Melhores japoneses da cidade, Shin-Zushi e Kinoshita têm propostas bem diferentes

MELHOR RESTAURANTE JAPONÊS - JÚRI

Na forma, não poderiam ser mais diferentes os dois melhores japoneses de São Paulo, segundo o júri de 2016.

De um lado, o Shin-Zushi lembra os endereços típicos da Liberdade, com sua bancada de sushimen orientais, a decoração cenográfica, os cardápios com pouca tradução e nenhuma explicação, a brigada gritando "irashaimase!" (bem-vindo) assim que se pisa o salão no bairro do Paraíso.

De outro, o Kinoshita está mais para seus vizinhos da Vila Nova Conceição, lugares com um quê cosmopolita onde os estrangeiros estão do lado de cá do balcão, consumindo, e os hipsters e aspirantes a "MasterChefs" da TV estão do lado de lá, servindo.

A uni-los está o preço (alto) e a cozinha autoral, no primeiro o mercurial Marco Keniti Mizumoto, o Ken, no segundo a celebridade Tsuyoshi Murakami. Das mãos deles sai o melhor das duas casas, cortes de peixe cru que fazem todo o resto parecer secundário.

Na degustação, dependendo da noite, Ken manda variações de atum (sushi ou sashimi, barriga ou toro) que mostram por que o peixe é o preferido dos conhecedores e revelam diferenças sutis que o paladar, embrutecido pelo salmão de cada dia, já não percebia mais.

Já Murakami apresenta sequência mais elaborada e gosta de usar ingredientes pouco usuais junto de seus cortes, como foie gras ou trufas brancas, em cardápios em constante mutação.

O público em geral parece mais interessado em pratos quentes, como o excelente corte bovino de wagyu, criado na Fazenda Yakult, em Bragança Paulista. Shin-Zushi e Kinoshita eram da Liberdade, os sushimen são japoneses ou estudaram no país, os restaurantes valem muito a pena.

*

SHIN-ZUSHI
R. Afonso de Freitas, 169, Paraíso, região sul, tel. 3889-8700

KINOSHITA
R. Jacques Félix, 405, Vila Nova Conceição, região sul, tel. 3849-6940

Publicidade
Publicidade
Publicidade