Saltar para o conteúdo principal
 
13/01/2018 - 10h29

Romance infantojuvenil aborda temas como solidão e amadurecimento

da Livraria da Folha

Divulgação
Em tom fabular que dialoga com histórias clássicas, livro é aborda passagem da infância para a adolescência
Em tom fabular que dialoga com histórias clássicas, livro é aborda passagem da infância para a adolescência

Uma criança se perde, sozinha, em uma estação de trem. Este é o ponto de partida de "Maria Antonieta e o Gnomo", romance infantojuvenil da escritora Índigo.

Publicada pela V&R Editoras, a obra em tom fabular aborda temas como amadurecimento, solidão, liberdade e imaginação.

Na história, Maria Antonieta está há dez dias viajando por diferentes países com os pais. O itinerário europeu inclui museus, igrejas e castelos, mas sem as princesas e os dragões falta graça às atrações turísticas.

Quando a garota se perde dos pais em uma estação de trem em Roma ela embarca em uma aventura acompanhada do mal-humorado gnomo Jean-Charles, que só quer saber de se dar bem.

A jornada é narrada alternadamente pelos dois personagens ao longo dos capítulos de forma que as diferenças entre eles possam ser percebidas a partir de seus discursos e linguagens.

As ilustrações do livro são de autoria da designer Mika Takahashi, que publicou de maneira independente o projeto "Ink Stories", com foco na narrativa visual. A orelha é assinada pelo escritor João Anzanello Carrascoza.

Índigo é o apelido da escritora Ana Cristina Ayer de Oliveira. Nascida em Campinas, em 1971 estudou jornalismo e começou a carreira de escritora publicando contos na internet, em 1998. É autora de mais de 20 livros, dentre os quais "Cobras em Compota", "Aconteceu na Escola" e "Meu Amigo Ovídio".

*

MARIA ANTONIETA E O GNOMO
AUTORA Índigo
ILUSTRAÇÕES Mika Takahashi
EDITORA V&R
QUANTO R$ 30,90 (preço promocional*)

* Atenção: Preço válido por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

-

 
Voltar ao topo da página