Saltar para o conteúdo principal
 
10/08/2018 - 09h01

Psicoterapeuta ensina a superar atitudes autodestrutivas e enfrentar dificuldades

da Livraria da Folha

Divulgação
Chaplin se destacou pela capacidade de desenvolver roteiros que provocam riso e choro nos espectadores até hoje
Livro é baseado em artigo da internet que viralizou e foi lido por mais de 10 milhões de pessoas em apenas uma semana

As pessoas mentalmente fortes não tentam agradar o mundo, não se incomodam com o sucesso dos outros, não temem as mudanças e não desistem depois do primeiro fracasso. É o que escreve Amy Morin em "13 Coisas que as Pessoas Mentalmente Fortes Não Fazem".

Baseado em um artigo da internet que viralizou e foi lido por mais de 10 milhões de pessoas em apenas uma semana, o livro traz uma descrição detalhada das atitudes autodestrutivas que tomamos sem querer quando precisamos enfrentar algum contratempo.

No título, publicado no Brasil pela editora Sextante, a psicoterapeuta aprofunda sua tese e apresenta pesquisas, histórias reais e estratégias práticas para que qualquer pessoa seja capaz de reprogramar os hábitos nocivos que comprometem a saúde, a produtividade e o bem-estar.

Amy Morin é assistente social, professora universitária e psicoterapeuta. É convidada com frequência para dar entrevistas a jornais e revistas, como "Time", "Cosmopolitan" e "Business Insider". Seu trabalho já foi traduzido para mais de 20 idiomas.

Abaixo, leia um trecho do livro.

*

O QUE É FORÇA MENTAL?

Não é que as pessoas sejam divididas entre as mentalmente fortes e as fracas. Todos temos algum grau de força mental, mas sempre há como melhorar. Desenvolver essa força envolve aperfeiçoar sua capacidade de regular as emoções, administrar os pensamentos e se comportar de forma positiva, apesar das circunstâncias.

Assim como há aqueles que são predispostos a desenvolver força física com mais facilidade que outros, a força mental parece vir mais naturalmente para algumas pessoas. Diversos fatores determinam quão fácil será desenvolver sua força mental:

Genética - Os genes têm seu papel para determinar se você tem ou não tendência a desenvolver problemas de saúde mental, como transtornos de humor.
Personalidade - Algumas pessoas têm traços de personalidade que por natureza as ajudam a pensar de modo mais realista e a se comportar de maneira mais positiva.
Experiências - As suas experiências de vida influenciam a forma como você pensa sobre si mesmo, as outras pessoas e o mundo em geral.

É obvio que não se pode mudar alguns desses fatores. Não se pode apagar uma infância difícil. Não se pode negar uma predisposição a desenvolver déficit de atenção. Mas isso não quer dizer que você não possa aumentar sua força mental dedicando tempo e energia aos exercícios de autoaperfeiçoamento descritos neste livro.

A BASE DA FORÇA MENTAL

Imagine um homem que fica nervoso em situações sociais. Para minimizar sua ansiedade, ele evita a qualquer custo bater papo com seus colegas de trabalho. Quanto menos fala com eles, menos eles puxam conversa. Quando entra na salinha do café e passa pelas pessoas no corredor sem que ninguém o cumprimente, pensa, devo ser muito esquisito. Quanto mais pensa sobre sua falta de traquejo social, mais fica nervoso ao travar conversas, sua ansiedade aumenta e seu desejo de evitar os colegas cresce. O resultado é um círculo vicioso.

Para entender a força mental, você precisa aprender como seus pensamentos, comportamentos e sentimentos estão entrelaçados, muitas vezes trabalhando juntos para criar uma perigosa espiral descendente, como no exemplo anterior. É por isso que o desenvolvimento da força mental exige uma abordagem em três níveis:

Pensamentos - Identificar pensamentos irracionais e substituí-los por pensamentos mais realistas.
Comportamentos - Comportar-se de maneira positiva, apesar das circunstâncias.
Emoções - Controlar suas emoções para que elas não controlem você.

Ouvimos o tempo todo: "Pense positivo." Mas apenas o otimismo não é suficiente para você alcançar seu pleno potencial.

BASEIE SEU COMPORTAMENTO EM EMOÇÕES EQUILIBRADAS E PENSAMENTO RACIONAL

Tenho pavor de cobras. Ainda assim, é um medo completamente irracional. Eu moro no Maine, onde não há uma única cobra venenosa. Além disso, não vejo cobras com frequência. Mas quando as vejo, meu coração acelera e fico tentada a correr o mais rápido possível na direção oposta. Em geral, antes de sair correndo, consigo equilibrar meu pânico com pensamentos racionais que me lembram de que não há razão lógica para sentir medo. Uma vez que o pensamento racional toma conta, posso passar pela cobra a uma distância segura. Eu ainda prefiro não me aproximar, mas consigo seguir em frente sem deixar meu medo irracional interferir no meu dia.

Na vida, costumamos tomar as melhores decisões quando equilibramos nossas emoções com o pensamento racional. Pare e pense por um minuto sobre como você se comporta quando está com muita raiva. É provável que já tenha dito e feito coisas das quais se arrependeu depois, porque estava baseando suas ações em emoções, não no pensamento lógico. Mas fazer escolhas apenas com base no pensamento racional também não resulta em boas decisões. Somos seres humanos, não robôs. Nosso coração e nossa mente precisam trabalhar em sintonia para controlar nosso corpo.

Muitos dos meus pacientes questionam a própria capacidade de controlar os pensamentos, as emoções e o comportamento. "Não posso evitar sentir isso." Ou: "Não consigo me livrar dos pensamentos negativos que passam pela minha cabeça." Ou, ainda: "Eu simplesmente não consigo me motivar a fazer o que preciso para realizar alguma coisa." Mas, com uma força mental maior, tudo isso é possível.

OS BENEFÍCIOS DA FORÇA MENTAL

É sempre mais fácil se sentir mentalmente forte quando a vida vai bem, mas às vezes os problemas aparecem. Ficar desempregado, descobrir uma doença na família ou perder um ente querido pode ser inevitável. Mas, a partir do momento em que tornar sua mente mais forte, você vai estar preparado para lidar com os desafios da vida. Os benefícios de aumentar sua força mental incluem:

Aumento da resiliência ao estresse - A força mental é algo que fará diferença no seu dia a dia, e não apenas quando você estiver enfrentando uma situação difícil. Você estará mais bem preparado para lidar com os problemas de modo eficaz e eficiente - e isso pode reduzir seu nível geral de estresse.

Maior satisfação com a vida - À medida que sua força mental aumenta, sua autoconfiança aumenta também. Você vai passar a se comportar de acordo com seus valores, o que lhe trará paz de espírito e o ajudará a reconhecer o que realmente importa na sua vida.

Melhor desempenho - Se sua meta é ser um pai melhor, aumentar sua produtividade no trabalho ou aprimorar seu desempenho físico, o desenvolvimento de sua força mental vai ajudar você a alcançar seu pleno potencial.

*

13 COISAS QUE AS PESSOAS MENTALMENTE FORTES NÃO FAZEM
AUTOR Amy Morin
TRADUTOR José Eduardo Mendonça
EDITORA Sextante
QUANTO R$ 31,90 (preço promocional *)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página