Saltar para o conteúdo principal
 
05/03/2013 - 15h00

'A Síndrome da Boazinha' combate a compulsão por agradar

da Livraria da Folha

Procurar agradar a todos sempre é um comportamento nocivo que deve ser combatido, defende a psicóloga Harriet B. Braiker no livro "A Síndrome da Boazinha". "Quando alguém sofre da compulsão por agradar, sua autoestima está relacionada ao quanto faz pelos outros e ao quanto é bem-sucedida nisso."

Divulgação
Apresenta a compulsão por agradar e ainda oferece um plano de ação de 21 dias
Apresenta a compulsão e oferece um plano de ação de 21 dias

Segundo a autora, "indivíduos agradadores, cujos julgamentos distorcidos são a causa predominante da síndrome, estão aprisionados em formas de pensar opressivas ou derrotistas que perpetuam seus problemas com a compulsão por ser gentil".

Embora sugira uma habilidade social ou a expressão de uma alma caridosa, ela é prejudicial por gerar uma preocupação excessiva em corresponder às expectativas dos outros, negligenciando a própria vontade e necessidades.

"As pessoas que agradam compulsivamente --mulheres e homens-- de quem tratei, aumentaram muito a minha compreensão sobre o preço que as pessoas afligidas por tal problema pagam em termos de saúde, relacionamentos e qualidade de vida", conta a autora.

No livro, a especialista explica o problema e sugere um programa de três semanas para aprender a dizer "não" e recuperar a autoestima devastada por longos períodos procurando conciliar desejos de gregos e troianos.

*

"A Síndrome da Boazinha"
Autora: Harriet B. Braiker
Editora: Best Seller
Páginas: 378
Quanto: R$ 29,90 (preço promocional*)
Onde comprar: pelo telefone 0800-140090 ou pelo site da Livraria da Folha

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques. Não cumulativo com outras promoções da Livraria da Folha. Em caso de alteração, prevalece o valor apresentado na página do produto.

Texto baseado em informações fornecidas pela editora/distribuidora da obra.

 
Voltar ao topo da página