Saltar para o conteúdo principal
 
28/02/2012 - 13h00

Quadrinho clássico, 'O Eternauta' mostra Argentina destruída

da Livraria da Folha
Texto baseado em informações fornecidas pela editora da obra.

A ficção-científica "O Eternauta" (Martins, 2012) posa, a lado de "Mafalda", de Quino, como principal quadrinho já produzido na Argentina. Publicado originalmente entre 1957 e 1959, o título conta a história de Juan Salvo. O personagem se materializa na frente de um roteirista de quadrinhos e começa a contar sobre um cenário catastrófico, no qual uma neve radiativa que baixou sobre Buenos Aires causou mortes em massa no país.

Salvo narra sua tentativa de sobreviver junto aos seus familiares. O mínimo contato com a substância pode ser mortal. Por isso, ele aparece sempre munido de uma roupa de mergulho.

Divulgação
Ficção-científica argentina é considerada uma das principais HQs da America Latina
Ficção-científica argentina é considerada uma das principais HQs da America Latina

Veja lista de quadrinhos de 2011 com desconto
Siga a Livraria da Folha no Twitter
Visite nossa página no Facebook

Um clássico, a obra tem notável influência dos quadrinhos europeus. Foi produzida pelo argumentista Héctor Germán Oesterheld (1919-1976/77) e pelo desenhista Francisco Solano López (1928-2011). O conceito surgiu quando o primeiro perguntou ao outro o que ele gostaria de desenhar e recebeu a resposta de que seria uma ficção-científica um pouco mais profunda.

Um segundo volume da série foi produzido ainda em meados dos anos 1970. Título a ser lançado no Brasil também pela Martins. Politicamente ativo, Oesterheld foi capturado pelo regime ditatorial de seu país e desapareceu entre 1976 e 1977. As quatro filhas do quadrinista também foram assassinadas. López continuou a produção do quadrinho.

Os destaques da HQ, além da intrigante história futurista que remete a elementos da cultura Argentina, estão na arte e no texto bastante desenvolvidos e maduros, frutos do talento de Oesterheld e López.

O "O Eternauta" nunca havia sido publicado no Brasil. Oesterheld também é responsável por "Che: Os Últimos Dias de um Herói" (Conrad, 2008), lançada em 1968, três meses após a morte do guerrilheiro argentino.

*

"O Eternauta"
Autores: Héctor G. Oesterheld e Francisco Solano López
Editora: Martins
Páginas: 360
Quanto: R$ 59,30 (preço promocional*)
Onde comprar: 0800-140090 ou na Livraria da Folha

Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques. Não cumulativo com outras promoções da Livraria da Folha. Em caso de alteração, prevalece o valor apresentado na página do produto.

 
Voltar ao topo da página