Saltar para o conteúdo principal
 
28/12/2011 - 09h00

Conheça a história do idealizador do dicionário 'Aurélio'

da Livraria da Folha
Texto baseado em informações fornecidas pela editora da obra.

Nascido em Passo de Camaragibe (AL), o lexicógrafo, crítico literário, filólogo e professor Aurélio Buarque de Holanda (1910-1989) entrou para o vocabulário popular e virou sinônimo de dicionário.

Divulgação
O lexicógrafo publicou o conhecido dicionário "Aurélio", no ano de 1975
O lexicógrafo publicou o conhecido dicionário "Aurélio", no ano de 1975

Visite a estante dedicada aos dicionários
Siga a Livraria da Folha no Twitter
Conheça nossa página no Facebook

Aos 14 anos, ele começou a se interessar pela língua e a dar aulas de português. Ingressou no magistério um ano depois. Em 1936, com 26 anos, formou-se em Direito, na Faculdade do Recife. Nesse ano, tornou-se professor de Língua Portuguesa e Francesa, e de Literatura no Colégio Estadual de Alagoas.

Em 1938, Buarque de Holanda mudou-se para o Rio de Janeiro e continuou lecionando português. No ano de 1941, o professor foi convidado para realizar um trabalho lexicográfico, como colaborador do "Pequeno Dicionário da Língua Portuguesa".

Preocupado com a língua portuguesa, assumiu o compromisso de elaborar seu próprio dicionário. Em 1975, o "Novo Dicionário da Língua Portuguesa", conhecido como dicionário "Aurélio", foi publicado. Com o lançamento, o lexicógrafo tornou-se representante internacional dos assuntos literários e linguísticos da língua portuguesa.

Buarque de Holanda publicaria o "Minidicionário da Língua Portuguesa", também chamado de "Miniaurélio", em 1977. O "Dicionário Aurélio Infantil da Língua Portuguesa", com ilustrações do Ziraldo, viria 12 anos depois.

Eleito como imortal pela Academia Brasileira de Letras, em 4 de maio de 1961, Buarque de Holanda ocupou a cadeira número 30.

 
Voltar ao topo da página