagamento e a extinção de bolsas.
Renata Rossini (São Paulo, SP)


Gênero
Os senhores João Doria e Jair Bolsonaro, pensando na eleição, combatem a "ideologia de gênero", que eles inventaram! Adolescentes grávidas, meninos com doenças venéreas... Isso não importa. Os governantes só pensam nos votos da próxima eleição. As escolas caras cuidam --e bem-- de esclarecer seus alunos em educação sexual. Pobres de nossos adolescentes da escola pública. Quanta irresponsabilidade de quem nos governa.
Renata Amaral (São Paulo, SP)


Cesarianas
O que se mistura no debate sobre o "direito à cesariana" é o desconhecimento da fisiologia natural de um parto normal --com os benefícios dobrados para o binômio mãe-filho. E esse desconhecimento pode se juntar à falta de respeito às instituições públicas, que tanto se esforçam para tornar a maternidade mais humana e com mais chance de acerto. Com certeza, a recém"“sancionada lei chocou o Conselho Federal de Medicina e, mais ainda, os médicos obstetras.
Antonia de Fátima Parente de Araújo, médica pediatra (São Paulo, SP)


Elton Medeiros
Elton Medeiros ingressa na memória cultural da música popular brasileira. Tenho o pressentimento de que o sol nascerá onde a dor não tem razão ("Morre Elton Medeiros, compositor de clássicos do samba, aos 89, no Rio").
Antonio Francisco da Silva (Rio de Janeiro, RJ)

Guedes
Além de feio, o ministro Paulo Guedes é muito mal-educado, ofendendo a esposa do presidente da França ("'Ela é feia mesmo', diz Guedes sobre mulher de presidente da França"). E é um péssimo ministro. Essas pessoas serão lembradas como o pior governo da história do Brasil!
Beatriz R. Alvares (Campinas, SP)

Por que que uma pessoa que age assim teria inteligência e liderança para arrumar a economia? O mercado aplaude, enquanto isso a classe trabalhadora --e mesmo a industrial, que vive bajulando-- come grama, enquanto o ministro fala grosserias como o seu líder.
Armando Moura (São Paulo, SP)

Meu pai, Jesus amado. Socorro! Anteontem estava ruim. Ontem estava péssimo. Hoje é repugnante. Imagine amanhã...
Isabele Haruna Ono Zamaro (Joinville, SC)

Ministro Paulo Guedes, por favor, cuide da economia, que está um caos.
Antonio Ferreira de Castilho (Dois Górregos, SP)


Embaixada nos EUA
O presidente Jair Bolsonaro manifesta incrível subserviência aos Estados Unidos, fazendo, à distância, o papel de submisso ao presidente Trump. Não bastasse isso, agora quer o filho como lambe-botas in loco.
Ademar Ferreira (São Paulo, SP)


PARTICIPAÇÃO

Os leitores podem colaborar com o conteúdo da Folha enviando notícias, fotos e vídeos (de acontecimentos ou comentários) que sejam relevantes no Brasil e no mundo. Para isso, basta acessar Envie sua Notícia ou enviar mensagem para leitor@grupofolha.com.br.​​

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.